A nova geração do Fiat Siena deve ganhar as ruas brasileiras no mês de março. Enquanto ela não chega, as concessionárias da montadora italiana estão aproveitando para acabar com o estoque da linha anterior do sedã, comercializando-a com bons descontos.

O Siena Fire Flex 2012, versão básica do sedã, está sendo encontrado por R$ 25.990 em algumas revendedoras de São Paulo, quando o seu preço normal, sugerido pela Fiat, é de R$ 30.680. O modelo traz o motor 1.0, que entrega 75 cv de potência, se abastecido com etanol, além de itens como brake light, hodômetro digital (parcial e total), minissaias laterais na cor preta e rodas de aço aro 13.

Os descontos atingiram também a versão EL do sedã. O modelo equipado com o motor 1.0, câmbio manual de 5 velocidades, direção hidráulica, grade frontal com detalhe cromado, rodas aro 14 e computador de bordo, entre outros itens, que normalmente é comercializado por R$ 34.030, está saindo, em média, a R$ 29.990.

Já o Siena EL 2012 movido pelo motor 1.4 Flex, que desenvolve 86 cv de potência (quando usado o álcool), pode ser encontrado por R$ 37.500 na versão completa, incluindo itens como ar condicionado, trio elétrico, rádio com CD e MP3 e rodas de liga leve aro 14, ao contrário do valor normal, que seria superior a R$ 40.000.

Fica a dica de pesquisar bastante na hora de comprar, pois é possível encontrar preços bem variados na mesma cidade.

Por André Gonçalves


Quando foi lançado no Brasil, o sedã médio Hyundai Sonata chegou a custar cerca de R$ 110.000. Porém, com a chegada do seu parente de porte maior ao país, o Azera, cujo preço sugerido é bastante similar, a montadora sul-coreana teve que fazer algumas alterações nos valores de venda do Sonata, que recentemente já estava custando pouco mais de R$ 97.000.

Agora, a Hyundai realizou uma nova diminuição nos preços do Sonata, que passa a ser comercializado por R$ 94.000, conforme têm divulgado alguns sites especializados em automóveis. A notícia é boa para quem estava interessado na compra do veículo, ainda mais depois do aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os carros importados.

O Sonata traz de série uma lista de acessórios bem completa, composta por direção elétrica, 10 airbags, teto solar panorâmico, ar condicionado digital, rodas de liga leve de 18 polegadas, retrovisores externos com acionamento elétrico, freios ABS, e sistema de áudio com CD, MP3, porta USB e entrada para iPod. Outro destaque fica para os bancos de couro em dois tons, aquecimento e regulagem elétrica com memória de posições.

Sob o capô está o motor de 2.4 litros e 16 válvulas, capaz de gerar 178 cv de potência e torque de 23,3 kgfm, gerenciado pela transmissão automática de seis velocidades, desempenho suficiente para fazer o sedã atingir uma velocidade máxima de 208 km/h. Já a aceleração de 0 a 100 km/h, de acordo com a fabricante, é feita em 10,1 segundos.

Por André Gonçalves


Surgiu uma boa notícia para quem está querendo comprar o novo cupê RCZ, da Peugeot. É que a montadora francesa reduziu o preço do modelo, lançado recentemente no Brasil, devido ao adiamento da aplicação da nova alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os carros importados, que passa a valer a partir do dia 15 de dezembro.

Se na sua chegada o RCZ custava R$ 139.900, agora ele está custando R$ 129.900 (valor sugerido), conforme consta no site da Peugeot.

O cupê, importado da Áustria, vem de série com 2 airbags frontais e 2 nas laterais; faróis direcionais de xenon com lavador; direção eletro-hidráulica; piloto automático; rodas de liga leve; sistema detector da pressão dos pneus; bancos esportivos e aquecidos; detalhes cromados no volante, câmbio e painel; e ar condicionado automático de duas zonas. Outro destaque é o sistema de áudio Hi-Fi JBL, com 6 alto-falantes, MP3, CD, Bluetooth, entrada para iPod e USB.

O motor é o THP 16V, de 1.6 litro, movido a gasolina, que desenvolve 165 cv de potência e torque de 24,5 kgfm, capaz de gerar velocidade máxima de 213 km/h, enquanto a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,4 segundos, de acordo com a Peugeot. A parte mecânica é completada por controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, freios ABS, além do câmbio automático sequencial de 6 velocidades.

São 5 opções de cores disponíveis, e em caso de escolha pela branca nacré, é preciso acrescentar R$ 2.000 ao preço final.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: