Veja aqui todos os detalhes sobre o Recall do Toyota Corolla.

Quem é proprietário de um veículo do modelo Corolla deve estar atento, pois a Toyota acaba de anunciar um recall duplo no modelo. Segundo a marca, o modelo Corolla terá que passar por dois reparos. Os proprietários de veículos envolvidos devem fazer o agendamento por meio de um telefone e os reparos terão início no dia 16 do mês de abril.

Infelizmente essa não é a primeira vez que a Toyota anuncia um recall para o modelo Corolla. Aliás, desde o ano de 2013 mais de seis convocações foram realizadas para o modelo. Esse ano é a primeira vez que acontece.

O primeiro recall do Corolla está associado a um problema no airbag do passageiro, sendo que este problema já se repetiu em outros recalls do modelo.

O recall foi anunciado nesta terça-feira, dia 03 do mês de abril, e o defeito mais grave, de acordo com a fabricante, está nos denominados “airbags mortais”. O outro defeito está localizado no câmbio CVT.

Quem possui carros com os chassis descritos abaixo deve fazer o agendamento do reparo por meio de um telefone disponibilizado pela fabricante. São quase 120 mil unidades a serem vistoriadas, um número considerável alto.

“Em relação ao problema dos airbags mortais”. O defeito na realidade está no acessório do passageiro do veículo. Assim, em caso de algum acidente ou colisão em que o acessório precisar ser acionado, este, por apresentar um defeito na carcaça de seu insuflador, pode chegar a romper e assim projetar objetos cortantes e metálicos nos ocupantes do veículo, levando a danos graves físicos e até mesmo fatais.

No Brasil não foi registrado nenhum acidente em decorrência deste problema. Porém, no exterior a situação é outra, pois já foram registradas 22 mortes relacionadas a esse problema no airbag.

Dessa forma, aos proprietários de veículos envolvidos no recall, é indispensável a apresentação do veículo a uma concessionária autorizada da marca Toyota. Serão 53.635 veículos a terem o airbag do passageiro substituído. Todos os veículos são do modelo Corolla fabricados no ano de 2013.

Já o segundo recall do Corolla está relacionado ao câmbio CVT. Trata-se na realidade de um defeito presente no controle eletrônico do câmbio CVT, que está na Unidade de Controle Eletrônico que tem a finalidade de controlar a transmissão. Desse modo, o defeito leva ao aparecimento no painel de instrumentos de uma luz de advertência, que ao ser acesa pelo sistema leva imediatamente a limitação da velocidade do veículo em até 60 km por hora. Embora esse problema não seja tão grave ele também pode colocar em risco a integridade física e avida de seus ocupantes, como por exemplo em uma rodovia com um elevado tráfego de veículos a uma velocidade superior a 60 km por hora, ao ter a sua velocidade diminuída, p veículo pode ocasionar colisões. De acordo com a fabricante, serão 65.963 unidades do Corolla modelo GLi 1.8 a passar pelo reparo.

No total, serão 119.598 unidades do Corolla a serem reparadas. Para isso, basta telefonar para o número 0800-7030206 e fazer o agendamento. A marca não informou quanto tempo irá durar cada reparo, mas quando o proprietário ligar para agendar ele receberá todas as informações necessárias sobre o recall.

Não existe tempo determinado para a realização dos reparos. Ou seja, enquanto as 119.598 unidades não forem reparadas o recall será mantido. Porém, a recomendação principal é de que os proprietários de veículos Corolla cuja fabricação se deu entre os anos de 2013 e 2017 procurem apresentar seus veículos o mais rápido possível, uma vez que um dos defeitos que o carro pode conter é bem sério, podendo colocar em risco a vida de seus ocupantes.

Ligue para o SAC informado acima e saiba de todas as informações sobre o Recall Toyota Corolla 2018.

Sirlene Montes


O mercado brasileiro de automóveis é bastante concorrido e o número de vendas só aumenta a cada ano. Tudo isso é devido a grande concorrência das marcas que atuam em território nacional, dessa forma, sempre estão atualizando suas linhas e modelos clássicos bem como lançando novos automóveis para suprir a necessidade dos brasileiros.

Uma das montadoras mais conhecidas entre os brasileiros é a Toyota, que atua no país há bastante tempo e não deixa a desejar em seus modelos e linhas de automóveis. Um dos modelos de maior sucesso da Toyota no Brasil é o Corolla, que para quem ainda não sabe tem lançamento chegando, isso mesmo, trata-se do novo Corolla 2015 que será lançado no próprio mês de março de 2014. Mais informações a respeito do lançamento você encontra na continuação desta matéria.

Em relação a preços saibam que o Corolla 2015 dispõe de valores iniciais a partir de R$ 70.000 podendo chegar a R$ 95.000 levando em consideração as versões e seus respectivos itens de série. As versões do lançamento serão as mesmas da atual geração, ou seja: GLi, XEi e Altis.

Uma das grandes novidades do Corolla 2015 é a nova transmissão automática CTV com sete marchas artificiais, assim substituindo o câmbio automático convencional de quatro marchas. Além disso, podemos ressaltar a tecnologia e sofisticação que acompanha esse modelo.

Abaixo você confere as versões e seus itens:

– GLi 1.8 R$ 70.000 ou R$ 75.000 com CVT:

Essa versão dispõe dos seguintes itens: quatro airbags (frontais, laterais), ar condicionado com comando digital, rodas de liga de 16 polegadas, sistema de som acompanhado de conectividade Bluetooth, volante multifuncional, direção com assistência elétrica, freios a disco com ABS e EBD nas 4 rodas, bancos com revestimento em tecido, retrovisores com indicadores de direção integrados e chave do tipo canivete com controle remoto do travamento central;

– XEi 2.0 R$ 85.000:

Nessa versão você encontra: direção com assistência elétrica, seletores de trocas de marchas manuais no volante, cinco airbags (frontais, de cortina e joelho para o motorista), freios a disco com ABS e EBD nas 4 rodas, volante multifuncional, sistema de som com conectividade Bluetooth ao celular e leitor de MP3 com sistema multimídia de tela de 6,1 polegadas integrado com GPS e sintonizador de TV Digital, leitor de DVD, câmera de ré, sensores de estacionamento traseiros, revestimento interno em couro cinza, piloto automático, faróis de neblina, lanternas com elementos em LED e retrovisor interno eletrocrômico;

– Altis 2.0 R$ 95.000:

Itens disponíveis: sete airbags (frontais, laterais de cortina e joelho para o motorista). Esta versão dispõe de todos os itens da XEi com o acréscimo de bancos em couro bege, banco do motorista com ajustes elétricos, faróis e lanternas com LED, sistema de iluminação diurna em LED, recolhimento elétrico dos retrovisores, faróis com acendimento automático, sensores de estacionamento traseiros e dianteiros.

Por Bruno Henrique

Toyota Corolla 2015

Foto: Divulgação


A fabricante Toyota divulgou em seu site, na última sexta-feira (1° de abril), a tabela de preços sugeridos para seus carros, entre eles o Corolla. A versão XLi 1.8 flex ano-modelo 2011-2012, de transmissão manual, tem valor estabelecido entre R$ 62.674 e R$ 63.750, diferença que depende da região em que o carro é vendido. Os preços na versão automática variam de R$ 66.160 a R$ 67.750.

O Corolla GLi 1.8 flex ano-modelo 2011-2012, de transmissão manual, sai das concessionárias numa faixa de preços de R$ 65.681 a R$ 67.070. A versão com transmissão automática apresenta variação de R$ 69.082 a R$ 70.570.

O Corolla XEi 2.0 flex ano-modelo 2011-2012, com tipo de transmissão automática, está com preço sugerido de R$ 75.106 até R$ 76.770. No mesmo tipo de transmissão, o Corolla Altins 2.0 flex ano-modelo 2011-2012 sai por R$ 84.636, com máximo praticado de R$ 86.570.

Para todos esses modelos, a pintura perolizada ou metálica acresce R$ 930 no valor do veículo.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Assim como o preço da segurança é a eterna vigilância, o preço da liderança é a constante atualização. E com a chegada do novo Peugeot 408, já marcada para o mês que vem, a Toyota sabe que a briga no segmento dos sedãs será acirrada.

Seu sedã Corolla atualmente é o líder folgado de vendas neste segmento e mesmo assim a montadora já planeja uma nova reestilização da atual geração líder de vendas ainda para este ano.

Sem contar as mudanças estéticas, conforme sites especializados, deverá haver mudanças mecânicas também, como por exemplo, a adição de transmissão manual de seis velocidades para a versão 2.0 do sedã. Com desenho imponente, de linhas fortes, bem equipado e com bom desempenho e rendimento o Corolla atingiu a liderança e com a próxima reestilização deverá ficar ainda mais forte para mantê-la.

E enquanto a nova geração não chega, a Toyota está promovendo uma campanha de promoções chamada Corolla Fest 2011, válida para as quatro versões atuais do sedã: a XLi, GLi, XEi e Altis, que dá a quem se tornar dono de um desses modelos a possibilidade de escolher entre IPVA grátis, taxa de juros especial para o financiamento no banco da marca ou a quantia de R$ 3.000 em combustível como brinde na compra.

Com o término desta promoção previsto para o dia primeiro de março a Toyota mostra que quer mesmo manter a liderança conquistada pelo Corolla.

Por Mauro Câmara

Fonte: Novo Corolla


46.208 veículos. Essa é a nova marca alcançada pela Toyota no primeiro semestre de 2010. Crescimento de 11% em relação ao mesmo período de 2009.

Com isso fica evidente a posição de liderança que o Toyota Corolla detém hoje entre os sedãs médios, número que alavanca as vendas da montadora no país. Claro que não podemos deixar de comentar sobre a Hilux, uma das picapes médias diesel mais vendidas da categoria, que com sua robustez e beleza ajudam a puxar esses números cada vez mais morro acima. E não é pra menos, a previsão é que sejam vendidas mais de 30 mil unidades do modelo até o final desse ano.

Por Eloir Junior


O Ministério Público de Minas Gerais decidiu na última quarta-feira, 21 de abril, suspender as vendas do veículo Corolla, produzido pela montadora Toyota, em todo o território mineiro. Justificativas da companhia dão conta de que o problema ocasionado aos clientes se deve a uma falta de fixação do tapete no assoalho do carro.

A empresa, em nota, diz respeitar a decisão adotada, porém, não vê isso como um fator para gerar a represália – esse embate aconteceu em nove veículos da Toyota. O Procon Estadual, intermediário decisivo, relata que é o suficiente para colocar em risco a vida das pessoas que adquiriram o Corolla.

Além disso – relatado indiretamente –, a montadora avalia, conforme mencionado pela agência de notícias Reuters, que a decisão é fundamentada em alguns episódios de aceleração involuntária citadas por clientes. Entretanto, o MP poderá liberar as vendas quando a Toyota  adotar medidas cabíveis envoltas do problema.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Reuters





CONTINUE NAVEGANDO: