Novo modelo conta com motor 1.0 12V de três cilindros flex

Será recebido nas lojas em breve o Novo Nissan Versa, que possui uma família ampliada devido à presença de um modelo com a nova motorização 1.0 12V de três cilindros flex, com duplo comando de válvulas que possibilita 77 cv a 6.200 rpm e 10 kgfm e cabeçote de alumínio. O motor também possui Sistema Flex Start, da Bosch, que não precisa da utilização de tanquinho e torna quente o combustível se o consumidor estiver utilizando gorro, toca de lã e luvas. A transmissão é sempre manual de cinco velocidades.

Apresentado no Salão de Nova York do último ano, o Nissan Novo Versa é recebido com um visual similar com os dos semelhantes Sentra e Altima. A parte da frente recebeu nova grade, tornou-se mais encorpada, e o novo conjunto de faróis possui forma de bumerangue.

As versões presentes são duas. A de entrada, que possui a denominação do veículo, possui valor de início de R$ 41.990, que poderá concorrer com veículos como o Ford Ka+ 1.0 SE, que tem o preço de R$ 40.790, e a variante S, que possui o valor a partir de R$ 44.990 e que poderá disputar com veículos como o Ford Ka+ 1.0 SE Plus, que tem o preço de R$ 42.890, e inclusive com o Chevrolet Prisma 1.0 LT, na segunda posição do ranking de comercializações acumuladas no último ano, e neste momento possui o valor de R$ 44.250. Outro provável rival é o Volkswagen Voyage Comfortline, que tem o preço de R$ 42.620.

O modelo é atrativo para dirigir. O conjunto mecânico é bem formado. A curva de torque, ao ser relacionada com motores de quatro cilindros, é possível verificar que a força é recebida de forma pioneira no tricilíndrico. Outro aspecto favorável é o detalhe do novo três cilindros atuar de forma mais uniforme. Entretanto, o rendimento do motor é mais qualificado mesmo no momento que alcança os 4.000 giros.

Por Felipe Couto de Oliveira

Novo Nissan Versa

Novo Nissan Versa

Novo Nissan Versa

Fotos: Divulgação


Após ser apresentado ao público durante o Salão do Automóvel de São Paulo, o Fiat 500 Abarth já tem data estipulada para chegar ao mercado brasileiro e preço definido. Para competir na categoria hatchback premium, o pocket rocket da Fiat chega no mês de dezembro e será comercializado em versão única por aqui, com preços a partir de R$ 79.300, tendo com opcionais apenas o som feito pela marca Beats e o teto solar com acionamento elétrico.

Visualmente, o 500 Abarth traz as mesmas características da versão convencional do compacto da marca italiana, diferenciando-se apenas por detalhes que deixam o modelo mais agressivo e esportivo. Para tal, a Fiat acresce ao esportivo compacto para-choque dianteiro remodelado com ampliação da entrada de ar inferior, para-choque traseiro com difusor de ar integrado, faróis mais modernos, rodas de liga leve exclusivas de 16 polegada calçadas com pneus 195/45 R16, adesivos laterais em alusão a versão esportiva disponíveis nas cores branco, vermelho ou preto, retrovisores externos com capas da mesma cor que os adesivos laterais, aerofólio traseiro, dupla saída de escape com ponteiras cromadas e a logotipo da Abarth em substituição do da Fiat.  

Disponível em versão única, o Fiat 500 Abarth possui uma vasta lista de equipamentos de série para poder fazer frente aos concorrentes do seguimento. Por isso, o carro traz, entre outros itens, sete airbags (duplo frontal, lateral, do tipo cortina e de joelho), freios ABS com EBD, sistema de aviso de parada de emergência (Emergency Stop Signal – ESS), controle eletrônico de estabilidade e tração, controle de transferência de torque (Torque Transfer Control – TCC), assistência de partidas em aclives, direção elétrica, faróis dianteiros com projetor e regulagem elétrica de altura e ar-condicionado automático.

Além disso, o carro traz também banco com sistema de memória e Easy-Entry, bancos esportivos do tipo concha, no painel de instrumentos digital com computador de bordo centralizado, sistema Blue&Me, volante esportivo multifuncional com base achatada e sistema de som premium da marca Alpine.

Mecanicamente, o 500 Abarth vem equipado com motor 1.4 16V Turbo MultiAir, capaz de entregar 167 cv e torque de 23 kgfm, o que faz jus a atribuição de pocket rocket ao modelo, já que o veículo pesa 1.164 quilogramas e possui relação peso/potência de 6,79 kg/cv. Trabalhando em conjunto bloco turbo está um câmbio manual de cinco marchas, conjunto esse que faz o 500 Abarth acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos, com velocidade máxima de 214 km/h.

Por Caio Polo

Fiat 500 Abarth

Fiat 500 Abarth

Fiat 500 Abarth

Fiat 500 Abarth

Fotos: Divulgação


A Ford, empresa norte-americana de automóveis, anunciou neste ano a nova versão de seu compacto Ka, conhecido por ser um carro pequeno, econômico e barato. Porém, ao contrário das renovações anteriores do modelo, o carro agora conta com uma versão sedan além da hatch, que mudou totalmente essa visão do Ka ser um carro com espaço mínimo.

Para a versão sedan, chamada de Ka+, o carro está disponível com duas opções de motores, o SE 1.0 e o SE 1.5. A versão 1.0 conta com motor flex TiCVT, com 3 cilindros, potência máxima de 80 cavalos quando abastecido 100% com gasolina e de 85 cavalos quando abastecido com etanol. O torque é de 100 Nm na gasolina e 105 Nm no etanol. Já a versão 1.5 vem com motor flex Sigma, com 4 cilindros, potência máxima de 105 cavalos na gasolina e chegando a 110 cavalos quando o tanque está apenas com etanol. O torque dessa versão é de 143 Nm quando rodando com gasolina e de 146 quando no etanol.

Ambas as versões possuem freios dianteiros a disco e traseiros a tambor, direção elétrica, vêm com pneus 175/65 R14, rodas de aço de 14 polegadas, porta-malas com 445 litros, sistema de partida a frio Ford Easy-Start, suspensão dianteira independente tipo Macpherson e traseira com eixo autoestabilizante tipo Twist Beam. O tanque de combustível do Ka+ suporta até 51 litros, possui tração traseira e o veículo possui transmissão manual de 5 velocidades. O carro vem com 2 airbags frontais e freios ABS com EBD.

Exteriormente o carro possui capas dos retrovisores, maçanetas externas, para choques traseiros e dianteiros na cor do veículo, grade dianteira com 4 barras pintada em cinza, aplique preto nas colunas das portas, faróis com acabamento cromado e chave canivete com controle remoto.

Internamente o carro vem com ar-condicionado, desembaçador de vidro traseiro, para-sóis com espelho, bolso porta-revistas atrás dos bancos dianteiros, aquecedor, ajuste de altura do volante, porta-malas com abertura elétrica, todos os modelos com pelo menos vidros elétricos dianteiros e apoios de cabeça traseiros com regulagem de altura.

O carro está disponível em sua versão mais básica, a SE 1.0, a partir de R$ 38.890, chegando até R$ 47.890 na versão mais top, a SEL 1.5.

Por Rannier

Ford Ka+

Ford Ka+

Ford Ka+

Fotos: Divulgação


Nos últimos meses o Fiat Palio Fire tem sido isoladamente o carro mais vendido do Brasil. Isso se dá por uma gama imensa de razões. O carro é versátil, urbano, com visual básico, porém bonito e muito econômico. Adicionado a essas razões está o “precinho de banana” pelo qual está sendo vendido. O modelo básico está sendo vendido em São Paulo por apenas R$ 22.900 e já conta com ABS e airbag de fábrica. O carro está sendo vendido nesse preço promocional com cerca de R$ 3.000 de desconto em relação ao preço de tabela. É uma nova proposta comercial muito agressiva da Fiat, que segue assim ganhando mercado consumidor. É claro que este valor é pela versão "pelada" do carro. Ainda assim não podemos negar que é um bom valor.

Vidros e travas elétricas e direção hidráulica sobem o valor do automóvel a R$ 26.990 aproximadamente, sendo ainda um valor baixo e altamente concorrencial para os automóveis de outras montadoras da mesma categoria que o Fiat Palio Fire. Não bastasse o esquema pesado de descontos da Fiat, esta ainda está oferecendo condições especiais de pagamento em ótimas condições. O financiamento com entrada de 30% se dá em 48 meses e apresenta uma taxa de juros de 0,99% ao mês, o que pode não ser uma taxa tão baixa, mas ainda é menos significativa do que a oferecida por muitos bancos sob as mesmas condições.

As condições especiais com descontos e novas condições de financiamento não se limitam ao Palio Fire, se estendendo à versão Attractive 1.0 que conta com direção hidráulica, vidros e travas elétricas e ar-condicionado. A versão Attractive 1.0 está à venda por R$ 34.790, também R$ 3.000 abaixo do valor de tabela. Nesse caso a taxa é zero para àqueles que derem 60% de entrada e pagarem o restante do automóvel nos 12 meses seguintes.

Por Nosf

Fiat Palio Fire

Fiat Palio Fire

Fiat Palio Fire

Fotos: Divulgação


Que tal conhecer sobre o novo C3 Tendance? A nova versão lançada pela Citroën é uma das mais baratas a oferecer transmissão automática. Entretanto, tem uma desvantagem: o seu consumo é alto.

O carro é um dos mais vendidos do grupo PSA, que reúne a marca Citroën e também a Peugeot. Até o mês de agosto, por exemplo, o carro já tinha emplacado aproximadamente 20 mil unidades, enquanto o Peugeot 208 alcançou 15 mil emplacamentos.

A versão automática do C3 Tendance utiliza câmbio automático com 4 marchas e também tem trocas sequenciais. Além disso, o motor é 1.6 com 122 cv e partida a frio, que é uma das melhores do mercado. Mas, o carro também apresenta algumas desvantagens como o valor do seguro e a desvalorização. Alguns itens requisitados do carro são: interior moderno, amplo espaço interno e também a lista de equipamentos.

O visual é atraente e o formato arredondado, característica marcante dos carros da marca, prevalece. Os faróis diurnos de LED’S são considerados bons diferenciais. Além disso, ele é o carro ideal para o fim de semana. Sabe quando você quer pegar o carro e passear com a família? O C3 Tendance é uma boa opção. Ele conta com um conjunto ágil e itens de conforto.

Outro detalhe é a presença do para-brisa Zenith, que vira uma espécie de teto solar na parte da frente. Todavia, ele não é um carro muito bom para compras, porque além de não ser muito espaçoso, o porta-malas não é muito acessível. O carro compacto automático é muito bom para ser usado nas grandes cidades, principalmente, nos trânsitos urbanos.

O câmbio conta com recurso de troca de volante e também uma área envidraçada, que facilita no momento de fazer manobras, sobretudo em lugares apertados. Porém, um item falta no carro: o sensor de estacionamento. Mas, realmente ele compensa por outras vantagens.

O que achou de conhecer o modelo novo?  

Por Babi

Citroen C3 Tendance

Citroen C3 Tendance

Fotos: Divulgação


A Renault lançou a nova geração do Sandero no mês de julho e, agora no mês de setembro, a marca francesa já promove o primeiro reajuste de preço para seu hatchback. Com bons índices de vendas, tendo em vista que em agosto o modelo emplacou 7.278 unidades e terminou o mês na décima colocação do ranking da Fenabrave, o Renault Sandero agora é vendido com preços a partir de R$ 31.280, R$ 1.390 mais caro que o valor cobrado anteriormente (R$ 29.890).

A versão de entrada (Authentique 1.0) foi a que teve o maior reajuste de preço. As versões intermediárias Expression 1.0 e Expression 1.6, sofreram uma elevação de R$ 400 e R$ 440, deixando de custar R$ 34.990 e R$ 38.590, para serem oferecidos por R$ 35.390 e R$ 39.030, respectivamente. Por fim, a versão topo de linha Dynamique 1.6, que antes era comercializada por R$ 42.390, agora será vendida por R$ 43.180, aumento de R$ 790.

Entre os itens de série, o Sandero Authentique 1.0 vem equipado com airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, desembaçador traseiro, ar-quente, abertura interna do porta-malas e do tanque, bem como rodas de aço de 15 polegadas com calotas calçadas com pneus 185/65. As versões intermediárias Expression 1.0 e 1.6, por sua vez, contam com o pacote anterior somado aos vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico, alarme, sistema de som com leitor de CD/MP3 Player, entrada USB e conexão Bluetooth, retrovisores e maçanetas pintadas na cor da carroceria e coluna B com acabamento em preto. A configuração topo de linha do hatch (Dynamique 1.6) dispõe de todos os itens anteriores, acrescidos de sistema de ar-condicionado digital, retrovisores com repetidor de setas embutido, piloto automático, volante e manopla do câmbio com revestimento em couro, faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Além dos aumentos de preço, a Renault aproveitou para lançar a nova transmissão automatizada Easy’R para o Logan e o Sandero, equipando apenas os modelos com motores 1.6 8V.

Segundo a Renault, a transmissão traz um novo sistema que se adapta ao modo de condução do motorista, garantindo um desempenho mais esportivo ou mais econômico. Somado a isso, o câmbio automatizado ainda conta com função Creeping, que auxilia as manobras de estacionamento movimentando o carro engatado vagarosamente quando o condutor deixa de pressionar o freio.

Abaixo, versões e preços do Renault Logan:

– Authentique 1.0 – R$ 31.280;

– Expression 1.0 – R$ 35.390;

– Expression 1.6 – R$ 39.030;

– Expression 1.6 Easy’R – R$ 43.000;

– Dynamique 1.6 – R$ 43.180;

– Dynamique 1.6 Easy’R – R$ 47.180.

Por Caio Polo

Renault Sandero

Renault Sandero

Fotos: Divulgação


O novo Ford Ka será apresentado ao mercado nacional com inovações que trouxeram maior desempenho ao funcionamento em movimento do carro e redução de gastos. Referente ao motor 1.0 três cilindros de 85 cavalos, trará aos brasileiros uma economia significativa de combustível, sendo considerado um dos carros com expressiva diminuição de gastos.

De acordo com dados especificados pelo PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular), do Inmetro, o modelo proposto aos consumidores que foi denominado com distinção aos demais, ou seja, Ka 5 portas foi designado com nota A e certificado com  o selo Conpet de Eficiência Energética.                             

Os testes realizados respectivamente com etanol e gasolina, propiciaram ao modelo consumos distintos de combustível. O etanol alcançou uma média de 8,9 km/l na cidade e na estrada 10,4 km/l. Concernente a gasolina, o proveito do carro no trajeto urbano foi de 13 km/l e 15,1 km/l no rodoviário.

O motor do novo modelo de acordo com a Ford demonstra aos consumidores um ótimo desempenho enquanto estiver ativado a percorrer o fluxo em alta velocidade e em quinta marcha, não proporcionando ascensão na rotação ou desconforto em relação aos demais passageiros que estiverem no carro.

A potência do Ka se resume em 85 cavalos e 10,7kgfm de torque, o novo propulsor é considerado o 1.0 mais veloz e com maior torque em relação aos outros tipos correspondentes a mesma produção de motor, que estão propagados e são comercializados no Brasil. A produção designada especificamente ao veículo implica em um duplo comando de válvulas que altera a ativação de admissão e escapamento independente, além de abdicar o tanque de gasolina para partidas a frio.

Foi feito com alumínio o cabeçote do carro, que integra um tipo de correia feito especialmente para compor o motor do novo Ford Ka, apresentando lubrificação permanente o que fornece maior durabilidade, que as demais existentes no mercado.

O veículo por ser advindo de um processo de produção diferente aos que compõe a linha e foram produzidos anteriormente, propõe equipamentos de grande tecnologia e o que faz estar na faixa inicial de R$ 32 mil a R$ 35 mil. A divulgação está próxima, foi decido que o lançamento será após o fim da Copa do Mundo.

Por Lorena de Oliveira

Ford Ka

Foto: Divulgação


Tentando deixar os modelos mais competitivos, a Citroën lançou no Brasil a linha 2015 do C3 Picasso e Aircross. Enquanto o C3 Picasso traz novos equipamentos e amplia suas versões assim como no C3 hatchback, o Aircross passou por leves retoques no visual e reorganizou as suas versões.

Entre as novidades estéticas do Aircross 2015 estão os faróis com máscara negra e as molduras dos faróis de neblina, as barras do teto e os estribos com acabamento na cor grafite. Na versão topo de linha Exclusive, os retrovisores externos e as maçanetas também ganham o acabamento na cor grafite. Outra novidade adotada pela Citroën para o modelo é a adoção do sensor de obstáculo traseiro de série em todas as versões.

Por falar em versões, a marca francesa promoveu alterações nas nomenclaturas da configuração de entrada, que agora passa a ser a Tendance, oferecida por preços a partir de R$ 55.190.

Já a linha 2015 do C3 Picasso, as novidades ficam por conta da adoção dos vidros com acionamento elétrico traseiro de série desde as verões de entrada e, assim como no C3 convencional, a versão de entrada passa ser denominada Origine 1.5.

Desde a versão de entrada o modelo vem equipado de série com duplo airbag, freios ABS com EBD, computador de bordo, vidros e retrovisores com acionamento elétrico, direção hidráulica, sistema de ar condicinado e rodas de liga leve de 15 polegadas calçadas com pneus 195/60.

As versões Tendance 1.5, Tendance 1.6 e Tendance 1.6 BVA (automático) trazem os mesmos itens de série e, portanto, vêm equipados com todos os equipamentos da versão anterior, acrescido de detector de obstáculo traseiro, maçanetas e retrovisores na cor do veículo, faróis de neblina, sistema de som com comando satélite posicionado na coluna de direção e rodas de liga leve de 16 polegadas calçadas com pneus 195/55.

Por fim, as configurações topo de linha 1.6 Exclusive e 1.6 Exclusive BVA (automático) vêm equipadas com todos os itens da versão anterior, acrescido de sistema de ar condicionado digital, bancos com revestimento em tecido 3D ou couro, mesas do tipo avião, volante com revestimento em couro, sistema de som com Hifi-like, entrada USB e conectividade Bluetooth, maçanetadas e retrovisores externos cromados, sensor crepuscular e sensor de chuva, entre outros.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Citroën Aircross e C3 Picasso:

– Aircross 1.6 Tendance – R$ 55.190;

– Aircross 1.6 Tendance BVA (automático) – R$ 59.890;

– Aircross 1.6 Exclusive – R$ 60.190;

– Aircross 1.6 Exclusive BVA (automático) – R$ 65.190;

– C3 Picasso 1.5 Origine – R$ 46.890;

– C3 Picasso 1.5 Tendance – R$ 48.790;

– C3 Picasso 1.6 Tendance – R$ 49.790;

– C3 Picasso 1.6 Tendance BVA (automático) – R$ 54.890;

– C3 Picasso 1.6 Exclusive – R$ 55.890;

– C3 Picasso1.6 Exclusive BVA (automático) – R$ 59.890.

Por Caio Polo

Citroen Aircross 2015

Foto: Divulgação


Um dos grandes motivos para o mercado de automóveis no Brasil ser bastante movimentado é justamente quanto ao fato de muitas empresas transacionais atuarem em nosso mercado. Com isso, um dos grandes beneficiados disso é justamente o consumidor brasileiro, que dispõe de várias alternativas a sua disposição, tanto de versões e modelos de carros como de preços.

Uma das marcas mais tradicionais do país é a Fiat, marca italiana de sucesso mundial. Um modelo de grande destaque em vendas no Brasil é o Palio, modelo popular da Fiat que encanta os brasileiros a cada nova versão lançada. Para aqueles que já são fãs dessa linha interminável, saibam que a Fiat lançou o Palio 2015, a mais nova versão do automóvel.

O modelo 2015 vem com algumas novidades que prometem conquistar o cliente. Um dos exemplos são os anéis cromados nos comandos de climatização. Além disso, o Lane Change também promete fazer sucesso, trata-se de uma função que auxilia a visualização do veículo na troca de faixas. Além disso, os modelos equipados com retrovisor de acionamento elétrico você encontra o sistema Tilt Down, através dele ao engatar a marcha ré o espelho retrovisor do lado do passageiro irá inclinar para baixo, dessa forma, melhorando a visualização nas manobras de estacionamento.

A notícia que não agradou muito foi justamente o reajuste de preços promovido pela Fiat, 30 dias após o anúncio de lançamento da linha 2015. A versão básica (Attractive 1.0) passou a custar R$ 33.520, um aumento de R$ 860,00. Quanto à mesma versão, só que com motor 1.4, a mesma teve reajuste de R$ 510,00, passando a custar R$ 37.030.

A versão intermediária, Essence 1.6, também sofreu reajuste de preço e teve um aumento de R$ 550,00, passando a custar R$ 41.010. Quanto à versão top de linha do Palio 2015, a mesma também sofreu aumento de preço. A versão mais cara da linha 2015 sofreu aumento de R$ 550,00, passando a custar R$ 43.030.

Por Bruno Henrique

Fiat Palio 2015

Foto: Divulgação


Muitos consumidores ainda se perguntam qual é o carro mais barato do Brasil. Com o lançamento do Up!, da Volkswagen, os rumores era que o modelo de duas portas da marca alemã seria o carro mais barato do Brasil, contudo o seu preço base está em R$ 26.900.

Como o carro mais barato ainda está na primeira posição o Fiat Palio Fire, depois da aposentadoria do Mille. O veículo segue, na sua forma mais simples, com um motor Fire 1.0 8V com quase nenhum equipamento de série por R$ 23.990 de duas portas.

Além do Up!, a briga (mesmo que pouco acirrada) também conta com o Clio, da Renault, que começa no valor de R$ 24.690, o March da Nissan, por R$ 27.990 e o chinês Chery QQ por R$ 24.490.

Para chegar nesses valores, as marcas não oferecem nenhum conforto. O Palio Fire equipa de série apenas os obrigatórios airbags dianteiros e freios ABS, além de apoios de cabeça dianteiros com regulagem de altura, banco traseiro rebatível, bancos com assento anti-submarining, bancos dianteiros reclináveis, barra de proteção nas portas e brake light. Sob o capô, a Fiat resolveu não fazer nenhuma alteração. O carro segue com um motor 1.0 8V Fire que rende 73 cv com gasolina e 77 cv com etanol, sempre a 6.250 rpm. O torque é de 9,5/9,9 kgfm com gasolina ou etanol no tanque, respectivamente. A transmissão é manual de cinco marchas e velocidade máxima de 164 km/h.

Na hora de comprar um Palio Fire, o básico não é tão facilmente encontrado. A versão mais vista nas concessionárias é o que vem com direção hidráulica, ar condicionado, rádio e vidros dianteiros elétricos. Nessa modalidade, o carro sai por R$ 32.334, e aí não fica tão econômico assim.

Detalhes do Palio Fire:

A potência baixa do carro é de se esperar, com um motor 1.0 o carro faz o que pretende. São longos 15,2 segundos para fazer 0 a 100 km/h. No quesito estabilidade, o Palio consegue ser fiel nas curvas e manobras. Para quem quer economizar, o veículo é mesmo o ideal. O modelo obteve duas notas "A", em um teste do InMetro tanto na classificação do segmento quanto no geral. As médias que garantiram o resultado foram de 8,8 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada com etanol e 12,3 km/l no trajeto urbano e 15 km/l na estrada quando abastecido com gasolina.

Por Carolina Miranda

Fiat Palio Fire

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: