O anúncio da nova geração dos veículos Ford Ka e Ford Ka Sedan do ano de 2018 veio acompanhado para os consumidores interessados de um aumento em seus valores financeiros devido às mudanças que ocorreram em sua estrutura mecânica, externa e interna.

A delimitação de uma tabela com valores para aquisição de certo modelo que é informada pode sofrer alterações em virtude de aspectos variados que geram aumento nos custos para sua fabricação os quais são repassados aos consumidores finais.

Uma situação como a apresentada anteriormente está ocorrendo já no início deste ano com a alta nos preços do Ford Ka e Ka Sedan 2018 cujos detalhes técnicos e operacionais serão apresentados em seguida neste artigo.

Entenda a alta nos preços do Ford Ka e Ka Sedan 2018

O anúncio da nova geração dos veículos Ford Ka e Ford Ka Sedan do ano de 2018 veio acompanhado para os consumidores interessados de um aumento em seus valores financeiros devido às mudanças que ocorreram em sua estrutura mecânica, externa e interna.

Estas melhorias levaram a um aumento médio de R$470,00 a R$900,00 no valor destes veículos dependendo da versão a ser escolhida com preços iniciais de R$43.760,00 para o Ford Ka SE 1.0 e de R$46.790,00 para esta mesma linha do Ford Ka Sedan.

Já em suas versões mais completas, os valores passaram a ser de R$54.690,00 para a versão hatch SEL 1.5 litros enquanto em seu modelo sedan a versão SEL Plus 1.5 litros não sai por menos de R$60.690,00 em sua configuração básica.

Características técnicas do Ford Ka e Ka Sedan 2018

A linha de veículos formada pelo Ford Ka e Ford Ka Sedan 2018 apresenta como elementos incluídos de série direção do tipo elétrica, ar-condicionado, chave com acionamento remoto além de abertura de vidros tanto traseiros quanto dianteiros com mecanismos elétricos.

Quanto ao seu funcionamento mecânico, o Ford Ka e Ford Ka Sedan 2018 apresentam versões com motores 1.0 ou 1.5 litros portadores de tecnologia flex para uso de combustível em um câmbio do tipo manual em todos os casos com 5 marchas integrantes.

O bom desempenho que estes automóveis agora apresentam são um dos fatores mais preponderantes para justificarem o seu aumento já que pode render de 85 a 110 cavalos de potência quando são utilizados.

Apresenta ainda a capacidade de alcançar uma velocidade máxima de 166 Km/h conseguindo acelerar de 0 a 100 Km/h em 13,9 segundos em um consumo que varia de 10,4 Km/litro na cidade usando etanol e de 15,1 Km/l na estrada tendo a gasolina como combustível.

Esta nova geração recebeu as versões S e Tecno com alternativas diferenciadas em sua dinâmica como rodas de liga leve de 15 polegadas, controle de estabilidade e tração e assistente para direção em rampas.

Oferecem, ainda, faróis de neblina, computador de bordo bem como bancos possuindo cores e formatos de costuras exclusivos destas duas novas configurações do Ford Ka e Ford Ka Sedan 2018.

Detalhes internos do Ford Ka e Ka Sedan 2018

Em seu interior não apresenta um espaço ampliado, mas o seu formato diferenciado acaba sendo atrativo para os consumidores com bancos de revestimento confortável e diversos porta-objetos distribuídos.

Ao considerar de maneira específica os bancos destes automóveis, eles possuem em todas as versões possibilidade de realizar seu ajuste vertical sendo que na versão SEL apresentam revestimento em couro.

Para o motorista oferece como diferencial o painel de instrumentos compacto e de fácil leitura de suas informações ofertadas além do seu porta-malas com capacidade para receber até 257 litros de itens em seu interior.

Em seu entretenimento estes veículos proporcionam um sistema multimídia com som o qual permite acionamento de atividades por meio do comando de voz emitido pelos seus ocupantes.

Conclusão

Portanto, a alta nos preços do Ford Ka e Ka Sedan 2018 foi efetuada neste início de ano pela sua concessionária em virtude de melhorias que foram efetuadas nestes modelos populares de grande saída no mercado automotivo brasileiro.

Por Ana Camila Neves Morais

Ka 2018

Ka Sedan 2018


Confira as opções de carros mais baratos do ano de 2017.

Se está pensando em comprar um carro 0 km? Veja as opções de carros mais baratas deste ano de 2017.

A decisão de comprar um carro novo envolve muitas pesquisas. E entre elas está a busca por um valor baixo ou pelo menos justo. O ideal é conhecer a potência do carro que você deseja comprar e ter certeza que ela vai suprir todas as necessidades, e depois disso, o ideal é fazer uma busca por preços, e avaliar o custo benefício.

Os brasileiros costumam ser econômicos na hora de finalizar a compra do seu carro, então essa lista será de muita utilidade. A lista não vai estar em ordem certa, ou seja, não vai constar do valor menor para o maior, e sim se enquadrar entre os carros mais baratos do Brasil.

Vamos à lista dos carros mais baratos do Brasil:

1- Renault Kwid Life preço de mercado R$29.900

Esse carro não tem uma funcionalidade alta, é considerado básico olhando de uma maneira geral. Ele possui alguns itens de série como fixação Isofix, airbags laterais e desembaçador traseiro. O motor é 1.0 do Sandero e ele consegue desenvolve 70 cv. Se o cliente desejar ter itens como direção elétrica e ar-condicionado é preciso escolher a versão intermediária desse modelo, o valor do modelo Zen custa R$ 34.990 e mesmo assim ele se mantém na categoria de carros mais baratos do Brasil.

Renault Kwid Life

2- Nissan March 1.0 conforto preço de mercado R$ 39.990

A Nissan é uma marca muito desejada pelos brasileiros. Talvez seja por isso que esse modelo de carro é um dos mais escolhidos quando se trata de custo benefício. O grande diferencial desse modelo é baixo consumo do combustível. O Nissan March tem como seus principais itens de série o ar-condicionado e a direção elétrica. O motor é 1.0, 77 cv.

Esse modelo da Nissan é comparado ao Chery Celer Sedan, ele só perde no desempenho e itens de série.

Nissan March

3- Chery Celer Hatch preço de mercado R$ 38.990

Esse modelo já se encaixa na categoria de carro mais potente e com mais itens de séries. Ele é indicado para as pessoas que são mais detalhistas e buscam um carro com um pouco mais de potência, pagando um bom preço, dentro da categoria de carros mais baratos do Brasil. Seu motor possui 4 cilindros, 1.5, 113 cv.

Seus principais itens de séries acrescentam mais visibilidade a esse carro, e os itens são vidros e travas elétricos, ar-condicionado, direção hidráulica e sensor de ré e rádio.

Além dos itens de série esse modelo tem o motor acima de 1.0, lista de equipamentos completos e espaço interno. Por essa razão ele agrada em cheio na hora da pesquisa de compras de carro. E ainda está na lista de carros mais baratos do Brasil.

Chery Celer Hatch

4- Kia Picanto preço de mercado R$ 40.990

Esse modelo é importado da Coréia do Sul. É uma versão completa e que tem muitos detalhes positivos e acabam deixando esse modelo cada vez mais bem visto. Seu motor possui 3 cilindros é 1.0, 80 cv. Possui muitos itens de série como rádio com Bluetooth, volante multifuncional, Isofix, ar-condicionado, direção elétrica, banco traseiro bipartido e vidros e travas elétricos.

A parte negativa desse modelo é seu espaço interno e no porta-malas. Então se você precisa de um carro amplo e com bastante espaço ele não é o mais recomendado.

Kia Picanto

5- Chery QQ Smile valor de mercado R$ 25.990

Esse é o carro mais barato da nossa lista e nem por isso é o de menor qualidade olhando por uma visão geral. Ele é fabricado em Jacareí SP. Ele possui motor 1.0, com 3 cilindros e 75 cv. Tem bons itens de séries como rádio com entrada USB, computador de bordo e vidros elétricos. Ele está classificado como o carro mais barato do Brasil.

Chery QQ Smile

Agora é escolher o seu modelo ideal!

Por Cristiane Amaral


Montadoras Ford e Honda anunciaram alta nos preços de alguns de seus modelos.

Após um grande empurrão por parte da tão famosa crise, cerca de 74% das empresas afirmam que seu impacto ainda não foi superado. Grande parte da perca se relaciona à perda de investimentos, falta de demanda e acesso ao crédito.

A população em si consegue sentir na pele tal situação, em que 90% destes são ricos, escolarizados, e moradores de grandes cidades ou metrópoles.

A percepção populacional ocorre, segundo argumentos dos mesmos, devido ao aumento de preços de produtos e serviços, ou inflação, mencionado por 56%. E os demais se dividem entre argumentos que sugerem como culpada a corrupção, elevação de juros, falta de emprego, e aumento do preço do dólar.

Supera-se com grande luta, uma barreira implícita de 2 milhões de veículos vendidos este ano, causando pânico em boa parte desta área do mercado. De janeiro a setembro, foram registrados cerca de 1,95 milhão de automóveis, tanto comerciais leves, caminhões e ônibus, o que significa um decréscimo nas vendas de 22,6% em comparação com 2,5 milhões de unidades emplacadas nos mesmos nove meses de 2014.

Novidades na crise surgem com contraste em relação a outros mercados. Como já estamos acostumados com o sistema "Eu os ajudo a sair da crise que criei" devemos nos conter na hora de escolher privilégios, luxos e, é claro, marcas.

Os sites das empresas Ford e Honda divulgam preços de novos modelos de automóveis. E com todos os comércios abaixando seus preços, disponibilizando descontos, cortando taxas, nos deparamos com um leve, mas considerável aumento.

Com o susto (ou não), é explícito que existem empresas que agem como tanques de guerra, ignorando completamente a ausência de compras deste porte, ou provocando aqueles que não hesitam em investir em algo tão útil, ou importante como o ego, ou o carro mesmo.

Veja abaixo uma lista de preços feita pelo site Exame.com:

FORD:

– Ka:

  • SE 1.0 – R$ 40.590 (antes, R$ 39.390);
  • SE Plus 1.0 – R$ 42.690 (antes, R$ 41.390);
  • SEL 1.0 – R$ 46.290 (antes, R$ 44.490);
  • SE 1.5 – R$ 44.490 (antes, R$ 43.090);
  • SE Plus 1.5 – R$ 46.590 (antes, R$ 45.190);
  • SEL 1.5 – R$ 50.190 (antes, R$ 48.190).

– Ka+:

  • SE 1.0 – R$ 43.590 (antes, R$ 42.390);
  • SE Plus 1.0 – R$ 45.690 (antes, R$ 44.490);
  • SEL 1.0 – R$ 49.290 (antes, R$ 47.490);
  • SE 1.5 – R$ 47.490 (antes, R$ 46.090);
  • SE Plus 1.5 – R$ 49.590 (antes, R$ 48.190);
  • SEL 1.5 – R$ 53.190 (antes, R$ 51.190).

– Fiesta:

  • S 1.5 – R$ 47.990 (antes, R$ 46.790);
  • SE 1.5 – R$ 52.090 (antes, R$ 50.890);
  • SE 1.6 – R$ 55.090 (antes, R$ 53.890);
  • SE 1.6 Powershift – R$ 59.590 (antes, R$ 58.390);
  • Sport 1.6 – R$ 61.390 (antes, R$ 60.190);
  • Titanium 1.6 Powershift – R$ 66.490 (antes, R$ 65.290).

– Fiesta Sedan:

  • SE 1.6 – R$ 58.790 (antes, R$ 55.790);
  • SE 1.6 Powershift – R$ 63.290 (antes, R$ 62.290);
  • SE Plus 1.6 Powershift – R$ 64.990;
  • Titanium 1.6 Powershift – R$ 70.790 (antes, R$ 69.790);
  • Titanium Plus 1.6 Powershift – R$ 73.790.

– Focus:

  • SE 1.6 – R$ 69.900;
  • SE Plus 1.6 – R$ 73.900 (antes, R$ 71.900);
  • SE Plus 2.0 Powershift – R$ 80.900 (antes, R$ 78.900);
  • Titanium 2.0 Powershift – R$ 88.900 (antes, R$ 86.900);
  • Titanium Plus 2.0 Powershift – R$ 97.900 (antes, R$ 95.900).

– Focus Fastback:

  • SE 2.0 Powershift – R$ 81.900 (antes, R$ 77.900);
  • Titanium 2.0 Powershift – R$ 89.900 (antes, R$ 87.900);
  • Titanium Plus 2.0 Powershift – R$ 98.900 (antes, R$ 98.900).

HONDA:

– Fit:

  • DX manual – R$ 52.700 (antes, R$ 51.600);
  • DX CVT – R$ 57.900 (antes, R$ 56.600);
  • LX manual – R$ 57.700 (antes, R$ 55.900);
  • LX CVT – R$ 62.900 (antes, R$ 60.800);
  • EX CVT – R$ 67.900 (antes, R$ 65.900);
  • EXL CVT – R$ 70.900 (antes, R$ 68.900).

– City:

  • DX manual – R$ 55.300 (antes, R$ 53.900);
  • LX CVT – R$ 64.900 (antes, R$ 63.400);
  • EX CVT – R$ 69.000 (antes, R$ 67.700);
  • EXL CVT – R$ 72.700 (antes, R$ 70.900).

– Civic:

  • LXS manual – R$ 73.000 (antes, R$ 71.900);
  • LXS CVT – R$ 76.000 (antes, R$ 74.900);
  • LXR – R$ 80.700 (antes, R$ 79.400);
  • EXR – R$ 90.700 (antes, R$ 89.400).

– HR-V:

  • LX manual – R$ 73.700 (antes, R$ 71.900);
  • LX CVT – R$ 79.700 (antes, R$ 77.400);
  • EX CVT – R$ 84.700 (antes, R$ 82.400);
  • EXL CVT – R$ 92.900 (antes, R$ 90.700).

– CR-V:

  • EXL 4WD – R$ 136.900 (antes, R$ 134.900).

Por Caio Nunes Estima Magalhães

Ford Ka 2015

Honda Fit 2015

Fotos: Divulgação


Modelo com câmbio manual está à venda por R$ 39,9 mil. Alguns itens foram retirados ou modificados no modelo.

A Kia colocou à disposição da população o seu Picanto que agora apresenta um câmbio manual e também está saindo pelo preço de R$ 39,9 mil.

Esse modelo foi criado com o objetivo de disputar direto com demais hatches compactos que existem no mercado e que ao mesmo tempo apresentam um câmbio manual de exatamente 5 marchas e um motor de 1.0 flex com exatamente três cilindros.

A Kia não possui somente esse tipo de Picanto, pelo contrário, ainda tem um modelo que vem importado do continente asiático, precisamente da Coreia do Sul, com uma configuração automática de 4 marchas e por um preço na marca de R$ 46,9 mil.

Nesses dois modelos descritos acima podemos deixar o câmbio de lado, e mesmo assim temos um motor de tricilíndrico 12v que ainda é bicombustível para 1 litro e com um torque de 10 kgfm (idêntico ao utilizado em outro modelo, o famoso Hyundai HB20) e com uma potência de 80cv.

Agora com relação a esse modelo que está saindo por R$ 39,9 mil a Kia realizou alguma alteração direta?

O que podemos notar é que alguns itens foram retirados ou modificados, como vemos direto com a alteração na transmissão automática e temos a opção de que as rodas de aço ficaram no lugar das rodas de liga leve.  Esse modelo apresenta uma entrada com um ajuste manual (em vez de elétrica) diretamente para os retrovisores, da mesma forma que os vidros traseiros não são mais elétricos e sim agora eles funcionam de forma manual.

Isso significa que esse modelo perdeu muitas funcionalidades e não tenho mais nenhum conforto? Pelo contrário, o veículo conta ainda com itens que garantem o conforto do motorista e também dos passageiros, como uma direção que apresenta assistência de porte elétrico, um ar-condicionado, mais vidros dianteiros que também são elétricos, um sistema de som com um comando direto no volante, as travas são elétricas e ainda por último temos um volante que é revestido em couro.

Por Fernanda de Godoi

Kia Picanto

Foto: Divulgação


No Brasil, alguns modelos tiveram redução e outros, alta nos preços.

Na última quinta-feira (dia 13) a Volkswagen do Brasil anunciou uma mudança na tabela de preços para o seu modelo de picape Amarok. A mudança na versão S cabine simples de entrada foi uma variação de R$ 105.990 anteriores para o novo preço de R$ 106.990, um aumento de R$ 1.000 no preço. No modelo S com cabine dupla, ao contrário, houve uma queda de R$ 2.000, variando do preço inicial de R$ 111.990 para R$ 113.990.

Outro modelo que sofreu redução de preços foi o SE cabine dupla, que agora está custando R$ 120.190. Antes o preço do modelo era de R$ R$ 123.190, uma redução também de R$ 2.000. Porém somente esse modelo teve redução nos preços. Todos os outros modelos sofreram elevação de preços. A Amarok Trendline cabine dupla, por exemplo, teve um salto de preço de R$ 132.040 para os atuais R$ 135.990. O mesmo modelo, quando equipado com câmbio automático passou a ter um custo de R$ 140.990, aumento considerável frente ao anterior de R$ 136.040.

As mudanças no preço também chegaram à versão especial da linha, denominada Dark Label. A versão que antes saía pelo preço de R$ 142.690, subiu para o preço atual de R$ 147.990. A opção topo de linha, a Highline com cabine dupla, passou do preço anterior de R$ 156.990, para os atuais R$ 158.990.

Os novos preços já estão disponíveis no site oficial da empresa. Porém, a montadora reafirma que os preços são sugestões e que podem sofrer alteração de acordo com a concessionária que o cliente escolher (são mais de 600 espalhadas por todo o país), independentemente de onde morem. A Volkswagen lembra ainda, que os consumidores têm a opção da escolha da localidade da compra, e que as concessionárias estão vedadas de recusá-las, independentemente da sua área geográfica de atuação.

Por Patrícia Generoso

Volkswagen Amarok 2015

Volkswagen Amarok 2015

Fotos: Divulgação


Novo modelo com motor 1.0 TSI será comercializado por preços que partem de R$ 43.490,00.

A Volkswagen trouxe ao Brasil o seu novo motor 1.0 TSI que antes era encontrado somente nos modelos mais caros, mas que agora está disponível também no compacto Up!, da marca alemã, com preço a partir dos R$ 43.490,00.

O mercado de automóveis não está aquecido no Brasil e todo lançamento acaba não tendo grande aceitação, independente de ser ou não um lançamento que agrade o consumidor que no momento, não quer ver novas dívidas, mas o Up! TSI chega para mostrar que a combinação turbo e injeção direta de combustível agora não é mais uma exclusividade dos modelos mais caros do mercado.

E a Volkswagen está atenta à crise do mercado, tanto que o Up! TSI não traz para o consumidor apenas uma performance melhor, mas também oferece maior economia!

O Up!, com seus 105 cv e 16,8 kgfm a partir dos 1.500 rpm, oferece uma ótima potência, tendo sua agilidade ampliada e já é apontado inclusive, como uma nova era dentro da VW. E o Up! TSI vai contar com uma série especial, a "Speed Up!", totalmente personalizada, vem com motor TSI que é fabricado em São Paulo, na fábrica da cidade de São Carlos e este modelo vai custar R$ 49.990,00. Mas como toda melhoria tem seu preço, com o Up! não vai ser diferente e cada versão terá um acréscimo no preço final de R$ 3.100,00.

O novo motor Up! TSI é uma novidade exclusiva para os brasileiros, não sendo comercializado na Europa. Com gasolina entrega 101 cv e com etanol 105 cv. Todo feito em alumínio, conta com blocos de 3 cilindros e pesa 13,3 kg. A pressão interna chega a 250bar e as bielas, apesar de estarem menores, ficaram bem mais resistentes.

E para evitar um possível atrito entre as bielas e o óleo no fundo, o propulsor agora conta com um protetor, localizado entre o cárter e o eixo de manivelas.

Confira as versões do Volkswagen Up! TSI e os respectivos preços:

– Versão Move Up! TSI: R$ 43.490,00;

– Versão High Up! TSI: R$ 48.040,00;

– Versão Black/White/Red Up! TSI: R$ 48.690,00;

– Versão Cross Up! TSI: R$ 47.030,00;

– Versão Speed Up! TSI: R$ 49.990,00.

Por Russel

Volkswagen Up TSI

Volkswagen Up TSI

Fotos: Divulgação


O New QQ será vendido com desconto de R$ 2.000. O Tiggo terá um bônus de R$ 4.600. E o Celer terá o incentivo de financiamento em até 24 parcelas fixas, com taxa zero de juros.

As marcas chinesas de veículos automotores presentes aqui no Brasil estão utilizando estratégias de marketing cada vez mais agressivas e inovadoras, a fim de conseguir atrair a atenção do consumidor brasileiro. Estas estratégias encontram justificativa no sucesso que as marcas premium estão tendo aqui no país com a quebras de recorde atrás de recorde, fator este que além de preocupar as empresas chinesas, as deixam com um mercado bastante restrito e com poucas vendas.

E foi nessa perspectiva que a fabricante de veículos chinesa Chery traz uma nova estratégia de vendas que terá validade até o dia 30 de julho do ano de 2015, estratégia esta que irá atender os seguintes modelos da empresa: Celer nacional, New QQ e Tiggo.

O New QQ, veículo compacto que chegou ao país recentemente com cara nova, será comercializado com um bônus especial de lançamento de R$ 2.000, sendo que o seu valor inicial partirá de R$ 29.000.

Já os consumidores que gostam da categoria dos SUV, a empresa irá disponibilizar o Tiggo com descontos ainda maiores. Este veículo será comercializado com um bônus de R$ 4.600 e câmbio automático gratuito. O valor inicial de comercialização deste veículo será de R$ 59.900.

E, por fim, o Celer, veículo que passou por um remodelamento e que tem fabricação feita aqui no país nas suas versões hatch e sedan, não será oferecido com bônus, contudo a Chery irá oferecê-lo ao com consumidor brasileiro com o incentivo de poder financiá-lo em 24 parcelas fixas, as quais serão com taxa zero de juros. Outro incentivo bastante considerável é o de que tanto o Celer quanto o QQ irão sair de fábrica com garantia de 3 anos, enquanto que os consumidores que adquirirem o Tiggo terão garantia de 5 anos.

Então, diante dessas facilidades e oportunidades oferecidas pela Chery vale a pena conferir os veículos nas concessionárias e avaliar se o custo-benefício será vantajoso.

Por Adriano Oliveira

Chery Celer

Novo Chery Tiggo

Chery New QQ

Fotos: Divulgação


Novos modelos contam com o sistema Media NAV Evolution.

A fabricante de veículos Renault fez o lançamento da linha 2016 de seus principais veículos que são o Logan, o Stepway e o Sandero. A única novidade que estes veículos trouxeram foi a presença do sistema Media NAV Evolution, que já era utilizado no Duster versão 2016. O lançamento oficial dessa nova linha ocorreu na última quinta-feira, dia 11 de junho.

As principais novidades que foram inseridas neste sistema Media NAV foi o aplicativo Aha e um sistema de informação que permite aos condutores destes veículos saber informações relativas ao trânsito em tempo real. Este sistema só será disponibilizado na tela de 7 polegadas da central de multimídia deste carro que é totalmente sensível ao toque, além disso, essa central ainda oferece Bluetooth, rádio, GPS e para os fanáticos e adeptos acesso a redes sociais tais como, Facebook e Twitter.

Os proprietários destes veículos que tiverem o iPhone poderão utilizar as facilidades oferecidas pelo aplicativo SIRI, o qual funciona por meio da captação dos comandos de voz do condutores e permite até mesmo que sejam realizadas buscas de músicas ou de pessoas inseridas na lista de contatos do aparelho celular o que facilita sobremaneira na hora de fazer aquela ligação ou ouvir aquela música predileta.

O sistema Media NAV irá sair como item de série no Sandero Stepway e será um opcional nas versões Dynamique e Expression dos veículos Sandero e Logan, atualmente, este sistema tem uma aceitabilidade em torno de 80% dos veículos Sandero e Logan que são comercializados.

Veja a seguir a tabela contendo todos os modelos dessa nova linha 2016 da Renault:

– Sandero Authentique: R$ 37.770;

– Sandero Expression 1.0: R$ 40.060;

– Sandero Expression 1.6: R$ 43.310;

– Sandero Expression 1.6 Easy’ R: R$ 47.060;

– Sandero Dynamique 1.6: R$ 46.440;

– Sandero Dynamique 1.6 Easy’ R: R$ 50.590;

– Sandero Stepway 1.6: R$ 52.300;

– Sandero Stepway 1.6 Easy’ R: R$ 55.050;

– Logan Authentique 1.0: R$ 41.050;

– Logan Expression 1.0: R$ 43.390;

– Logan Expression 1.6: R$ 46.540;

– Logan Expression 1.6 Easy’R: R$ 59.290;

– Logan Dynamique 1.6: R$ 49.880;

– Logan Dynamique 1.6 Easy’ R: R$ 54.030.

Por Adriano Oliveira

Renault Logan 2016

Renault Stepway 2016

Renault Sandero 2016

Fotos: Divulgação


Confira as características e os valores das versões do modelo

Depois de divulgar o novo design do Jetta no Salão do Automóvel de São Paulo, a Volkswagen anunciou os valores do modelo 2015, que passará a chegar às lojas em pouco tempo. Sendo importado do território mexicano, o modelo inicia a ter uma nova versão de entrada, sendo a Trendline, fornecida por R$ 69.990.

Possuindo motor 2.0 flex de 116/120 cavalos e transmissão automática de seis velocidades Tiptronic, o modelo fornece ar-condicionado, trio elétrico, direção hidráulica, rádio integrado com conectividade Bluetooth e entradas USB auxiliar, computador de bordo, sensores de estacionamento dianteiro e rodas de liga leve de 16 polegadas calçadas em pneus 205/55.

Para a segurança, somado ao regulamentar ABS, o veículo possui também airbags frontais e laterais dianteiros. Não existem opcionais, as pessoas que quiserem componentes de segurança como ESP e controle de tração, precisarão adquirir o top Highline, onde o Jetta antigo fornecia os componentes desde o valor menor.

Os quatro cilindros idêntico de até 120 cavalos também estão presentes abaixo do capô da versão de nível médio Comfortline, recomendada por R$ 73.990. O kit de componentes da configuração acrescenta sistema multimídia com visor sensível ao toque, volante multifuncional com borboleta para troca de velocidade e 8 alto-falantes.

Considerando os opcionais, possui o Kit Exclusive de R$ 5.747, que faz a inclusão do ar-condicionado digital dual zone, sensores de chuva e de luz, espelho interno antiofuscante e externo rebatíveis eletricamente, revestimento em couro sintético, rodas aro 17 com pneus 225/45, navegador GPS e partida sem chave e sistema de som com visor touchscreen. O teto solar é fornecido de forma separada pelo valor de R$ 4.127.

A de elite Highline, por sua vez, é a versão exclusiva a fornecer o motor 2.0 turbo de 211 cavalos e a transmissão de dupla embreagem de seis velocidades. Seu preço é a partir de R$ 93.990. Somado ao conjunto mecânico mais sofisticado, o modelo possui ar-condicionado digital duas zonas.

Por Felipe Couto de Oliveira

Volkswagen Jetta 2015

Volkswagen Jetta 2015

Fotos: Divulgação


Confira os valores atualizados dos modelos que estão à venda no Brasil

O mês de abril já começou com novidades boas para quem gosta da qualidade e da potência dos carros Porsche. A montadora fundada na Áustria em 1931 e hoje sediada na Alemanha é famosa em todo o mundo por seus veículos esportivos e luxuosos. Aqui no Brasil, vem ganhando consumidores cada vez mais fiéis e apaixonados pelo design, arrojo e singularidade dos modelos da marca.

Para o nosso mercado, a Porsche acabou de divulgar a nova lista de preços dos modelos comercializados no país, 28 no total. Um dos lançamentos mais esperados do momento, o Cayenne GTS, estreia nas concessionárias tupiniquins por nada mais nada menos que R$ 579 mil.

Se você é fã da montadora e pretende comprar a sua unidade, os valores seguem o padrão dos carros de luxo e vão desde R$ 299 mil até impressionantes R$ 1,299 milhão.

Fique por dentro do que a Porsche preparou para os brasileiros, confira abaixo, do menor para o maior valor, a lista completa dos preços atualizados:

  • Macan – R$ 299.000;
  • Cayman – R$ 359.000;
  • Boxster – R$ 359.000;
  • Cayenne – R$ 389.000;
  • Boxster S – R$ 429.000;
  • Macan S – R$ 429.000,00;
  • Boxster GTS – R$ 449.000;
  • Cayman S – R$ 449.000;
  • Cayman GTS – R$ 469.000;
  • Panamera – R$ 529.000;
  • Macan Turbo – R$ 539.000;
  • Cayman GT4 – R$ 569.000;
  • Cayenne GTS – R$ 579.000;
  • 911 Carrera S Coupe – R$ 639.000;
  • 911 Carrera S Cabriolet – R$ 689.000;
  • 911 Carrera 4S Coupe – R$ 689.000;
  • Cayenne Turbo – R$ 699.000;
  • Panamera S – R$ 719.000;
  • 911 Carrera 4S Cabriolet – R$ 749.000;
  • 911 Targa 4S – R$ 749.000;
  • Panamera GTS – R$ 799.000;
  • 911 GT3 – R$ 919.000;
  • Cayenne Turbo S – R$ 969.000;
  • Panamera Turbo – R$ 999.000;
  • 911 Turbo – R$ 999.000;
  • Panamera Turbo S – R$ 1.169.000;
  • 911 Turbo S – R$ 1.199.000;
  • 911 Turbo S Cabriolet – R$ 1.299.000.

Para informações mais completas e detalhadas sobre a Porsche, seus veículos e suas concessionárias autorizadas no Brasil, acesse o site nacional da marca: www.porsche.com.br. Lá você encontra tudo que precisa saber sobre os carros, seus itens de série e vantagens que a qualidade europeia da Porsche oferece.

Por Clarissa Souza

Porsche Cayenne GTS

Foto: Divulgação


Ferdinand Porsche, um importante engenheiro automotivo austríaco foi responsável pelo desenvolvimento do Fusca e quando criou a empresa que leva o seu sobrenome juntamente com o seu filho Ferry Porsche no ano de 1931 provavelmente não tinha ideia de como a sua empresa seria uma das maiores marcas de carros do planeta.

Quem nunca imaginou ter a oportunidade de adquirir ou senão dar uma simples volta em um potente Porsche?

Essa marca conseguiu trazer para o seu portfólio carros belíssimos como o Cayenne, o Carrera GT e o Panamera e devido a uma crise mundial no ano de 2009 a Volkswagen comprou 49% das ações e com isso temos carros que agora trazem mais conforto, qualidade, agilidade e também prazer aos seus clientes, mas sem deixar de lado as suas características originais.

Nos últimos dias foi anunciado pela Stuttgart Sportcar, importadora oficial da marca no Brasil que os veículos da empresa apresentam uma nova tabela de preços e isso foi definido através de novo regime automotivo.

Uns dos pontos desse regime são que os modelos 911, Boxster, Cayenne e Panamera devem ser comercializados imediatamente atendendo justamente essa nova tabela e esses valores foram levados em conta a partir do patamar que havia sido aplicado no ano de 2011. Para quem não sabe esse patamar foi aplicado antes da realização do aumento dos 30 pontos percentuais do IPI, que é o Imposto sobre Produtos Industrializados. Para explicar melhor podemos dizer que o valor do IPI ocorria diretamente nos veículos importados, com a atualização das mudanças de linha, seja para novos modelos e as suas versões, além, é claro, da variação cambial exercida nesse período.

Agora que sabe um pouco da parte burocrática, você deve estar pensando, mas quais são os modelos que estão inseridos nessa tabela?

Essa tabela envolve os modelos Boxter, Cayman, 911 Carrera, 911 Targa, 911 Turbo, Cayenne, Panamera e Macan, além das versões de todos esses modelos.

Os preços dos modelos são os seguintes:

  • Boxster: R$ 369.000,00;
  • Boxster S: R$ 439.000,00;
  • Boxster GTS: R$ 459.000,00;
  • Cayman: R$ 369.000,00;
  • Cayman S: R$ 459.000,00;
  • Cayman GTS: R$ 479.000,00;
  • 911 Carrera S Coupe: R$ 649.000,00;
  • 911 Carrera S Cabriolet: R$ 699.000,00;
  • 911 Carrera 4S Coupe: R$ 699.000,00;
  • 911 Carrera 4S Cabriolet: R$ 759.000,00;
  • 911 Targa 4S: R$ 759.000,00;
  • 911 Turbo Coupe: R$ 999.000,00.

Por Fernanda de Godoi

Porsche Cayman

Porsche Boxster

Fotos: Divulgação site Porsche


Nos últimos dias houve um grande reajuste de preços em toda a linha de automóveis da Ford. Os reajustes estão acontecendo devido ao retorno do aumento do valor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). No fim do ano passado, a redução do IPI provocou um pequeno BOOM de vendas que se manteve até o início deste mês, com o retorno desse imposto acredita-se que haverá uma nova fase ruim para o mercado automobilístico.

O novo Ford Ka chegou ao mercado custando R$ 35.390 em sua versão 1.0 SE. Com o aumento dos valores, o preço do carro saltou para R$ 37.490. O aumento de R$ 2.100 no custo do carro representa uma alta de 5,9% no valor total. Falando apenas em números reais esse não foi o maior aumento de preço na linha Ford Ka. A melhor configuração do carro, a linha SEL teve aumento de R$ 2.300 e agora custa R$ 42.290, o que representa uma alta de 5,8% do seu valor.

Na novíssima linha do sedan Ka+ houve aumentos menos significativos e os preços variaram entre R$ 800 e R$ 1.600. A versão mais básica do automóvel (a versão de entrada, com motor de 1.0 litro SE) agora sai da loja no valor de R$ 40.390. Inicialmente seu valor era de R$ 38.890. Não só houve uma alteração de preço como o Ford Ka+ também aparentemente deixou de contar com a versão 1.0 SEL, que inclusive saiu do site da Ford.

O mercado automobilístico brasileiro vinha se recuperando de um saldo ruim no ano passado. Com o retorno do IPI espera-se uma nova queda nas vendas. O ano terminou com uma redução de 6,9% aproximadamente na venda de automóveis em território nacional. As montadoras e concessionárias acreditam que esse semestre continuará com vendas em baixa devido ao retorno do imposto. O esperado é que no segundo semestre a situação melhore, porém não se acredita em um saldo positivo de vendas até o final deste ano.

Os novos valores do Ford Ka agora variam entre R$ 37.490 até R$ 45.990 e os valores do Ka+ variam de R$ 40.390 até R$ 48.890.

Por Nosf

Ford Ka

Ford Ka

Fotos: Divulgação


O Onix tem uma importância toda especial para a Chevrolet, afinal de contas, ele é o modelo mais vendido da marca aqui, no Brasil. A questão que não tem agradado muita gente é o fato de, novamente, a tabela de preços ter sido reajustada para todas as versões disponíveis no mercado. Dependendo do caso os preços chegam a ficar cerca de R$1,8 mil mais altos. Apesar desse aumento nos preços ter ocorrido no final do ano passado vale destacar um fato interessante: Desde que o modelo ganhou sua linha 2015, no mês de maio de 2014, este vem a ser o quinto aumento nos valores.

E tem mais, pra quem está pensando que carro mais caro significa algo a mais pode esquecer. Nada muda no conteúdo de nenhuma das versões.

Vamos então aos números para verificar melhor essas alterações feitas pela montadora:

Seguindo a risca a nova tabela os preços iniciais partem de R$ 39.190, isso na versão LS que, por sua vez, integra um motor 1.0. Para percebermos melhor um pouco o aumento basta dizer que a pouco mais de um mês o preço do citado modelo era de R$ 37.540. Fazendo as contas, isso é R$ 1.650 a menos, uma boa grana.

Já a versão que teve seus preços mais elevados foi a LT, isso mesmo, a intermediária. O modelo que conta com um motor 1.0 ganhou um reajuste de R$ 1,8 mil. Isso quer dizer que o preço do carro “pulou” dos R$ 40.940 para R$ 42,740.

No caso daquelas versões que chegam ao mercado com um motor 1.4 os reajustes feitos foram de certa maneira mais discretos. Exemplificando, a versão LT com o citado propulsor teve um aumento de R$ 930. Isso fez com que passasse de R$ 44.890 para R$ 45.820.

Para as versões mais completas, a Effect e a LTZ o acréscimo chega a R$ 1.040. Com isso os preços chegam a R$ 51.230.

Para se ter uma ideia do quão significativos tem sido esses aumentos basta observarmos que na época em que a linha 2015 foi anunciada os aumentos acabaram resultando em uma diferença que chega até R$ 5,3 mil.

Por Denisson Soares

Chevrolet Onix

Chevrolet Onix

Fotos: Divulgação


Se você está pensando em comprar um carro e o novo Ford Ka é uma de suas opções, saiba que o modelo passou pela sua primeira alteração de preços.

Lançado há pouco tempo no mercado brasileiro, o modelo teve uma excelente aceitação do público, tanto na configuração hatch quanto na sedan. Por isso, a Ford já promove o primeiro reajuste de preços de ambos os modelos, com aumento de até R$ 1.000, dependendo da versão escolhida.

Com grande aceitação do público nacional, o novo Ford Ka chegou com força para competir no segmento, fechando o mês de novembro/2014 com 10.748 unidades comercializadas, garantindo a quarta colocação na comparação das vendas de todos os carros do mercado brasileiro, desbancando Hyundai HB20 (5º), Fiat Uno (6º) e ficando relativamente próximo do Volkswagen Gol, 4º colocado com 12.024 veículos emplacados em novembro.

Se anteriormente o Ford Ka hatchback e o Ka+ (sedan) eram oferecidos na configuração de entrada SE 1.0 com preços a partir de R$ 35.390 e R$ 37.890, respectivamente, agora os modelos de entrada são vendidos por R$ 35.990 (aumento de R$ 600) e R$ R$ 38.890, alta de R$ 1.000, a mesma elevação de preço praticada para a versão SEL 1.0 do Ka+, que deixou de custar R$ 42.490 para ser comercializado por R$ 43.490.

Disponível nas configurações SE, SE Plus e SEL, tanto a configuração hatch como a sedan podem vir ou com o motor três cilindros 1.0 12V TiVCT que entrega até 85 cv e torque de 10,7 kgfm quando abastecido com etanol, ou com o bloco Sigma quatro cilindros 1.5 16V que gera até 110 cv e torque de 14,8 kgfm. Ambos possuem a tecnologia Easy-Start, que dispensa o uso de tanquinho para partidas a frio, além de dispor da classificação A de eficiência energética do Inmetro.

Equipado com uma boa lista de equipamentos, desde a versão de entrada o Ford Ka vem com, entre outros, freios ABS com EBD, airbag duplo, direção elétrica, volante com ajuste de altura, ar-condicionado, vidros e travas com acionamento elétrico, chave do tipo canivete e com abertura elétrica do porta-malas, My Ford Dock e sistema de som com conexão via Bluetooth e entrada USB.

Abaixo, versões, preços novos e valores antigos do Ford Ka:

  • Hatch:

– SE 1.0 – R$ 35.990 (R$ 35.390);

– SE Plus 1.0 – R$ 37.990 (R$ 37.390);

– SEL 1.0 – R$ 40.590 (R$ 39.990);

– SE 1.5 – R$ 40.390;

– SE Plus 1.5 – R$ 42.390;

– SEL 1.5 – R$ 44.990 (R$ 44.490).

  • Sedan (Ka+):

– SE 1.0 – R$ 38.890 (R$ 37.890);

– SE Plus 1.0 – R$ 40.890 (R$ 39.890);

– SEL 1.0 – R$ 43.490 (R$ 42.490);

– SE 1.5 – R$ 43.290 (R$ 42.890);

– SE Plus 1.5 – R$ 45.290 (R$ 44.890);

– SEL 1.5 – R$ 47.890 (R$ 47.490).

Por Caio Polo

Ford Ka

Ford Ka+

Fotos: Divulgação


Nos últimos meses o Fiat Palio Fire tem sido isoladamente o carro mais vendido do Brasil. Isso se dá por uma gama imensa de razões. O carro é versátil, urbano, com visual básico, porém bonito e muito econômico. Adicionado a essas razões está o “precinho de banana” pelo qual está sendo vendido. O modelo básico está sendo vendido em São Paulo por apenas R$ 22.900 e já conta com ABS e airbag de fábrica. O carro está sendo vendido nesse preço promocional com cerca de R$ 3.000 de desconto em relação ao preço de tabela. É uma nova proposta comercial muito agressiva da Fiat, que segue assim ganhando mercado consumidor. É claro que este valor é pela versão "pelada" do carro. Ainda assim não podemos negar que é um bom valor.

Vidros e travas elétricas e direção hidráulica sobem o valor do automóvel a R$ 26.990 aproximadamente, sendo ainda um valor baixo e altamente concorrencial para os automóveis de outras montadoras da mesma categoria que o Fiat Palio Fire. Não bastasse o esquema pesado de descontos da Fiat, esta ainda está oferecendo condições especiais de pagamento em ótimas condições. O financiamento com entrada de 30% se dá em 48 meses e apresenta uma taxa de juros de 0,99% ao mês, o que pode não ser uma taxa tão baixa, mas ainda é menos significativa do que a oferecida por muitos bancos sob as mesmas condições.

As condições especiais com descontos e novas condições de financiamento não se limitam ao Palio Fire, se estendendo à versão Attractive 1.0 que conta com direção hidráulica, vidros e travas elétricas e ar-condicionado. A versão Attractive 1.0 está à venda por R$ 34.790, também R$ 3.000 abaixo do valor de tabela. Nesse caso a taxa é zero para àqueles que derem 60% de entrada e pagarem o restante do automóvel nos 12 meses seguintes.

Por Nosf

Fiat Palio Fire

Fiat Palio Fire

Fiat Palio Fire

Fotos: Divulgação


Já há muito tempo que deixou de ser novidade o fato dos preços dos carros vendidos no Brasil serem absurdamente altos. Mas a coisa pelo visto tende a piorar (ou ganhar mais destaque).

Para se ter uma ideia melhor dessa situação tomemos como exemplo os países do BRICS, o bloco que agrega as maiores nações emergentes do globo. Parece brincadeira, mas pode acreditar, os preços dos carros vendidos por aqui são maiores do que os vendidos em países como Índia, Rússia, China e África do Sul. Ao menos foi isso que foi constatado por um levantamento feito pela empresa de consultoria Jato Dynamics.

Vamos aos detalhes: por aqui, em terras brasileiras o modelo mais barato que está sendo comercializado é Chery QQ. O modelo é um subcompacto que vem importado da China. Ressaltando que já foi informado que o carro terá uma nova geração que será produzida aqui mesmo. A expectativa é de que seja em breve.

Esse veículo sai das lojas pelo valor de R$ 22.990. Embaixo do capô temos um motor 1.1 além de um pacote relativamente considerável de itens. Agora, para comparar imagine que esteja na Rússia e quer comprar o carro mais barato do país. Por lá esse modelo seria o Daewoo Matiz que é meio aparentado com o QQ e adivinhe, custa apenas R$ 15,2 mil. Nesse exemplo, seria uma economia de mais de sete mil reais.

Continuando as comparações com outros países do BRICS a Índia e a China, podem acreditar, tem produtos nesse setor que aqui no Brasil seriam o preço de uma moto das mais simples. Vamos ver mais exemplos:

Com apenas R$ 7,6 mil os chineses podem comprar um Jiangnan TT. Agora tem uma curiosidade sobre esse antigo compacto: ele não tem nenhum item de série, nenhum mesmo!

A Índia se tornou bastante conhecida por ser o berço do Tato Nano que, sim, é o carro mais barato do mundo. Em uma conversão o modelo custaria em reais 5,2 mil.

A única conclusão que se pode tirar de tudo isso é que nos últimos tempos os carros que estão sendo vendidos no Brasil estão cada vez mais menos acessíveis. E a comparação não precisa ser feito apenas com os países do BRICS. Os preços aqui são exorbitantes em comparação com quase qualquer canto do mundo.

Por Denisson Soares

Chery QQ

Daewoo Matiz

Fotos: Divulgação


Comprar carros zero hoje em dia não tem sido nada fácil, pelo contrário, é uma tarefa extremamente difícil. Visando o mercado em uma grande crise, os valores crescem e as condições de pagamento se tornam cada vez mais restritas devido ao alto valor dos carros aqui no Brasil. Em diversos países a compra é mais fácil, pois os carros têm valores muito mais baixos.

Na Índia, por exemplo, pode-se comprar  um carro novo pelo incrível valor de R$ 5.231,00. Não, eu não errei! É isso mesmo que você leu, o valor que geralmente pode ser dado na entrada em um financiamento aqui no Brasil, é o valor integral de um carro na Índia. E aí os brasileiros ficam de boca aberta e sonhando com isso.

Em outros países, os carros de modelos completos chegam a custar o mesmo valor de um carro sem acessórios aqui no Brasil, o Chevrolet Camaro, por exemplo, que é um carro almejado por muitos, aqui no Brasil custa cerca de R$ 222.000,00 e, acredite, com esse dinheiro dá para comprar imóvel. Nos EUA o mesmo carro custa R$ 86.702,00!

O Chevrolet Matiz, o qual não temos aqui no Brasil é 1.0 e tem 4 portas e sai por apenas R$ 16.267,00 no México. É uma versão que compete com o Celta que aqui sai por a partir de R$ 32.596,00.

Um absurdo, mas tem mais por aí. O Cherry IQ de 0.8 e 4 portas no Chile sai por apenas R$13.614,00 enquanto aqui no Brasil sai por R$ 25.990,00. Da marca Nissan, temos dois modelos que estão a “preço de banana” em outros países, como o Nissan Versa versão 1.6 4 portas nos Estados Unidos sai pelo valor de R$ 26.900,00 e aqui no nosso país? R$ 38.600,00. E o Nissan March versão 1.6 4 portas sai pelo valor de R$ 27.975,00 no Canadá e aqui no Brasil, R$ 32.590,00

Por Juliana Ghisi

Chevrolet Camaro

Chevrolet Camaro

Chevrolet Matiz

Chevrolet Matiz

Fotos: Divulgação


Uma denúncia contra o Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina (Detran-SC) foi realizada por um despachante de Joinville (SC) para o jornal A Notícia, da mesma cidade. O denunciante alega que uma falha pode ter ocasionado prejuízos aos consumidores de Santa Catarina.

A situação é a seguinte: um Fiat Stilo, que possui placas de São Paulo, que estava sendo negociado por R$ 30.000,00 em uma loja de Joinville, teve transferência irregular para Santa Catarina.

No recibo de compra e venda consta que o automóvel saiu de São Paulo com restrição de batida de média monta. Porém, no campo destinado a informações no documento de São Paulo há a seguinte informação: sinistrado/indenizado.

O jornal A Notícia teve acesso às fotos do carro batido, comprovando o sinistro. O veículo estava em nome da Sul América Companhia Nacional de Seguros e foi comercializado, em 2012, a R$ 13.000,00 em um leilão no estado de São Paulo para um cidadão de Joinville. Comparando o valor do automóvel no leilão, o Stilo custou 131% a mais quando saiu da loja.

A situação mais grave é em relação ao documento emitido em Joinville, que não informa que o carro é sinistrado. A própria gerente do Detran informou que o carro não deveria ter sido transferido, pois não consta no documento a vistoria veicular que o Inmetro deveria ter realizado após o conserto.

A repórter do jornal entrevistou o vendedor do estabelecimento. Sem saber que estava à frente de uma repórter, ele negou que o carro fosse batido. No entanto, em outra visita à loja, ele mencionou que sabia que o carro é sinistrado.

Falha nos despachantes:

O mesmo jornal entrou em contato com quatro despachantes de Joinville para tentar transferir sem restrição um veículo de São Paulo com registro de sinistro. Um dos despachantes mencionou que conseguiria a transferência fazendo isso na cidade de Curitiba, alegando que lá esse procedimento costuma ser comum.   

Por Rafaela Fusieger

Carro no leil?o de S?o Paulo

Foto: Divulgação


A Renault lançou a nova geração do Sandero no mês de julho e, agora no mês de setembro, a marca francesa já promove o primeiro reajuste de preço para seu hatchback. Com bons índices de vendas, tendo em vista que em agosto o modelo emplacou 7.278 unidades e terminou o mês na décima colocação do ranking da Fenabrave, o Renault Sandero agora é vendido com preços a partir de R$ 31.280, R$ 1.390 mais caro que o valor cobrado anteriormente (R$ 29.890).

A versão de entrada (Authentique 1.0) foi a que teve o maior reajuste de preço. As versões intermediárias Expression 1.0 e Expression 1.6, sofreram uma elevação de R$ 400 e R$ 440, deixando de custar R$ 34.990 e R$ 38.590, para serem oferecidos por R$ 35.390 e R$ 39.030, respectivamente. Por fim, a versão topo de linha Dynamique 1.6, que antes era comercializada por R$ 42.390, agora será vendida por R$ 43.180, aumento de R$ 790.

Entre os itens de série, o Sandero Authentique 1.0 vem equipado com airbag duplo, freios ABS, direção hidráulica, desembaçador traseiro, ar-quente, abertura interna do porta-malas e do tanque, bem como rodas de aço de 15 polegadas com calotas calçadas com pneus 185/65. As versões intermediárias Expression 1.0 e 1.6, por sua vez, contam com o pacote anterior somado aos vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico, alarme, sistema de som com leitor de CD/MP3 Player, entrada USB e conexão Bluetooth, retrovisores e maçanetas pintadas na cor da carroceria e coluna B com acabamento em preto. A configuração topo de linha do hatch (Dynamique 1.6) dispõe de todos os itens anteriores, acrescidos de sistema de ar-condicionado digital, retrovisores com repetidor de setas embutido, piloto automático, volante e manopla do câmbio com revestimento em couro, faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Além dos aumentos de preço, a Renault aproveitou para lançar a nova transmissão automatizada Easy’R para o Logan e o Sandero, equipando apenas os modelos com motores 1.6 8V.

Segundo a Renault, a transmissão traz um novo sistema que se adapta ao modo de condução do motorista, garantindo um desempenho mais esportivo ou mais econômico. Somado a isso, o câmbio automatizado ainda conta com função Creeping, que auxilia as manobras de estacionamento movimentando o carro engatado vagarosamente quando o condutor deixa de pressionar o freio.

Abaixo, versões e preços do Renault Logan:

– Authentique 1.0 – R$ 31.280;

– Expression 1.0 – R$ 35.390;

– Expression 1.6 – R$ 39.030;

– Expression 1.6 Easy’R – R$ 43.000;

– Dynamique 1.6 – R$ 43.180;

– Dynamique 1.6 Easy’R – R$ 47.180.

Por Caio Polo

Renault Sandero

Renault Sandero

Fotos: Divulgação


Não é de hoje que vemos a diferença gritante entre os valores cobrados por automóveis aqui no Brasil e nos Estados Unidos. Só isso já é o suficiente para influenciar o comportamento dos brasileiros, que tratam alguns modelos de entrada vendidos nos EUA como símbolo de status. Um exemplo é o Ford Mustang cujo preço lá é de US$ 24.425, o que equivale a aproximadamente R$ 54.120. O Muscle Car está equipado com motor 3.7 V6 e aqui o modelo não sairia por menos de R$ 200 mil.

Sem contar que os US$ 24.425 não pesa tanto no bolso do americano quanto os R$ 54 mil do brasileiro. Com esse dinheiro é possível comprar aqui um CrossFox da Volkswagen, por exemplo, que até então é um automóvel que não pode ser comparado ao Mustang. O mercado de lá é mais competitivo e isso é um fator que torna os preços melhores, contudo essa não é a única razão para os valores serem tão diferentes.

As explicações são inúmeras para os custos tão altos de importação e uma delas diz respeito à valorização dos modelos produzidos aqui, que são mais baratos do que os importados. Existem mais fatores que tornam os preços tão onerosos e o maior deles é o valor da carga tributária. Os impostos de importação são caros para que os modelos fabricados aqui sejam mais baratos e se tornem mais competitivos, entretanto, o custo de produção é elevado e muitas montadoras não querem produzir modelos como o Mustang por aqui. Ficamos com os modelos destinados aos países de terceiro mundo.  

Além desses fatores, o comportamento do brasileiro encarece o carro. Ele usa o automóvel como uma grande necessidade, tendo em vista o caos e a precariedade do transporte público. O financiamento também é algo ruim, pois muitos brasileiros não se importam com os valores que são divididos em 36 ou até 60 vezes, não se preocupando com os juros. 

Por Robson Quirino de Moraes

Ford Mustang

Foto: Divulgação


Quem está pensando em comprar um veículo modelo 2015 pode se preparar porque vai pagar mais caro. E independente se o veículo passou por mudanças no design, nas partes internas ou se sofreu grandes melhorias, basta o fato de ser modelo 2015 para ter o preço elevado.

As grandes marcas se justificam dizendo que é preciso tornar o novo modelo o mais próximo possível da concorrência ou até mesmo mais valorizado que os modelos que estão no mercado, além, é claro, dos gastos com a produção.

Você poderá conferir agora uma lista com vários modelos, entre eles os mais vendidos: Gol da Volkswagen, Palio da Fiat e Onix da Chevrolet.

O Gol 2015 chegou ao mercado ainda no primeiro semestre do ano e no mês de abril já era possível adquirir o novo lançamento da VW que contou com um dos maiores reajustes de todos os tempos, levando em consideração os modelos da lista abaixo.

A versão básica, Trendline 1.0 de 2 portas, subiu menos, mas teve o seu reajuste ficando R$ 780,00 mais caro no preço final. Para se ter uma ideia, com o valor deste aumento o consumidor poderia optar por acrescentar ao modelo alguns itens a mais, como vidros e travas elétricos. Também seria possível adquirir tapetes em carpetes e ainda sobraria um dinheiro para a gasolina.

Confira os preços dos modelos:

– Trendline 1.0 2 portas: R$ 32.490;

– Trendline 1.0 4 portas: R$ 34.420;

– Comfortline 1.0 2 portas: R$ 34.540;

– Comfortline 1.0 4 portas: R$ 36.460.

Gol 2015

O Palio modelo 2015 também teve um aumento de no mínimo R$ 450,00 em suas versões, sendo que o modelo Sporting 1.6 teve um acréscimo de R$ 650,00. Veja os preços:

– Attractive 1.0: R$ 34.060;

– Attractive 1.4: R$ 37.480;

– Essence 1.6: R$ 41.580;

– Sporting 1.6: R$ 43.680.

Palio 2015

O Onix da Chevrolet não apresentou mudanças significativas, nem no visual e muito menos na mecânica, mas contou com aumentos de preços:

– LS 1.0: R$ 36.200;

– LT 1.0: R$ 39.600;

– LT 1.4: R$ 43.550;

– LTZ 1.4: R$ 48.850.

Chevrolet Onix 2015

O New Fiesta também passou por esta "valorização" e ao se tornar um modelo 2015 teve aumentos que variaram de R$ 100,00 a R$ 500,00. Confira:

– S 1.5: R$ 42.990;

– SE 1.5: R$ 46.990;

– SE 1.6: R$ 49.490;

– SE 1.6 PowerShift: R$ 53.890;

– Titanium 1.6: R$ 55.590;

– Titanium 1.6 PowerShift: R$ 59.990.

New Fiesta 2015

O Uno trouxe novidades, apesar do design ser o mesmo. A versão Evolution conta com um moderno sistema que desliga o veículo quando este parar no trânsito, chamado "Star/Stop". A versão Attractive conta com direção hidráulica, limpador e também desembaçador traseiro, além de brake light e outras novidades. Confira os preços:

– Uno Vivace 1.0 2 portas (visual antigo): R$ 26.370;

– Uno Vivace 1.0 4 portas (visual antigo): R$ 28.500;

– Uno Attractive 1.0: R$ 30.990;

– Uno Way 1.0: R$ 31.490;

– Uno Way 1.4: R$ 34.990;

– Uno Evolution 1.4: R$ 34.990;

– Uno Sporting 1.4: R$ 36.650.

Uno 2015

Fotos: Divulgação

Confira os preços de outros carros, que estão entre os mais vendidos, na linha 2015:

– HB20 Comfort 1.0: R$ 35.760;

– HB20 Comfort Plus 1.0: R$ 37.880;

– HB20 Comfort Style 1.0: R$ 41.440;

– HB20 Comfort Plus 1.6: R$ 43.940;

– Fiat Siena EL 1.0: R$ 32.390;

– Fiat Siena EL 1.4: R$ 35.570;

– Fiat Siena Attractive 1.4: R$ 41.190;

– Fiat Siena Essence 1.6: R$ 46.150;

– Fiat Siena Tetrafuel: R$ 50.820;

– Fox Trendline 1.0 (motor com 4 cilindros e 76 cv): R$ 35.900;

– Fox Comfortline 1.0 (4 cilindros e 76 cv): R$ 38.190;

– Renault Sandero Authentique 1.0: R$ 30.290 (era R$ 29.890);

– Renault Sandero Expression 1.0: R$ 35.390 (era R$ 34.990);

– Renault Sandero Expression 1.6:  R$ 38.590;

– Renault Sandero Dynamique 1.6: R$ 42.390.

Por Russel


A Tabela Molicar já foi atualizada para o mês de setembro, de forma que já é possível consultar os preços para os veículos novos e também usados, sendo que estes preços serão referentes ao mês de agosto.

Ao todo são mais de 100 modelos de carros, entre as versões mais básicas até as completas, trazendo inclusive alguns modelos blindados e também mais de 250 carros usados.

E além dos modelos mais comuns entre os brasileiros, a Tabela Molicar também está disponibilizando para consulta, os valores de veículos mais sofisticados, entre eles o Chrysler Town & Country e até o Hyundai Veloster.

A Tabela Molicar tem sido cada vez mais utilizada não só por empresas de revenda de automóveis, como também particulares que podem ter uma excelente referência de valor de um determinado veículo na hora de comprar ou vender, seu carro novo ou usado.

A Molicar é totalmente independente, por isso tem total credibilidade, não estando ligada a nenhuma outra empresa, indústria ou segmento do mercado, ou até mesmo financiadora ou seguradora. O objetivo da Molicar é obter dados precisos e assim informar o valor de mercado para os veículos que são comercializados no país. As pesquisas contam com altíssima confiabilidade e são realizadas nos principais municípios brasileiros, em todo o território nacional.

A primeira tabela publicada pela Molicar foi no ano de 1994 e ao longo deste tempo a empresa foi se aprimorando, tornando-se mais conhecida e hoje é uma importante referência no mercado nacional, contando hoje com um dos maiores e mais confiáveis banco de dados.

A Tabela Molicar se tornou tão confiável que hoje é utilizada até mesmo por financeiras, bancos, seguradoras, revendas, profissionais da área automobilística e muitos outros segmentos.

E para conferir os preços da Tabela Molicar para este mês de setembro é só acessar o site através do endereço: www.molicar.com.br. No site você poderá fazer uma Consulta Rápida informando o veículo, ou utilizar "filtros" podendo selecionar a região, categoria do veículo, marca, ano de fabricação, ano modelo, modelo e também versão.

Por Russel

Chrysler Town and Country

Chrysler Town and Country

Hyundai Veloster

Hyundai Veloster

Fotos: Divulgação

 


A Volkswagen anunciou um novo ajuste para o compacto urbano Up!. O modelo que já havia passado por um reajuste de preço há cerca de dois meses, agora está mais caro e os novos preços já constam no site oficial da marca alemã.

Com bons índices de vendas desde que fora lançado no Brasil, o Volkswagen Up! agora é vendido no mercado brasileiro com versões a partir de R$ 27.520, ante os R$ 27.190 pedidos anteriormente pela configuração de entrada Take Up!.

A configuração de entrada associada a um câmbio manual, que agora parte dos R$ 27.520, sofreu um reajuste de R$ 330. O modelo intermediário, Move Up!, anteriormente era vendido pela Volkswagen por R$ 29.200 e aumentou R$ 360, passando a custar R$ 29.560.

O Up! na configuração High Up! foi que teve o maior reajuste de preço, aumentando R$ 1.440. Com isso, essa versão do compacto urbano, que era vendida por R$ 35.690 agora é vendida pela fabricante alemã por R$ 36.520. Já o Up! nessa versão associado à transmissão automatizada I-Motion de cinco velocidades, agora sai por R$ 39.380.

Por fim, as edições especiais Black/Red/White Up! deixaram de ser vendidos por R$ 40.190 para serem oferecidos por R$ 41.120, um acréscimo de R$ 490. Com a transmissão automatizada I-Motion, o modelo é vendido por R$ 43.980, podendo a custar até R$ 45.979 quando equipado com todos os opcionais. Por esse valor, o Up! fica mais caro que o novo Fox 1.6 Comfortline I-Motion (R$ 44.590) e mais barato que o novo Fox 1.6 Highline (R$ 48.490).

Mesmo com os reajustes, a fabricante alemã não acresceu o Up! com nenhum equipamento de série.

Abaixo, versões e preços reajustados do Volkswagen Up!:

– Take Up! manual – R$ 27.520;

– Move Up! manual – R$ 29.560;

– Move Up! I-Motion – R$ 31.710;

– High up! manual – R$ 36.520;

– High up! I-Motion – R$ 39.380;

– Black/Red/White Up! manual – R$ 41.120;

– Black/Red/White Up! I-Motion – R$ 43.980.

Por Caio Polo

Volkswagen Up!

Volkswagen Up!

Volkswagen Up!

Fotos: Divulgação


Hodiernamente, não é raro encontrarmos pessoas que querem ter o próprio carro e evitar o transporte coletivo. No entanto, adquirir veículo hoje está muito fácil e diante disso fizemos uma pesquisa para que você possa comparar o preço dos carros vendidos no Brasil e em outros países da América Latina. Entre os países destacam: Argentina, Chile e México.

No Brasil os veículos continuam com os preços mais caros do mundo, o que tem sido a queixa de muitos clientes. E isso ocorre não só com carros, mas também com outros tipos de produtos.

Entre os carros mais vendidos por aqui estão os sedans médios com destaque ao Honda Civic, que tem valores a partir de R$ 65.890 podendo chegar a R$ 74.900. Como você viu anteriormente, em outros países ele sai por preços mais baratos como é o caso de comprar o mesmo sedan no México que tem preços a partir de R$ 45 mil.

Há também o sedan compacto Honda City, cujo valor é de R$ 50.990 no Brasil, mas que promete subir até o fim do ano. Esse mesmo veículo é comprado no México por R$ 37,7 mil. Cabe lembrar que quanto mais acessórios e sofisticação o carro possui, mais alto é o valor aqui no Brasil, o que não ocorre em outros países em que o mesmo veículo pode custar a metade do preço.

O Toyota Corolla já possui preço mais elevado e está custando R$ 93.730 aqui e R$ 39 mil no México. Isso significa que um sedan lá fora custa mais barato que um Ford Ka aqui no Brasil. Isso tem deixado muitos brasileiros entediados, pois afasta os brasileiros de terem um carro melhor com mais conforto.

Há ainda o Ford Ecosport, considerado a opção mais cara para o consumidor, com preços a partir de R$ 62.900 aqui e R$ 38 mil no Chile

Por Luciana Viturino

Honda Civic 2014

Honda City 2014

Toyota Corolla 2014

Ford Ecosport 2014

Fotos: Divulgação

 


Mesmo com o mercado brasileiro automotivo em baixa, a Ford começou a vender o New Fiesta com um novo reajuste de preço. Os preços do modelo sofreram um reajuste entre R$ 100 e R$ 500, com a versão de entrada S 1.5 partindo dos R$ 42.990.

A configuração S 1.5, mais básica do Ford New Fiesta, e a SE 1.5 que anteriormente eram oferecidos por R$ 42.890 e R$ 46.890, sofreram um reajuste de R$ 100 cada, passando a ser vendidos por R$ 42.990 e R$ 46.990, respectivamente.

A versão SE 1.6 encareceu R$ 500, custando R$ 49.490, enquanto que a configuração SE 1.6 com câmbio PowerShift subiu R$ 400 e sai por R$ 53.890. Por fim, a versão topo de linha Titanium agora é vendida por R$ 55.590 na configuração com câmbio manual (aumento de R$ 500) e a com transmissão PowerShift agora é tabelada em R$ 59.990 (elevação de R$ 400).

Apesar do reajuste que o modelo sofreu, o New Fiesta não teve nenhuma alteração na lista de equipamentos de série.

A versão de entrada (S 1.5) tem como destaque os freios ABS com EBD, airbag frontal, ar condicionado, direção elétrica, espelhos retrovisores externos e vidros dianteiros com acionamento elétrico, trava elétrica das portas com controle remoto, alarme volumétrico, My Connection que abrange o sistema de som com entrada USB e conexão Bluetooth, computador de bordo e rodas de 15 polegadas com calotas.

A lista da versão topo de linha (Titanium) traz de destaque sete airbags (frontais, do tipo cortina e joelho para o motorista), sensor de estacionamento traseiro, sensor de chuva, sensor crepuscular, espelho retrovisor interno eletrocrômico, volante revestido em couro, bancos revestidos parcialmente em couro e rodas de liga leve de 16 polegadas.

Mecanicamente também não há nenhuma alteração e o New Fiesta pode ser equipado com motor 1.5 Sigma Flex que rende até 111 cv e torque de 14,9 kgfm com etanol, ou com o bloco 1.6 Sigma TiVCT Flex, capaz de entregar 130 cv e torque de 16 kgfm quando abastecido com etanol. O propulsor 1.5 sempre está associado a um câmbio manual de cinco marchas, enquanto que o motor 1.6 pode trazer o câmbio manual ou a transmissão sequencial PowerShift de dupla embreagem e seis velocidades.

Por Caio Polo

Ford New Fiesta

Foto: Divulgação


Acompanhando o que foi visto por outras montadoras no mercado brasileiro, a Volkswagen inicia o reajuste de preços em seu portfólio. E o primeiro modelo a passar por mudanças de preço é o compacto urbano Up!, que anteriormente tinha a versão de entrada Take Up! com carroceria duas portas e câmbio manual vendida por R$ 26.900, e que agora é oferecida pela marca alemã com preços a partir de R$ 27.190.

Enquanto a configuração Move Up! passou por um reajuste de R$ 300, deixando de ser comercializado com preços a partir de R$ 28.900 para ter preço tabelado a partir de R$ 29.200, a versão High Up! teve um reajuste bem modesto, saindo dos R$ 34.990 para ser oferecido a partir dos R$ 35.080

Se os modelos intermediários da gama passaram por um pequeno reajuste, em contrapartida a série topo de linha Black/Red/White Up! com câmbio manual sofreu um reajuste de R$ 1.240, deixando de ser vendido por R$ 39.390 para custar R$ 40.630

Caso o cliente queira adquirir o Up! com transmissão automatizada I-Motion de cinco velocidades e função Tiptronic, este terá que gastar um pouco mais, já que a Volkswagen disponibiliza o câmbio nas versões Move Up!, High Up! e na Black/Red/White Up!, com preços a partir de R$ 31.330, R$ 38.910 e R$ 43.450, respectivamente. Se o carro trouxer o sistema de entretenimento e navegação Maps & More e com bancos revestidos em couro sintético, itens opcionais disponibilizados pela Volks, o Up! topo de linha sai por R$ 44.240.

Além de seguir o que se viu com outras fabricantes, a Volkswagen aproveita os bons índices de venda do Up! para aumentar um pouco o preço. Segundo a Fenabrave, desde o mês de fevereiro deste ano, quando o compacto foi lançado, o Up! registrou 23.035 emplacamentos até junho, sendo o 16º carro mais vendido no Brasil. Apenas no mês de junho, o modelo vendeu 6.223 unidades, sendo o 12º veículo mais vendido no mês. 

Por Caio Polo

Volkswagen Up!

Foto: Divulgação


Quer comprar seu novo carro, mas a grana está curta? Novidades automotivas podem contribuir para realização do seu desejo mais facilmente.

A Audi está com venda de carros da linha A4 e A5 com taxa zero de juros, mas essa vantagem é somente para o mês de junho.

Os modelos que compõem a linha são: Attraction e Ambiente, sedãs da A4  e Avant Ambiente. Já para os carros da linha A5 o modelo é o Sportback.  

Os carros da linha A4 são equipados com motor 2.0 Turbo FSI com potência de 180 cv para a versão Ambiente e motor de 2.0 Turboo FSI com potência de 225 cv para a versão Ambition. Os carros da série ainda contam com ar condicionado automático, direção eletromecânica, ajustes elétricos no banco do motorista, computador de bordo, apoio lombar com ajuste elétrico, controle de cruzeiro, faróis de neblina, faróis bi-xenônio com ajuste automático de altura, além de volante esportivo e multifuncional. O quesito segurança não foi deixado de lado para os carros que contam com airbag lateral dianteiro e de cabeça.

Para os modelos da linha A5, o Sportback  possui as mesmas opções para os motores, contam também com câmbio Multitronic de oito marchas, os itens de série são os mesmo existentes no A4 e ainda com retrovisor interno com função antiofuscante, bancos esportivos sensor de luz e chuva, teto solar, troca de marchas atrás do volante e sensor de estacionamento.

Os preços de venda dos automóveis são os seguintes:  

– A4 Sedan Attraction:

  • Preço: R$ 129.200;
  • Entrada: R$ 64.600;
  • Parcelas: 24 x R$ 2.754,61;
  • Preço Final: R$ 130.710,62.

– A4 Sedan Ambiente:

  • Preço: R$ 137.200;
  • Entrada: R$ 68.600;
  • Parcelas: 24 x R$ 2.923,88;
  • Preço Final: R$ 138.773,03.

– A4 Avant Ambiente:

  • Preço: R$ 142.300;
  • Entrada: R$ 71.150;
  • Parcelas: 24 x R$ 3.031,78;
  • Preço Final: R$ 143.912,82.

– A5 Sportback Ambiente:

  • Preço: R$ 159.400;
  • Entrada: R$ 79.700;
  • Parcelas: 12 x R$ 6.763,57;
  • Preço Final: R$160.862,87.

– A5 Sportback Ambition:

  • Preço: R$ 200.700;
  • Entrada: R$ 100.350;
  • Parcelas: 12 x R$ 8.505,12;
  • Preço Final: R$ 202.412,09.

Por Jaime Pargan

Audi A4

Foto: Divulgação


Tentando deixar os modelos mais competitivos, a Citroën lançou no Brasil a linha 2015 do C3 Picasso e Aircross. Enquanto o C3 Picasso traz novos equipamentos e amplia suas versões assim como no C3 hatchback, o Aircross passou por leves retoques no visual e reorganizou as suas versões.

Entre as novidades estéticas do Aircross 2015 estão os faróis com máscara negra e as molduras dos faróis de neblina, as barras do teto e os estribos com acabamento na cor grafite. Na versão topo de linha Exclusive, os retrovisores externos e as maçanetas também ganham o acabamento na cor grafite. Outra novidade adotada pela Citroën para o modelo é a adoção do sensor de obstáculo traseiro de série em todas as versões.

Por falar em versões, a marca francesa promoveu alterações nas nomenclaturas da configuração de entrada, que agora passa a ser a Tendance, oferecida por preços a partir de R$ 55.190.

Já a linha 2015 do C3 Picasso, as novidades ficam por conta da adoção dos vidros com acionamento elétrico traseiro de série desde as verões de entrada e, assim como no C3 convencional, a versão de entrada passa ser denominada Origine 1.5.

Desde a versão de entrada o modelo vem equipado de série com duplo airbag, freios ABS com EBD, computador de bordo, vidros e retrovisores com acionamento elétrico, direção hidráulica, sistema de ar condicinado e rodas de liga leve de 15 polegadas calçadas com pneus 195/60.

As versões Tendance 1.5, Tendance 1.6 e Tendance 1.6 BVA (automático) trazem os mesmos itens de série e, portanto, vêm equipados com todos os equipamentos da versão anterior, acrescido de detector de obstáculo traseiro, maçanetas e retrovisores na cor do veículo, faróis de neblina, sistema de som com comando satélite posicionado na coluna de direção e rodas de liga leve de 16 polegadas calçadas com pneus 195/55.

Por fim, as configurações topo de linha 1.6 Exclusive e 1.6 Exclusive BVA (automático) vêm equipadas com todos os itens da versão anterior, acrescido de sistema de ar condicionado digital, bancos com revestimento em tecido 3D ou couro, mesas do tipo avião, volante com revestimento em couro, sistema de som com Hifi-like, entrada USB e conectividade Bluetooth, maçanetadas e retrovisores externos cromados, sensor crepuscular e sensor de chuva, entre outros.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Citroën Aircross e C3 Picasso:

– Aircross 1.6 Tendance – R$ 55.190;

– Aircross 1.6 Tendance BVA (automático) – R$ 59.890;

– Aircross 1.6 Exclusive – R$ 60.190;

– Aircross 1.6 Exclusive BVA (automático) – R$ 65.190;

– C3 Picasso 1.5 Origine – R$ 46.890;

– C3 Picasso 1.5 Tendance – R$ 48.790;

– C3 Picasso 1.6 Tendance – R$ 49.790;

– C3 Picasso 1.6 Tendance BVA (automático) – R$ 54.890;

– C3 Picasso 1.6 Exclusive – R$ 55.890;

– C3 Picasso1.6 Exclusive BVA (automático) – R$ 59.890.

Por Caio Polo

Citroen Aircross 2015

Foto: Divulgação


Um dos grandes motivos para o mercado de automóveis no Brasil ser bastante movimentado é justamente quanto ao fato de muitas empresas transacionais atuarem em nosso mercado. Com isso, um dos grandes beneficiados disso é justamente o consumidor brasileiro, que dispõe de várias alternativas a sua disposição, tanto de versões e modelos de carros como de preços.

Uma das marcas mais tradicionais do país é a Fiat, marca italiana de sucesso mundial. Um modelo de grande destaque em vendas no Brasil é o Palio, modelo popular da Fiat que encanta os brasileiros a cada nova versão lançada. Para aqueles que já são fãs dessa linha interminável, saibam que a Fiat lançou o Palio 2015, a mais nova versão do automóvel.

O modelo 2015 vem com algumas novidades que prometem conquistar o cliente. Um dos exemplos são os anéis cromados nos comandos de climatização. Além disso, o Lane Change também promete fazer sucesso, trata-se de uma função que auxilia a visualização do veículo na troca de faixas. Além disso, os modelos equipados com retrovisor de acionamento elétrico você encontra o sistema Tilt Down, através dele ao engatar a marcha ré o espelho retrovisor do lado do passageiro irá inclinar para baixo, dessa forma, melhorando a visualização nas manobras de estacionamento.

A notícia que não agradou muito foi justamente o reajuste de preços promovido pela Fiat, 30 dias após o anúncio de lançamento da linha 2015. A versão básica (Attractive 1.0) passou a custar R$ 33.520, um aumento de R$ 860,00. Quanto à mesma versão, só que com motor 1.4, a mesma teve reajuste de R$ 510,00, passando a custar R$ 37.030.

A versão intermediária, Essence 1.6, também sofreu reajuste de preço e teve um aumento de R$ 550,00, passando a custar R$ 41.010. Quanto à versão top de linha do Palio 2015, a mesma também sofreu aumento de preço. A versão mais cara da linha 2015 sofreu aumento de R$ 550,00, passando a custar R$ 43.030.

Por Bruno Henrique

Fiat Palio 2015

Foto: Divulgação


O mercado de automóveis no Brasil é bastante concorrido devido à grande quantidade de empresas que atuam no mercado nacional. Vale ressaltar que essa concorrência atrai diversos tipos de benefícios para o brasileiro, que vão desde aos preços e até mesmo a grande variedade de modelos de automóveis à nossa disposição.

Dentre as multinacionais que atuam no mercado brasileiro não podemos deixar de citar a Volkswagen, empresa alemã que dispõe de grande sucesso mundial e é justamente a maior fabricante de automóveis do planeta. No Brasil, é possível encontrar vários modelos e linhas da Volkswagen, que vão desde aos carros populares até os mais luxuosos.

Para aqueles que estão interessados em adquirir um dos recentes lançamentos da Volkswagen, o novo Gol, Saveiro ou Voyage 2015, é importante saber que os preços oficiais dos mesmos já foram divulgados pela multinacional alemã aqui no Brasil. As versões d os modelos citados já dispõem de um preço sugerido e você pode conferi-los logo abaixo:

Novo Gol 2015:

– Novo Gol Trendline 1.0 (2P) – R$ 31.710;

– Novo Gol Trendline 1.0 (4P) – R$ 33.590;

– Novo Gol Confortline 1.0 (2P) – R$ 33.720;

– Novo Gol Confortline 1.0 (4) – R$ 35.590;

– Novo Gol 1.0 Track – R$ 35.170;

– Novo Gol 1.0 Seleção – R$ 36.460;

– Novo Gol Trendline 1.6 (2P) – R$ 36.470;

– Novo Gol Trendline 1.6 (4P) – R$ 38.410;

– Novo Gol Trendline 1.6 I-Motion (2P) – R$ 39.350;

– Novo Gol Trendline 1.6 I-Motion (4P) – R$ 41.290;

– Novo Gol Confortline 1.6 (2P) – R$ 38.480;

– Novo Gol Confortline 1.6 (4P) – R$ 40.410;

– Novo Gol Confortline 1.6 I-Motion (2P) – R$ 41.360;

– Novo Gol Confortline 1.6 I-Motion (4P)- R$ 43.290;

– Novo Gol 1.6 Seleção (4P) – R$ 41.450;

– Novo Gol 1.6 Seleção I-Motion (4P) – R$ 44.390;

– Novo Gol 1.6 Highline (4P) – R$ 47.130;

– Novo Gol 1.6 Highline I-Motion (4P) – R$ 50.140;

– Novo Gol 1.6 Rallye (4P) – R$ 50.150;

– Novo Gol 1.6 Rallye I-Motion (4P) – R$ 53.080.

Novo Voyage 2015:

– Novo Voyage Trendline 1.0 – R$ 35.640;

– Novo Voyage Confortline 1.0 – R$ 37.640;

– Novo Voyage Seleção 1.0 – R$ 38.540;

– Novo Voyage Trendline 1.6 – R$ 40.850;

– Novo Voyage Trendline 1.6 I-Motion – R$ 43.800;

– Novo Voyage Confortline 1.6 – R$ 42.960;

– Novo Voyage Confortline 1.6 I-Motion – R$ 45.910;

– Novo Voyage Seleção 1.6 – R$ 44.030;

– Novo Voyage Seleção 1.6 I-Motion – R$ 46.950;

– Novo Voyage Highline 1.6 – R$ 49.720;

– Novo Voyage Evidence 1.6 – R$ 51.890;

– Novo Voyage Evidence 1.6 I-Motion – R$ 54.850.

Novo Saveiro 2015:

– Novo Saveiro Startline 1.6 SC – R$ 34.990;

– Novo Saveiro Trendline 1.6 SC – R$ 37.530;

– Novo Saveiro Trendline 1.6 EC – R$ 41.210;

– Novo Saveiro Cross 1.6 EC – R$ 53.690.

Por Bruno Henrique

Volks Gol 2015

Foto: Divulgação


Na última terça-feira, dia 15 de outubro, a Fiat apresentou, na Bahia, a nova linha da picape pequena Strada. Ela concorrerá com a Saveiro da Volks e a Montana da Chevrolet. O destaque da novidade é a terceira porta na carroceria cabine dupla.

A peça, que fica no lado direito da traseira, abre na direção da caçamba e fica travada pela porta do passageiro dianteiro quando esta está cerrada. O preço da nova versão com a 3ª porta parte de R$ 42.330.

Nas versões Working, Trekking e Adventure, o modelo recebeu um retoque no visual. A traseira ficou mais saliente, pois as lanternas foram embora. A Strada Working oferece o motor 1.4 Fire EVO, bicombustível de 85/86 cavalos de potência e 12,4/12,5 kgfm de torque (gasolina/etanol); a Trekking utiliza o E-torq 1.6 de 115/117 cv e 16,2/16,8 kgfm. Já a Adventure é dotada do E-torq 1.8, de 130/132 cv e 18,4/18,9 kgfm. 

O modelo é líder de vendas no segmento de utilitários leves e está no 5º lugar dos veículos mais emplacados no Brasil até o final de setembro, superando Ford Fiesta, Hyundai HB20, Chevrolet Onix, Renault Sandero e outros. 

Abaixo, a tabela de preços:

  • Strada Working 1.4 Flex: R$ 33.750;
  • Strada Working Cabine Estendida:  R$ 36.870;
  • Strada Working Cabine Dupla (3 portas): R$ 42.330;
  • Strada Trekking CD (3p) 1.6: R$ 48.360;
  • Strada Adventure CE 1.8: R$ 49.480;
  • Strada Adventure CD (3p) 1.8: R$ 54.360.

Por Jaime Pargan


Novo Ford FocusA nova versão do Ford Focus chegou e já existem comentários de que o lançamento teve algumas desvantagens.

De acordo com o site do Jornal do Carro, o novo modelo está com um preço mais alto e teve alterações que colocaram em risco o seu desempenho. Exemplo disso é um porta-malas menor, de apenas 12 litros, 22 quilos a mais e um espaço interno menor – devido ao teto mais baixo.

Mas o assunto é o preço. O motor 1.6 Flex de 135 cv sai por R$ 8.000 de diferença em relação ao Focus atual, vendido a R$ 53 mil. Para levar nas duas versões com motor 1.6, um câmbio PowerShift – um automatizado de dupla embreagem com seis marchas, e o sistema AdvanceTrac – um controle de tração, o comprador deve pagar mais R$ 6.000, totalizando R$ 14.000 de diferença. Detalhe: as versões 2.0 só vêm equipadas com essa transmissão e trazem o AdvanceTrac de série.

E para encarecer ainda mais, a opção do pacote Plus, que traz airbags do tipo cortina, sistema sem chave de abertura e partida, retrovisores rebatíveis, ar condicionado digital e sensores de chuva e crepuscular, fazem o valor subir em torno de R$ 22.990, totalizando R$ 75.990.

Por Jaime Pargan


Novo Golf 2015O pré-lançamento do Novo Golf está sendo tão comentado assim como a espera por sua chegada nas lojas, que deve ocorrer já nesta semana.

A Volkswagen está investindo forte na sua categoria hatch e convidou cerca de mil pessoas para a apreciação do Novo Golf que ocorreu no Campo de Marte, em São Paulo, no último dia 13.

Possivelmente o modelo virá como 2015 na documentação devido ao modelo 4,5 já constar como 2014. O Golf sempre teve uma imagem muito particular em relação ao design, potência e os demais sistemas mecânicos e segundo a montadora, o sucesso de vendas não será diferente para as duas novas versões do modelo, que já tem uma grande trajetória desde seu lançamento em 1980.

Sobre o valor, é estipulado inicialmente R$ 70 mil para a versão mais simples (Highline) e até R$ 120 mil para a versão GTI. Inicialmente, serão importados da Alemã e vêm com a potência de 140 cv, rodas de 16 polegadas, ar condicionado digital, sete airbargs, freio ABS e direção eletromecânica.

A versão GTI ainda conta com câmbio de 6 marchas e rodas aro 17. Sobre o novo visual as características específicas são os faróis e lanternas em LED além dos filetes vermelhos que garantem ainda mais exclusividade. A fabricação brasileira deverá ocorrer apenas no próximo ano.  

Por Luciana Ávila 


Quem pretende comprar ou comprou recentemente um carro zero quilômetro tem muito para comemorar, afinal, o mercado brasileiro apresentou em 3 meses seguidos uma queda no valor dos veículos vendidos dentro do país.

A queda teve início em abril e de lá para cá seguiu esta tendência. Em abril a queda foi de 0,76% no valor dos preços praticados. Ainda não se sabe exatamente o que provocou a queda nos preços, o que se sabe é que em proporção contrária e talvez incentivada pela queda nos preços, temos a aumento nas vendas de veículos.

Em maio o valor caiu novamente, chegando a 0,76% de desvalorização. Em junho, a queda foi de 0,04%. No entanto, se juntarmos com os índices de janeiro deste ano e compararmos com o mesmo período do ano passado, veremos que o valor do veículo está 0,9% mais caro, algo surpreendente e que revela uma preocupação por parte das montadoras no início do ano.

De todas as marcas existentes no mercado brasileiro, apenas 8 tiveram redução no valor de venda de seus veículos, são elas: Fiat, Volkswagen, Citroën, Shineray, Land Rover, BMW, Mitsubishi e Mini. Por outro lado, os veículos da JAC, Troller e Ford tiveram aumento em seus preços.

Por Fernando Setoue


Toyota Hilux 2013Uma das caminhonetes mais famosas do mundo lançou seu modelo 2013 e promete ser mais uma campeã de vendas. 

A Toyota Hilux 2013 é um carro para quem gosta de aventuras fortes, e para ela não tem terreno ruim. Ela vem toda redesenhada e muito mais moderna. 

Na parte externa ganhou novos faróis, grade e para-choque dianteiro, novas lanternas traseiras e rodas de liga leve com aro de 17 polegadas. 

A grande novidade da nova Hilux é a sua transmissão automática com inteligência artificial que garante troca de marchas macias e mais precisas. 

Ela vem com motor bicombustível de 2,7 litros também disponível na versão SW4, com 163 cavalos de potência. Foram mantidos os mesmos motores nas versões 3.0 turbo diesel e 2.5 turbo. Todas as versões (exceto a top de linha) vêm com câmbio manual e automático. 

A caminhonete traz de série freio ABS e EDB, ar condicionado, uma tela touchscreen (sensível ao toque) que comanda o Bluetooth e o rádio, além de exibir as imagens da câmera de estacionamento. E como toda Hilux muito conforto. 

A seguir veja as versões e os preços: 

– Picape Cabine Dupla 4X2 Hilux 2.7 Flex 4×2 CD SR Auto 2013: R$ 87.030;

– Picape Cabine Dupla 4X4 Hilux 3.0 TDI 4×4 CD STD 2013: R$ 100.820;

– Hilux 2.7 Flex 4×4 CD SRV Auto 2013: R$ 102.560;

– Hilux 3.0 TDI 4×4 CD SR 2013: R$ 113.950;

– Hilux 3.0 TDI 4×4 CD SR Auto 2013: R$ 119.550;

– Hilux 3.0 TDI 4×4 CD SRV 2013: R$ 130.560;

– Hilux 3.0 TDI 4×4 CD SRV Auto 2013: R$ 138.050;

– Hilux 3.0 TDI 4×4 CD SRV Top Auto 2013: R$ 145.580.

Por Mariana Rodrigues


A japonesa Nissan já atua no mercado nacional há alguns anos e agora aposta suas fichas no modelo Versa 2014. O sedan compacto terá uma batalha difícil: ele irá competir com carros conceituados como o Vectra, da GM e o Golf da Volkswagen, mas isso não assusta a Nissan, que tem planos de aumentar a participação no mercado nacional.

A novidade do Versa fica por conta dos freios antitravamento ABS em todas as versões disponíveis, além de conexão Bluetooth, os comandos de som e do telefone que podem ser feitos diretamente no volante, recursos de distribuição eletrônica EBD e assistência de frenagem – BA.

O Versa será comercializado em três versões, são elas: S, SV e SL. O motor de todas é o Flex 1.6 com 16 válvulas em alumínio, apresentando 111 cavalos a 5.600 rpm e torque de 15,1 kgfm, um motor usado amplamente pela Nissan, como no compacto March.

O modelo de entrada ainda conta com alarme de advertência para algumas funções. O ângulo da porta também foi pensado para aumentar o conforto dos usuários. O Nissan Versa possui airbags duplos de série, pré-tensionadores nos cintos com limitador de carga, o que evita o deslizamento para frente de forma brusca.

Os valores do Versa são de R$ 37.390 para versão de entrada e R$ 44.890 para a versão SL (a considerada top de linha).

Por Robson Quirino de Moraes


O mercado de automóveis no Brasil registrou momentos bons durante o ano de 2012. Mas esta situação não ocorreu para os veículos importados, pois o Super IPI – redução na cobrança do imposto – não foi aplicado para empresas que não possuem fábrica no Brasil.

Com isso, o mercado em 2012 significou a redução de investimentos, fechamento de lojas e mudança nas estratégias para o mercado brasileiro deste tipo de veículos.

O único benefício desta situação foi que algumas importadoras, como Chery, JAC e BMW começaram a construir fábricas no Brasil para se beneficiar das vantagens do sistema automotivo Inovar Auto.

A essas marcas outras empresas – como Volvo Audi, Suzuki, Land Rover, Changan e Haffei – já informaram que irão nacionalizar suas produções já que no futuro com o novo sistema automotivo presente no país será impossível se manter no mercado brasileiro apenas importando veículos.

Toda esta corrida para ter fábricas nacionais se justifica pelo fato de que com o Inovar Auto a montadora recebe um desconto de 30% no valor do IPI de 50% da previsão de produção de veículos no país com a fábrica já montada e funcionando em território nacional.

Por Ana Camila Neves Morais


 Mais um modelo de veículo terá modificações em suas características e desta vez as novidades vem para o Volvo XC90 2013.

Este automóvel será fabricado na plataforma SPA da Volvo com um design arrojado e moderno.

Até o momento poucas informações foram veiculadas sobre este modelo, mas o que se sabe é que ele terá motores VEA (Arquitetura Ambiental Volvo) com quatro cilindros sendo, portanto, mais potente e econômico atendendo às demandas cada vez mais freqüentes de proteção ao meio ambiente.

Além disso, especula-se se o novo XC90 será um substituto do modelo atual ou uma nova geração na sua linha de carros.

Para descobrir estas e outras dúvidas será preciso esperar o ano de 2014 que é o momento em que este crossover será lançado no mercado automotivo mundial.

Por Ana Camila Neves Morais


A nova geração da picape S10 mudou. A atualização do veículo da General Motors (GM) ficou com menos equipamentos e o seu preço final está mais em conta.

A novidade é que a Chevrolet lançou em seu site de vendas preços comerciais mais em conta para a compra da caminhonete. Agora, a partir de R$ 56.949, é possível adquirir o carro, na opção LS, que vem com cabine simples e tração 4×2 (em compensação, a versão anterior tinha tração 4×4).

O automóvel também está disponível na versão com carroceria dupla (por apenas R$ 64.187). A picape possui uma lista de itens de série mais simples, e ainda assim, atraentes e que garantem o desejo dos fãs da marca. Ela vem integrada com airbags frontais, freios ABS, ar condicionado, entre outras vantagens.

As novas versões de LS  são voltadas, principalmente, para o uso comercial e trazem como novidade um novo motor, de 2.8 turbodiesel da família Duramax, capaz de gerar até 180 cv. Já para a transmissão (a força do motor para as rodas) a única opção é a da caixa manual, que tem 5 marchas.

A General Motors Corporation, também conhecida apenas pela sigla GM, foi fundada em 1908 e é a maior montadora automobilística do mundo, com sede em inúmeros países.

Por Tadeu Goulart

Fonte: IG


O Citroën C3 já foi apresentado no Brasil, onde a fabricante mostrou todas as diferenças para com o mercado europeu. O hatch está totalmente renovado, e ainda contará com um valor acessível, saindo por R$ 39.990, na versão Origine, R$ 43.990 como Tendence, e R$ 49.990 como Exclusive. Já o modelo com transmissão automática poderá chegar a R$ 53.990.

Contudo, todas essas versões serão equipadas com airbag duplo, freios ABS, ar condicionado, e direção elétrica. O para-brisa está com nova estrutura, saindo dos 99 cm para 1,35m, deste modo, ele estica sobre a cabeça do motorista e do passageiro, que permite um maior campo de visão.

O carro compacto vem sendo estudado há mais de três anos, a fim de adequá-lo ao mercado brasileiro, dando uma cara nova ao mesmo. Além disso, apesar de ser um compacto o seu design permite que o veículo pareça ser maior, até porque ele realmente está com 9,4 cm a mais de comprimento, 4,1 cm de largura e 2,46 de distância entre os eixos. Deste modo, agora é a vez dos homens também ficarem atraídos pelo carro que normalmente é o foco do mercado feminino.

Por Camila Caetano


A Mitsubishi lançou mais uma picape na sua linha L200, agora a novidade é L200 Triton Savana, uma versão super completa, com endereços e equipamentos.

O veículo continua com as opções das demais, como cabine dupla, tração 4×2 com opção de 4×4 e 4×4 com marcha reduzida, câmbio manual de cinco velocidades e o motor quatro-cilindros, 3.2, turbodiesel, de 170 cv e 35 kgfm de torque. Também mantém a suspensão e o sistema LSD Hybrid, função que passa automaticamente a tração para a roda que necessita de força em situações fora-de-estrada.

Além disso, a sua caçamba é menor que as demais, com 18 cm a menos de comprimento. Outro fator é que diminuiu a rigidez à torção, assim a carroceria fica mais firme, no mesmo eixo de movimento do veículo, durante as curvas.

Executa bem suas funções 4×4, nas angulações laterais e de aclives e declives, conseguindo sair de qualquer obstáculo, assim como possíveis buracos que estragaria qualquer carro comum. A L200 Triton ainda possui um novo sistema que consegue reconhecer o tamanho da cratera, evitando que a roda caia repentinamente.

Os valores dessa novidade variam de R$ 83.990 para a mais básica e R$ 88.990 para a equipada.

Por Camila Caetano


A montadora Ford anunciou os preços da linha Focus 2013. Quem desejar comprar algum veículo da categoria terá que desembolsar entre R$ 49.400 e R$ 68.620.

O Focus é conhecido pelo conforto que proporciona ao motorista e seus passageiros, além da segurança. Os carros saem da fábrica com controle automático dos vidros dianteiros, travas com controle remoto, air bag duplo, CD player, computador de bordo, entre outras regalias.

A linha 2013 apresenta quatro opções diferentes do automóvel: 1.6 GL, 1.6 GLX, 2.0 Flex GLX e 2.0 Titanium. Ambas as versões com motor 2.0 possuem câmbio automático, enquanto os modelos 1.6 ainda funcionam com a troca de marchas de maneira manual. Os carros 1.6 possuem a potência de 109 CV, quando com gasolina, e 115 CV, caso abastecidos com álcool. Já os 2.0 podem chegar a 143 CV com gasolina e 148 CV com álcool no tanque de combustível.

Outra vantagem para quem se dispõe a pagar mais caro e comprar as versões 2.0 são os bancos de couro, o som com Bluetooth, sensor de estacionamento, piloto automático e ajuste elétrico para o banco do condutor.

Por Mozart Artmann


A montadora Volkswagen lançou na noite da última terça-feira (17/07) os novos modelos dos populares Gol e Voyage. Os carros mantêm seus padrões estéticos clássicos, mas apresentam mudanças principalmente na dianteira e traseira.

Os preços seguem competitivos com o mercado. Mesmo com o acréscimo de acessórios, os preços subiram pouco, em menos de R$ 100. O novo Gol custa R$ 27.990 e o Voyage R$ 29.990.

O novo design dos veículos foi feito exclusivamente por profissionais brasileiros. As primeiras mudanças são para adequar os automóveis ao restante da linha mais moderna da Volkswagen do país. Os faróis, por exemplo, estão maiores e iguais ao Fox.

No interior dos carros a maior novidade fica por conta do sistema de som. A partir de agora, a conectividade faz parte do Gol e Voyage, pois ambos possuem entrada para USB, iPod, etc. Os dois automóveis têm vidros elétricos e destravamento automático do porta-malas.

A montadora garante, ainda, que os novos carros são cerca de 4% por mais econômicos em relação às versões anteriores, no caso dos motores 1.0. As versões 1.6 do Gol e do Voyage podem chegar a custar até R$ 43.490.

Por Mozart Artmann


O sedã médio J5, da JAC Motors, ganhou uma boa redução no preço, de acordo com a notícia publicada no site da montadora chinesa. Anteriormente custando R$ 53.990,00, o modelo já havia passado por um corte no preço, devido à redução da alíquota do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), e agora ganhou um novo bônus, sendo comercializado a R$ 46.990,00.

O JAC J5 é impulsionado pelo motor VVT 16V, de 1.5 litro, capaz de entregar 125 cv de potência a 6000 rpm. Gerenciado pelo câmbio manual de cinco velocidades, o bloco leva o veículo a uma velocidade máxima de 188 km/h, conforme os dados da JAC Motors.

Ele conta com uma lista completa de acessórios, que abrange duplo airbag, alarme antifurto, barras de proteção lateral, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, sensor de estacionamento traseiro, lanternas dianteiras e traseiras de neblina, regulagem elétrica de altura para os faróis e retrovisores elétricos.

Para o conforto e a comodidade dos passageiros, o J5 vem com vidros dianteiros e traseiros elétricos, bancos em veludo, ar condicionado digital, porta copos, luz de leitura, rádio com CD player, MP3 e entrada USB, seis alto-falantes e porta revistas. Já no caso do motorista, os destaques entre os itens são: o ajuste de altura para o assento, volante com regulagem e revestimento em couro, direção hidráulica e iluminação azul no painel de instrumentos.

O preço reduzido, de acordo com o site da JAC Motors, será válido até o dia 31 de julho de 2012.

Por André Gonçalves


Pronto para ser comercializado, o Elantra Coupé teve o seu preço definido pela Hyundai. A fabricante estipulou o valor do automóvel somente para os Estados Unidos e, de acordo com a versão, o veículo custará entre US$ 18.220 e US$ 21.520, cerca de R$ 37.376,00 e R$ 44.146,00. Neste valor, o frete já está incluso.

Na imprensa internacional, foi noticiado que o Elantra Coupé está com preço mais alto do que o Honda Civic, seu concorrente. No entanto, o automóvel oferece itens diferenciados, como ar condicionado, rodas de liga leve 16 polegadas, câmbio automático de seis velocidades e freios a disco nas quatro rodas.

Além disso, o Elantra Coupé também oferece como itens de fábrica os bancos dianteiros aquecidos, piloto automático, Bluetooth, sistema de som USB/MP3/CD, chaves keyless e faróis de neblina. A versão topo de linha, a SE, ainda contém teto solar elétrico, rodas de 17 polegadas, spoiler traseiro, pedais de alumínio, bancos em couro, assim como alavanca de câmbio e volante revestidos com o mesmo tecido.

O motor utilizado no automóvel é 1.8 com 151 cavalos de potência e torque de 18,1 kgfm. O câmbio está disponível tanto no manual quanto automático e tem seis velocidades nas duas alternativas.

Por Matheus Camargo

Fonte: Hyundai


Segundo dados divulgados no último mês pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a montadora Fiat continua líder de vendas no mercado de automóveis e é uma das empresas do setor com maior crescimento no mercado brasileiro.

Com carros que vão do popular ao sofisticado, a Fiat mostra que está sempre se antecipando às novas tendências do mercado, garantindo assim um público fiel.

Agora, a aposta da Fiat é em uma dupla de importados que caiu no gosto da população brasileira e está fazendo bastante sucesso: o compacto 500 e o crossover Freemont.

A demanda por estes carros está tão grande, que a empresa fez um reajuste na tabela de preços dos dois veículos, resultando em um aumento que chega a 12%.

No caso da versão Cult 1.4 do 500, que antes vendido era vendido por R$ 40.590, o novo valor divulgado é de R$ 45.460. Em relação ao Freemont, a versão Emotion (que antes custava R$ 82.470) passou a custar R$ 87.800.

Se você se interessa por alguns destes modelos, mas acha que os preços subiram muito rápido, saiba que ainda existem algumas unidades com preços especiais em algumas revendas. Basta encontrar a sua.

Por Anne A. Matioli Dias


A AutoInforme, empresa especializada em análise de mercado, divulgou uma tabela sobre o valor real praticado nas concessionárias, valor que pode ser maior ou menor do que o de tabela, pois depende da oferta e da procura dos veículos.

Vale ressaltar que esse preço real é a média dos valores encontrados em lojas de São Paulo.

Seguem alguns exemplos (de diversas concessionárias). O primeiro valor é o de tabela, enquanto o segundo é o preço real.

– Chevrolet:

  • Celta 2p 1.0 flex 5: R$ 26.008 / R$ 23.500;
  • Corsa Sedan 1.4 flex Premiun: R$ 38.082 / R$ 34.600;
  • Meriva 1.4 flex Maxx: R$ 46.682 / R$ 44.000;
  • Zafira 2.0 flex Elite: R$ 76.456 / R$ 69.000.

– Citroën:

  • C3 1.4 flex XTR: R$ 43.490 / R$ 45.000;
  • C4 Hatch 2.0 flex Excl. Sport: R$ 59.800 / R$ 61.300.

– Fiat:

  • Mille Economy 2p 1.0 flex: R$ 23.650 / R$ 22.000;
  • Strada 1.4 flex Fire: R$ 31.990 / R$ 28.000;

– Ford:

  • Courier 1.6 flex XL: R$ 43.620 / R$ 39.300;
  • Fusion 3.0 V6 SEL: R$ 103.360 / R$ 99.800;

– Honda:

  • CR-V 2.0 4×4 EXL aut.: R$ 97.380 / R$ 92.000.

– Mitsubishi:

  • L200 GL 2.5 4×4 diesel: R$ 79.990 / R$ 82.200;
  • Pajero TR4 2.0 4×4 flex: R$ 73.990 / R$ 75.000.

– Nissan:

  • Frontier CD 2.5 4×4 die. SE: R$ 101.290 / R$ 96.000;
  • Livina S 1.6 16V flex: R$ 46.490 / R$ 43.000.

– Peugeot:

  • Partner 1.6 16 V flex: R$ 41.920 / R$ 44.000.

– Renault:

  • Clio 2p 1.0 16 V flex Campus: R$ 25.300 / R$ 23.000;
  • Grand tour 1.6 16 V flex Dyn: R$ 50.660 / R$ 51.000.

– Toyota:

  • Corolla 1.8 16V flex XLi: R$ 63.570 / R$ 64.500.

– Volkswagen:

  • Fox 2p 1.0 flex:- R$ 32.405 / R$ 30.500;
  • Space Cross 1.6 flex: R$ 58.735 / R$ 55.000.

Por Christiane Suplicy Curioni


O Mini Roadster acabou de chegar ao Brasil. Trata-se do primeiro carro conversível da marca britânica a ser lançado com dois assentos. Além desse diferencial, o automóvel conta com um amplo porta-malas que comporta até 240 litros, bem como uma moderna capota que pode ser movida de forma manual.

De acordo com a montadora, o veículo conta com uma excelente propulsão, realizada pelo motor 1.6 Turbo, que atinge 122 cavalos, acelerando de 0 a 100 km/h em apenas 9,2 segundos em sua versão de partida.

Já a S Roadster, versão top de linha, conta com configurações ainda  melhores, pois apesar de possuir o mesmo motor, gera 184 cavalos de potência e atinge de 0 a 100 km/h em 7 segundos. Ambas as versões são movidas a gasolina.

Em termos de visual, o Mini Roadster se apresenta com um design esportivo, elegante e jovial. Suas linhas são arrojadas e as opções de cores são atraentes. Dentre outros atributos, o  conversível vem com itens de série como o controle de estabilidade dinâmica,  direção elétrica e controle dinâmico de tração.

No mercado brasileiro, o lançamento será comercializado pelos preços de  R$ 133.000,00 no modelo convencional e R$ 145.00,00 na versão S Roadter.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Argentina acaba de ganhar o privilégio de ter a nova Ranger nas vitrines das concessionárias da Ford. Muito em breve a picape será distribuída pelo restante da América do Sul, mas, enquanto isso, somente os argentinos poderão admirá-la através dos vidros das lojas.

Segundo informações do site Argentina Autoblog, as quatro versões já estão sendo oferecidas em uma pré-venda.  Todos os modelos colocados à venda possuem cabine dupla e motor 3.2 TDCi, com o porte de 200 cv. Os interessados podem garantir sua picape Ranger a partir de 194.900 pesos, o que equivale a R$ 77.472, para versão XLT 3.2 TDCI 4×2. A com tração 4×4, mais pesada e própria para off-road, terá um valor de 223.700 pesos, ou seja, R$ 88.920. Outras versões como a Limited 3.2 TDCI 4×4, fica por volta de 254.400 pesos ou R$ 101.124, sendo que, com a adição da transmissão automática, o preço pode chegar a 264.700 pesos (R$ 105.218).

Ainda de acordo com as novidades do blog, as caminhonetes XLT e Limited possuem seis airbags de série, embora somente a Limited tenha equipamentos de tela sensível ao toque, com cinco polegadas e GPS incluído no console central.

A pré-venda teve início em 6 de fevereiro e as primeiras unidades adquiridas devem ser entregues no final do mês de maio.

Por Jéssica Monteiro 

Fonte: Quatro Rodas


O modelos 320 e 620 da Lifan tiveram seus preços de mercado reduzidos. A versão do Hatch, que lembra bastante o MINI passou a custar R$ 27.980, já o sedã sairá por R$ 38.980. Não é um reajuste definitivo, trata-se de uma promoção válida até o final de fevereiro de 2012. A finalidade da ação promocional, além de vender, é popularizar a marca, tornando-a conhecida no Brasil. A estratégia de incentivo só tem sido possível porque os dois modelos, que são fabricados no Mercosul, não sofreram o aumento no IPI.

No ano passado, foram comercializadas 3.757 unidades de automóveis da Lifan em nosso país, entretanto, a expectativa da montadora chinesa, é que esse ano, alcance a meta de emplacar 20.000 veículos no mercado brasileiro. O desafio é grande, mas a empresa está confiante, especialmente no potencial de suas criações, além do excelente custo-benefício que oferece ao consumidor. A qualidade, padrão de acabamento e tecnologia dos veículos da Lifan são características incontestáveis e, se depender do investimento comercial, a fabricante deve se firmar no mercado nacional ainda em 2012.

Quanto aos atributos dos carros promocionais, vale citar que o 320 conta com airbag duplo,  ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, freios ABS, faróis de neblina, rodas de liga, retrovisores  elétricos  e motor 1.3 que gera 88 cavalos de potência. O Lifan 620, por sua vez, possui acendimento automático dos faróis, sensor de estacionamento, airbag duplo, freios a disco com ABS e EBD, rodas de liga leve, ar condicionado, direção hidráulica e propulsor  1.6 que atinge a potência de 106 cavalos.

Não há como negar que as duas versões são ótimas pedidas, principalmente sendo acompanhadas de um belo desconto.

Por Larissa Mendes de Oliveira


J5 da JAC Motors já chegou ao mercado brasileiro, embora o lançamento oficial deva ocorrer somente no mês de março. Na verdade, o que se vê nas concessionárias tem servido apenas de mostruário, a fim de aumentar a expectativa em torno do modelo, que sem dúvida,  é a grande investida da montadora para o ano de 2012. Os consumidores interessados já começaram a reservar o automóvel ao custo de partida de  R$ 53.900

O sedã em questão será disponibilizado com inúmeros itens de série, dentre eles ar condicionado digital, kit multimídia com rádio MP3 e entradas USB, direção hidráulica, airbag duplo e muito mais. Além desses atributos, o veículo será composto por rodas com  aro de 16 polegadas, portas com travamento automático, alarme,  sensor de estacionamento, freios ABS, vidros e retrovisores elétricos.

Mecanicamente falando, de acordo com a fabricante, o  J5 conta com propulsor 1.5  que atinge 125 cavalos de potência. Além disso, a transmissão é  manual com cinco marchas. Trata-se de um conjunto muito eficiente, capaz de chegar à velocidade limite de 188 km/h.

Espaçoso, o automóvel mede 1,46 m de altura, 1,76 m de largura  e 4,59 m de comprimento e o seu porta-malas tem capacidade de 460 litros. Como se não bastasse, o modelo dispõe ainda de itens opcionais fantásticos como banco de couro legítimo, pintura metálica e rodas de aro 17 polegadas.

Por Larissa Mendes de Oliveira


O Hyundai Veloster chega ao mercado australiano com um preço muito inferior ao mercado brasileiro. Além de já termos que pagar quase o dobro do preço (hoje, US$ 1,00 vale R$ 1,71), ainda sofremos com os impostos que incidem sobre os carros importados, que cada vez vêm aumentando seu percentual (atualmente um aumento de 25% a 28%).

O preço inicial do cupê Veloster, na Austrália é de US$ 23.990,00, o que giraria em torno dos R$ 41.226,00. O modelo mais básico do Veloster terá preços a partir de US$ 25.990,00, enquanto no Brasil, o mesmo modelo, vem ao mercado com preço inicial de R$ 75.700,00. Já no modelo mais caro do Veloster, o preço no mercado australiano gira em torno de US$ 29.990,00, enquanto no Brasil o modelo custa R$ 82.900,00.

Com as altas taxas de IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) os preços dos carros importados aumentam significativamente, essa intenção é de estimular as vendas internas do país. Só que com essa medida, o Brasil já sofreu um rombo de US$ 1,5 bi com carros dos nossos vizinhos (México).

Pesquisas na internet comparam os preços de carros no Brasil, e dos mesmos no México, Chile, e etc. A conclusão é de que nos países vizinhos ao Brasil, os preços são realmente mais baixos. Algo que gira em torno da metade do preço dos carros vendidos em terras tupiniquins.

Por Maritsa Meneses

Fontes: Notícias Automotivas, Exame


Mais moderno do que nunca, o Renault Fluence 2012 já chegou surpreendendo. Com acessórios funcionais e um arrojo singular, os especialistas afirmam que ele é um forte candidato a sucessor do incrível Mégane.

Muito bonito e versátil, o carro pode ser encontrado em duas versões: o Fluence Dynamique e o Fluence Privilége.  As versões compartilham dos mesmos atributos técnicos, porém se diferenciam no visual e em alguns opcionais que tornam o Privilége um pouco mais luxuoso, pois acrescenta GPS com controle remoto, bancos de couro legítimo, rodas aro 17, retrovisores rebatíveis e sensor traseiro para estacionamento.

Em comum, as duas versões contam com motor 2.0 Hi-Flex, a potência  atinge até 143 cavalos e sua constituição contém alumínio, o que torna o modelo 40 kg mais leve. O carro é altamente seguro, pois possui 6 airbags, controlador de velocidade e  os freios são ABS . Além da super novidade: a chave-cartão hands free (travamento e destravamento através de sensores de presença). Como se não bastasse, o modelo tem kit multimídia completo e de alto padrão tecnológico, com sistema de Bluetooth, rádio com CD e MP3, além de entrada USB.

Esses e outros itens fazem do Fluence um carro bastante completo, com desempenho satisfatório e design impecável. Isso tem feito do automóvel um verdadeiro clássico da Renault.

Toda a elegância do  Fluence já está disponível nas concessionárias por R$ 59.990,00 ou  R$ 75.990,00, a depender da versão.

Por Larissa Mendes de Oliveira


O Peugeot Hoggar é vendido no Brasil desde maio de 2010, mas suas vendas nunca foram muito boas. Ele é uma picape derivada do Peugeot 207, com características já utilizadas pelas concorrentes, como grandes faróis, conceito Maxi-cab e Step-side.

Por ser a primeira picape compacta da Peugeot, não obteve o sucesso esperado. Quando lançada, as expectativas eram de ao menos 1.200 unidades mensais. Cerca de 10% do segmento de picapes. Mas não foi isso que aconteceu. Ao invés de 10% do segmento entre as picapes compactas, o Peugeot Hoggar obteve, no ano de 2011, apenas  2,26% de participação no mercado.

Então a última estratégia da Peugeot para aumentar as vendas é de diminuir o preço, dando um super desconto para as versões 1.4 X-Line, anunciada por R$ 31.400 e vendida por R$ 28.990, e 1.6 Escapade, anunciada por R$ 44.250 e à venda por apenas R$ 39.981. A estratégia também conta com o “Hoggar Pack” na tentativa de agradar o consumidor, que nada mais é do que um pacote personalizável exclusivo do comprador.

A aposta é que, com tempo e insistência, o Hoggar da Peugeot ganhe espaço no mercado de picapes compactas. Mas a estrada pode ser longa e difícil para a marca, já que suas concorrentes estão nessa batalha por colocação no mercado há algum tempo.

Por Ramon

Fonte: Car and Driver Brasil


Ter um veículo novo, com bom desempenho e diferente da maioria é o desejo que move a maior parte dos motoristas que correm atrás das novidades automobilísticas. O problema é que várias pessoas podem ter a mesma ideia ao mesmo tempo, e aí ela já não é mais tão original quanto parecia. Quando se trata de comércio, outro empecilho surge: a lei da oferta e da procura, que inflaciona qualquer produto cujas vendas sejam bem sucedidas.

Chegou recentemente ao Brasil o mais chamativo lançamento de final de ano da Hyundai, o Veloster. O carro, que tem aparência original e moderna, impressionou ao apresentar o design inovador com três portas. A quebra brusca de padrões estéticos poderia resultar em grande rejeição por parte do público brasileiro, mas a jogada, embora arriscada, deu certo. O esportivo caiu rapidamente no gosto do consumidor, tornando-se sucesso com uma velocidade inesperada. 

Para os primeiros proprietários (que encomendaram o veículo antes que ele chegasse às concessionárias) a novidade custou cerca de R$ 63 mil, mas a procura em nível inesperado “turbinou” os preços e hoje é possível encontrar o Veloster sendo comercializado por mais de R$ 80 mil (na versão com teto solar).

Para os que estiverem dispostos a desembolsar uma quantia maior ainda tentando conseguir um exemplar mais raro, a Hyundai promete a versão branca do esportivo, por um acréscimo de R$ 5 mil.

Pois é, dirigir com estilo custa caro. Mas a julgar pela alta contínua dos preços, os consumidores continuam achando que vale a pena.

Por João Gabriel de Lima


A JAC Motors reduziu os preços da minivan J6, cujos valores agora partem de R$ 55.900 para a versão de 5 lugares, e de R$ 57.900 para o modelo com capacidade para 7 pessoas, também conhecido como Diamond. Os preços praticados eram de R$ 58.800 e R$ 59.800, respectivamente.

A J6 é fabricada na China e traz uma lista de acessórios recheada, composta por rodas de alumínio aro 16; duplo airbag; freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem; direção hidráulica; ar condicionado digital; vidros elétricos na dianteira e na traseira; retrovisores elétricos; volante multifuncional e em couro; regulagem elétrica de altura para os faróis; e sensor de estacionamento.

Outros destaques são: os bancos de veludo e individuais na 2ª e na 3ª fileiras (no caso da versão Diamond), o porta-malas com capacidade para 720 litros (na versão de 5 lugares) e o sistema de som com rádio AM/FM, CD player, entrada USB e seis alto-falantes.

Ambas as versões são impulsionadas pelo motor DOHC 16V 2.0, que entrega 136 cv de potência, acoplado ao câmbio manual de 5 velocidades, permitindo à minivan alcançar uma velocidade máxima de 183 km/h, segundo os dados da JAC Motors. 

De acordo com o site da montadora chinesa, os valores serão válidos até o final do mês de novembro.

As cores disponíveis são as sólidas (Branco Ártico e Preto Clássico) e as metálicas (Prata Imperial, Azul Pacífico, Cinza Mercúrio e Vermelho Rubi). No caso das metálicas, é preciso adicionar R$ 1.390 ao valor final.

Por André Gonçalves


Pouco a pouco, as montadoras começam a embutir nos preços dos seus automóveis importados, comercializados no Brasil, a nova alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os carros produzidos no exterior, que foi aumentada para 30%, conforme medida adotada pelo Governo Federal.

Muitas delas estão repassando os reajustes de forma escalonada, como é o caso da Kia Motors, que divulgou a sua nova tabela de preços, com um aumento médio de 8,41%, para os valores que serão praticados até o dia 31 de outubro. Segundo a fabricante sul-coreana, novos reajustes devem ser divulgados nos meses de novembro e dezembro.

Para o modelo mais barato da marca vendido atualmente no país, a nova geração do Picanto, lançada recentemente, o reajuste foi de 12,46%, uma vez que ele custava anteriormente R$ 34.900 e passa a ser comercializado por R$ 39.900, na versão básica. A versão top de linha teve o preço sugerido alterado para R$ 49.900.

No caso do Soul, os novos preços são de R$ 59.900, no modelo de entrada, e R$ 69.900, na versão mais equipada, enquanto para o Cerato, modelo mais vendido da Kia no mercado nacional, a nova tabela é de R$ 59.400 no sedã médio mais barato, e de R$ 89.900 na versão esportiva, Cerato Koup, uma variação média de 10,15%.

Já os preços para os utilitários esportivos Sportage e o Sorento partem, respectivamente, de R$ 88.900 e R$ 98.400.

A nova tabela de preços para toda a gama da Kia está disponível no site www.kiamotors.com.br

Por André Gonçalves


O Ford New Fiesta Hatch, novidade da marca norte-americana para o mercado brasileiro, vai custar a partir de R$ 48.950.

O modelo, que é produzido no México, será oferecido em três versões, todas equipadas com o mesmo conjunto mecânico. O motor é o Sigma 1.6 16V, bicombustível, que entrega 110 cv quando movido a gasolina e 115 cv de potência se abastecido com álcool, e um torque máximo de 16,2 kgfm. Acoplado ao câmbio manual de 5 velocidades, o propulsor gera uma velocidade máxima de 190 km/h.

A versão de entrada do New Fiesta Hatch vai contar com rodas de liga leve de 15 polegadas; ar condicionado; computador de bordo; alarme; rádio com CD, MP3 e 6 alto-falantes; direção elétrica; e acionamento elétrico para travas, espelhos retrovisores e vidros, entre outros itens.

O modelo intermediário, cujo preço sugerido é de R$ 51.950, acrescenta ao pacote anterior itens como duplo airbag; assistente de partida em rampas (Hill Holder); controle de estabilidade; freios ABS; e o sistema multimídia Sync, em português, que entre outras funcionalidades, permite utilizar o comando de voz para fazer ligações no celular, enviar mensagens e procurar músicas.

Já a versão top de linha vem equipada com todos os acessórios citados anteriormente, além de rodas de liga leve aro 16, faróis de LED, bancos revestidos em couro, retrovisores externos com aquecimento e luzes de direção, e 7 airbags. Ela será vendida por R$ 54.950

Por André Gonçalves


Prestes a ser substituída pela nova geração, que deve chegar às revendedoras da Fiat no mês de novembro, a versão atual do Palio está sendo oferecida com descontos nos preços em algumas concessionárias da Grande São Paulo. O bônus, de acordo com o Jornal da Tarde, pode chegar a um valor superior a R$ 3.000.

O Palio Attractive 1.4 2011, adicionado de itens como acionamento elétrico para travas e vidros, ar condicionado e direção hidráulica, cujo preço sugerido pela montadora italiana é de R$ 38.897, está saindo a R$ 35.700 em uma das lojas pesquisadas. O modelo tem sob o capô o motor flex 8V, que entrega 86 cv de potência e 12,5 kgfm de torque, quando movido a álcool, acoplado ao câmbio manual de 5 velocidades. De série ele traz brake light, computador de bordo, para-choques na cor da carroceria e volante com regulagem de altura.

Já o Palio Essence 1.6 2011, com pintura metálica, está sendo vendido a partir de R$ 38.900. Nesta configuração está presente o propulsor bicombustível de 16 válvulas, capaz de gerar 117 cv de potência e 16,8 kgfm de torque (com etanol), associado à transmissão mecânica de 5 marchas. Ele sai de fábrica com rodas de aço aro 15, direção hidráulica, vidros elétricos, faróis de neblina, travas elétricas e spoiler na traseira.

Outro modelo oferecido com descontos é o Palio Fire Economy 1.0. Na versão de duas portas, o preço é de R$ 24.800, enquanto a versão de quatro portas sai a R$ 26.500.

Por André Gonçalves


O March, novo compacto da Nissan, foi lançado oficialmente no mercado brasileiro. O modelo, que é importado do México, chega custando a partir de R$ 27.790, e é a aposta da marca japonesa para entrar na briga pelo segmento de carros populares do país.

A versão básica tem sob o capô o motor 1.0 flex, de 16 válvulas, que entrega 74 cv de potência máxima e torque de 10 kgfm. De série, ele traz computador de bordo, duplo airbag, banco com ajuste de altura (para o motorista), rodas aro 14 e conta-giros. Acrescentando R$ 700, é possível adicionar desembaçador e limpador traseiro, e calotas, entre outros itens, que configuram a versão March 1.0 Plus.

A linha equipada com o bloco 1.0 tem ainda as versões March 1.0 Confort, com preço sugerido de R$ 31.990, e que acrescenta acessórios como direção elétrica e ar condicionado ao pacote anterior; e o March 1.0 S, adicionado de controles elétricos para o acionamento das travas, dos espelhos retrovisores e dos vidros, que custa R$ 33.390.

Completando a família, aparecem os modelos equipados com o motor 1.6 16V, também bicombustível, capaz de gerar até 111 cv de potência e 15,1 kgfm de torque. O March 1.6 S, com pacote de itens parecido ao do 1.0 S, sai por R$ 35.890, enquanto o March 1.6 SV, com alarme, som 2 DIN e rodas de alumínio aro 15, custa R$ 37.990. Já o March 1.6 SR, cheio de detalhes esportivos, será comercializado por R$ 39.900.

Por André Gonçalves


As versões 2012 da família 207, da Peugeot, já estão disponíveis nas concessionárias da marca no país. Os novos modelos, nas carrocerias hatch, sedã e perua, ganharam alterações estéticas e itens de série diferenciados.

No visual, as novidades são as barras de proteção na cor da carroceria (exceto na versão Escapade) e os frisos laterais com detalhes cromados, a partir da versão XRS, que também ganhou lanternas traseiras com fundo de alumínio. Internamente, todos os modelos têm novos revestimentos para os bancos e painel de instrumentos com fundo branco.

Algumas das novidades presentes nas versões XRS são: sensor de chuva e crepuscular, computador de bordo e novos comandos para os vidros elétricos. Na linha XR, novos acessórios também se fazem presentes. Ambas as versões são equipadas com o motor Flex 8V 1.4, que gera 82 cv de potência (com etanol).

O 207 HB 2P XR, com preço sugerido de R$ 35.790, é o novo modelo de entrada da família. Já o 207 HB 4P XR sai por R$ 37.790. Os outros preços ficaram assim: 207 HB XRS 4 portas: R$ 40.490;  207 SW XR: R$ 41.490; 207 Passion XR: R$ 40.790; e 207 Passion XRS: R$ 43.790.

Por André Gonçalves


O novo sedã da Honda está chegando às concessionárias do Brasil. Fabricado no Japão (de onde importamos o nosso modelo) e também no México, o Honda Accord chega com uma concepção de preço não muito adequada à nossa realidade, se levarmos em conta o que ele tem para oferecer.

Aqui, sem os incentivos fiscais de que gozava quando então vigorava o acordo fiscal Brasil/México, o Accord terá um preço inicial em torno de R$ 99,8 mil, na versão 2.0. Ou seja, o consumidor final pagará pelo modelo (sem os incentivos) 35% a mais, percentual que antes representava a alíquota de importação.

Em compensação, o novo Honda é um sedã relativamente básico, pois só encontraremos itens como sistema de som avançado, opções de seis airbags e controle de tracionamento no modelo V6, mas com o custo de R$ 134 mil.

Portanto, fazendo uma comparação simples, melhor seria optar por veículos como o Ford Fusion ou o Chevrolet Malibu, que na mesma categoria possuem preços e configurações bem melhores.

Por Alberto Vicente


A chegada de novas marcas ao mercado brasileiro de automóveis, principalmente as chinesas, tem causado uma série de reduções de preços em modelos já bastante conhecidos do público. Um dos últimos a passar por esta situação é a minivan Chevrolet Zafira, cujos preços de todas as versões, equipadas com o motor Flexpower 2.0, de 133 cv (gasolina) ou 140 cv (álcool), foram reduzidos, em média, em R$ 4.500.

A versão de entrada, Zafira Comfort, que custava R$ 64.559, agora pode ser encontrada a R$ 60.169 (valor sugerido). Ela vem com câmbio manual, chave Keyless, direção com proteção contra impactos, rodas de aço aro 15, acelerador eletrônico, ar condicionado digital e rádio com CD/MP3, USB e Bluetooth. A Zafira Expression, versão básica com câmbio automático, airbag e piloto automático, teve o preço reduzido para R$ 64.558.

O modelo intermediário, Zafira Elegance, equipado com rodas de alumínio aro 16, freios ABS com EBD, bancos com descanso para os braços e retrovisor eletrocrômico, está custando R$ 69.861. Já a versão top de linha, Zafira Elite, que tem computador de bordo, volante multifuncional, mesinhas dobráveis na traseira dos bancos e revestimento em couro, pode ser encontrada nas concessionárias pelo preço de R$ 75.475.

Fonte: Chevrolet

Por André Gonçalves


As primeiras unidades do novo Volvo XC60 T5 devem chegar às concessionárias brasileiras da marca durante o mês de junho. Uma das principais novidades na nova versão do crossover sueco é no preço, que cairá cerca de R$ 23.000 em relação ao modelo T6 vendido atualmente.

Para chegar ao valor de R$ 119.900, para a versão de entrada, certamente alguns itens de conforto presentes no T6 não farão parte da lista. Mesmo assim, os acessórios especulados para o T5 não deixam a desejar. Alguns dos itens cogitados para equipá-lo são ar condicionado automático, piloto automático, seis airbags e os sistemas de segurança City Safety (para evitar colisões em baixas velocidades) e Blis (detector de pontos cegos longe do alcance do condutor), além das barras de proteção lateral e do Volvo On Call.

Na versão mais cara, que vai custar R$ 136.900, alguns dos itens cogitados são teto panorâmico, bancos em couro natural e com aquecimento, sensores de estacionamento e chuva, rodas de liga leve aro 18 e volante com acabamento em alumínio.

Ambas terão sob o capô o motor turbo 2.0, que desenvolve 240 cv de potência, acoplado ao câmbio automático de seis velocidades. A tração é somente na dianteira.

Por André Gonçalves


As concessionárias Audi, no Brasil, já começam a receber as primeiras unidades do novo modelo hatch da fabricante: o Audi A1.

A principio serão recebidos os 600 veículos já encomendados no período da pré-venda, e a expectativa é de que, em média, sejam comercializadas 6.500 unidades do veículo.

O carro esporte terá faróis de xênon plus, luz de LED (nas lanternas traseiras, teto e portas), volante de couro, Bluetooth, entrada para mp3 player e iPod, sensor de chuva, alarme, ar-condicionado, sensor de luz, computador de bordo, entre outros itens de série.

Como opcionais, o carro conta com o recurso keyless-go (o condutor liga o carro através de um botão, sem precisar usar a chave), teto solar panorâmico, piloto automático e sistema de sensor de estacionamento.

Com velocidade máxima de até 203 km/h, o carro atinge de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos. O Audi A1 vem equipado com motor 1.4 TFSI, com potência de 122 cavalos. Apesar de ser um carro potente, é bastante econômico, em termos de consumo de gasolina, rodando 15,4 km/litro (na cidade) e 21,7 km/litro (na estrada).

O Audi A1 será vendido pelo preço de R$ 89.900,00.

Por Andrea Gomes


Quem sonhava em comprar um modelo da francesa Peugeot, mas não observava facilidades financeiras para isso, agora não tem do que se queixar. Modelos como o 207, o 307, o Hoggar e Partner Passeio neste mês de maio serão vendidos a preço de fábrica na promoção da Peugeot que é válida para todo o Brasil.

Por exemplo: o simpático 207 XR 1.4 vai custar neste mês R$ 31.539,37 em sua versão Hatch. Já na versão Passion vai sair a R$ 36.198,30. A funcional picape Hoggar custará R$ 29.870,34, também na configuração XR 1.4. O modelo 307 16V 1.6 Presence vai sair a R$ 46.211,06.

E para quem ainda não pode bancar seu sonho à vista, a montadora francesa também preparou condições especiais em financiamentos. Na modalidade de 12 meses a 24 meses, com 40% de entrada, a taxa de juros ficará em 1,29%. Nos prazos de 36 a 48 meses, com a mesma entrada, a taxa ficará na casa dos 1,35%.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


Com previsão de chegar às concessionárias um pouco mais em conta, com um preço de entrada na faixa dos R$ 79.990,00 (conforme anúncio da própria empresa nas redes sociais), o Volvo C30 é uma linha robusta e arrojada,  concebida em estilo sueco. Trata-se de uma nova versão de um modelo já consagrado desde 2009, com motor 2.0 e 145 cavalos de potência, mais câmbio manual, freios ABS, airbag duplo (versão básica).

O C30, por um lado, foi elogiado por ser uma opção considerável em termos de conforto, simplicidade e design agradável, embora por outro lado tenha dado vazão para a crítica tecer comentários que destacavam a relativa falta de comodidade no que se refere à dirigibilidade, por conta “das dinâmicas de manipulação” do seu pedal de freio e da direção.

O veículo é oferecido no mercado com outras opções de preço, um pouco mais elevado, dependendo de alguns itens que estejam inclusos. Assim, o preço de versões não básicas pode chegar a até R$ 109.990, para o modelo top de linha T5 automático.

Por Alberto Vicente


O Hyundai Elantra tem previsão de estrear no Brasil ainda no primeiro semestre de 2011. A cada dia, surgem mais detalhes sobre o novo sedã médio, que chegará para concorrer no mercado nacional.

As últimas novidades são referentes aos preços e aos itens de série, que estão sendo divulgados em alguns sites especializados. De acordo com as informações, o modelo estará à venda em quatro opções de configuração, nas cores preto ou prata. A versão de entrada, com câmbio manual de seis marchas, terá o preço sugerido de R$ 68.700. O mesmo modelo, com transmissão automática, sairá a R$ 73.100. A versão intermediária, com bancos elétricos de couro, oito airbags e controle de estabilidade, vai custar R$ 78.600. Já para a versão top de linha, com teto solar, dentre outros adicionais, o preço é R$ 81.200.

A lista de itens de série, comum em todas as versões, tem direção hidráulica, câmera de ré, faróis com acendimento automático, rodas aro 17, trio elétrico, sensor de chuva, ar condicionado automático de duas zonas, sistema de som completo (com diversas conexões) e freios ABS, dentre outros. O motor 1.8, a gasolina, de 148 cv de potência e tração dianteira, também será compartilhado.

Por André Gonçalves


Uma perua de estilo moderno, design atual de linhas funcionais que garantem boa apresentação, razoável e espaço interno bem equilibrado, a Spacefox da Volkswagen atua bem em seu segmento de mercado.

No entanto hoje em dia a competição é acirrada e a concorrência é grande, além da motorização, segurança e conforto é necessário oferecer também preço acessível para cativar o consumidor. E justamente visando uma maior competitividade, a Volkswagen fez algumas mudanças e um reposicionamento das versões da linha com redução de alguns equipamentos, o que gerou novos preços para as três versões da perua.

A versão de entrada é a 1.6 l que vem com direção hidráulica e chave canivete entre outros itens de série e sai a R$ 44.290. A versão do meio é a Trend que já vem de série com ar condicionado e também direção hidráulica com preço a partir de R$ 49.390. Com mais R$ 2.700 o câmbio passa a ser o I-motion automático. E a versão top de linha, batizada de Sportline é mais completa e conta, entre outros itens de série, com freios ABS, sensores de chuva, airbag e parte de R$ 55.930 e com o câmbio automático I-motion o preço passa para R$ 58.630.

Por Mauro Câmara

Fonte: Uol


A montadora japonesa Nissan anunciou neste início de semana informações sobre a família Tiida 2012. Como já era se de esperar, os novos modelos agregam mudanças internas e externas e chegam ao Brasil em quatro versões, três Hatch e uma Sedan.

Por R$ 50.999, a montadora dispõe o Tiida Hatch 1.8 S MT (transmissão manual) com rodas de liga leve aro 16. A versão 1.8 SL será comercializada, por sua vez, com transmissão manual ou automática, além de para-choques com design mais esportivo e na cor do carro. A SL MT sai das concessionárias por R$ 56.190 e a SL AT por R$ 60.290.

O Tiida Sedan passa a contar com itens vistos apenas na versão anterior do hatch. Trata-se do ajuste de altura do banco do motorista, cuja versão tem preço sugerido de R$ 44.500.

No interior dos veículos o chamariz começa justamente pelo painel de instrumentos, com comandos de fácil operação. Todas as versões 2012 apresentam direção com assistência elétrica e ajuste de altura do volante.  O Sedan, em especial, conta com retrovisores e vidros dianteiros e traseiros elétricos, ar condicionado manual, sistema de rádio com função MP3, travamento automático das portas e alarme com acionamento por controle remoto.

A versão Hatch possui todas as características destinadas à versão Sedan, mas passa a contar, ainda, com revestimento dos bancos em couro, ar condicionado digital e automático, teto solar elétrico e sistema de freios ABS.

A família Tiida tem em seu favor o motor 1.8 16V Flex capaz de gerar 126 cavalos de potência ao ser abastecido com etanol e 125 cavalos de potência se aprovisionado com gasolina.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Nissan (Assessoria de Imprensa)


A fabricante Toyota divulgou em seu site, na última sexta-feira (1° de abril), a tabela de preços sugeridos para seus carros, entre eles o Corolla. A versão XLi 1.8 flex ano-modelo 2011-2012, de transmissão manual, tem valor estabelecido entre R$ 62.674 e R$ 63.750, diferença que depende da região em que o carro é vendido. Os preços na versão automática variam de R$ 66.160 a R$ 67.750.

O Corolla GLi 1.8 flex ano-modelo 2011-2012, de transmissão manual, sai das concessionárias numa faixa de preços de R$ 65.681 a R$ 67.070. A versão com transmissão automática apresenta variação de R$ 69.082 a R$ 70.570.

O Corolla XEi 2.0 flex ano-modelo 2011-2012, com tipo de transmissão automática, está com preço sugerido de R$ 75.106 até R$ 76.770. No mesmo tipo de transmissão, o Corolla Altins 2.0 flex ano-modelo 2011-2012 sai por R$ 84.636, com máximo praticado de R$ 86.570.

Para todos esses modelos, a pintura perolizada ou metálica acresce R$ 930 no valor do veículo.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Produzido no México o sedã Sentra da Nissan é um carro visualmente elegante, de linhas compactas, mas bem distribuídas e aspecto moderno e cosmopolita e tem alcançado bons resultados nas vendas no mercado nacional. E a linha 2012 do modelo já está à disposição no país. Sem mudanças no quesito motorização, pois os propulsores continuarão a ser o 16 v de 2.0 Litros que produzem até 143 CV de potência em todas as versões da nova linha 2012 do sedã.

Na nova linha do modelo continuará sendo oferecida a versão com transmissão CVT automática. Como novidade nesta linha 2012 conta-se somente a nova opção de cor, o branco perolizado e para a versão 2.0 S o sistema que dispensa chave para ligar o motor e abrir o carro, chamado de I-Key ou chave inteligente.

Oferecido em um total de quatro versões o Sentra 2012 tem os seguintes preços: R$ 54.990 para a versão 2.0, R$ 60.290 para a versão com câmbio CVT, a 2.0 CVT, R$ 64.290 para o modelo Sentra 2.0 S e finalmente R$ 71.990 para o Sentra 2012 2.0 SL.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


A montadora alemã Audi normalmente prima por fabricar modelos luxuosos nos quais a elegância talvez seja seu maior diferencial. Com seu DNA consegue levar até para os modelos essencialmente esportivos essa mistura fascinante de elegância, luxo e esportividade.

E o novo exemplo disso é o superesportivo R8 GT 2012 que mantém em seu design o equilíbrio entre a esportividade extrema e a elegância do visual constituído de linhas fortes, robustas e aerodinâmicas de carro de corrida, não fosse ele inspirado em um modelo da Audi fabricado especialmente para competições.

A tradição da mecânica privilegiada também está presente no propulsor 5.2 L V10 que foi adaptado para produzir 560 Cv de potência (mais potente do que os propulsores de seu parente próximo o Coupê R8). Aliado a esse conjunto mecânico vem o câmbio sequencial R Tronic manual e todo o conjunto pode levar o modelo a um arranque de 0 a 100 Km/h em somente 3,6 segundos, e atingindo a velocidade máxima de 320 Km/h.

Nos Estados Unidos, onde a comercialização do modelo será limitada a 99 exemplares dessa máquina, de um total de apenas 333 unidades a serem fabricadas para comercialização mundial, esse esportivo teve seu preço fixado em US$ 196.800, equivalente a cerca de R$ 325 mil.

De acordo com sites especializados, para o mercado brasileiro poderá ser destinado um número bem menor de exemplares do R8 GT, cujo valor também deverá ficar bem alto. Talvez o dobro do preço praticado nos Estados Unidos em função das taxas e impostos brasileiros.

Por Mauro Câmara

Fonte: Auto Estrada


A família Livina apresenta modelos com espaço interno grande, potência e desempenho com consumo reduzido e ampla visibilidade, também possui portas maiores que facilitam a entrada das cadeirinhas de bebês e crianças menores de dez anos no banco traseiro.

Os modelos chegam com acabamentos cheios de detalhes, como porta-luvas grande e 19 porta-objetos no Grand Livina, 11 no Livina e também no X-Gear.

Estão disponíveis cinco versões do Nissan Livina, todas com combustível flex. O modelo mais acessível sai por R$ 43.990. O X-Gear chega em duas versões com molduras pretas nas caixas de rodas e laterais inferiores que formam uma peça única ao chegar nos para-choques e tem preços a partir de R$ 53.290. O Gran Livina também chega em duas versões e possui flex fuel; além de apresentar o para-choque na cor do veículo. Seu preço inicial é de R$ 62.290.

A Nissan está no Brasil há 10 anos e possui fábrica em São José dos Pinhais, no Paraná, onde tem produção da picape Frontier, Livina, Grand Livina e X-Gear. A montadora tem 95 concessionárias por todo o país e ainda importa os modelos Tiida Hatch, Tiida Sedan e o Sentra.

Por Danielle Vieira


Os revendedores autorizados de todo o país já estão com o novo modelo do sedan Corolla, da Toyota, em suas dependências, porém aguardam autorização da montadora para exibi-lo e comercializá-lo, algo que só deverá acontecer ainda após o dia 28 de março.

O preço cogitado para o modelo XEi (que é o que por enquanto tem sido alocado para as concessionárias, aguardando a hora de ser exposto e vendido) chega aos 77 mil reais.

Quem conhece a franquia desse carro garante que vale a pena adquirir o novo modelo.  Trata-se de um veículo que possui alto índice de satisfação do cliente. Além disso, ele virá com câmbio automático e motor 2.0. Outros modelos chegarão às lojas até o desenrolar do seu lançamento oficial.

Segundo informações da imprensa automotiva, os modelos que estão para chegar às lojas serão o Xli (a um preço médio de R$ 66.800 a R$ 70.960, dependendo do tipo de câmbio), o Gli e o Altis, que promete ser uma espécie de top de linha dos modelos Corolla (custará cerca de R$ 89.300).

Por Alberto Vicente


Mesmo com a crise econômica, ser a primeira potência do mundo e um dos maiores mercados consumidores do planeta tem suas vantagens. De acordo com sites especializados, enquanto no Brasil os interessados em comprar um Kia Sportage, crossover sofisticado e de desenho robusto e elegante da montadora coreana, precisam encarar uma fila de espera que pode durar até quatro meses, e pagam pelo modelo, em sua versão mais simples (câmbio manual), algo em torno de R$ 83.900, os consumidores norte-americanos já têm à disposição o novo Kia Sportage com nova motorização, o SX que no equivalente em reais sai por R$ 43.000 com tração na dianteira e por R$ 46.000 com tração integral.

A versão SX do Sportage norte-americano tem seu grande diferencial na motorização, com propulsor GDI com injeção direta e turbo e que pode produzir 260 Cv de potência.

Na comparação com o modelo vendido no Brasil, o SX produz 94 Cv a mais do que o propulsor 2.0 aspirado que equipa o Kia Sportage brasileiro. Além disso, o SX recebeu uma suspensão mais firme que aumenta o desempenho aliado à nova potência de seu propulsor.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


Foi lançada no dia 28 de fevereiro a nova linha de minivans C4 Picasso e Grand C4 Picasso da Citroën. Os modelos ganharam pequenas mudanças na aparência, além da garantia que agora é de três anos.

O C4 Picasso ganhou lanternas traseiras mais escuras, enquanto o Grand C4 Picasso foi equipado com faróis com luzes de lente branca e a de posição, em LED. Os dois carros possuem rodas de 17 polegadas e as maçanetas vieram cromadas. O espaço interno de ambos não passou por nenhum radicalismo, apenas o revestimento dos bancos teve alguma diferença em relação à versão anterior.

Itens opcionais bem pouco, para não dizer quase nada: somente teto solar panorâmico para o Grand C4 Picasso.

O C4 Picasso e o Grand C4 Picasso serão vendidos nas concessionárias Citroën a partir de R$ 78.490 e R$ 91.990, respectivamente.

Por Andrea Gomes

Fonte: Webmotors


Exercendo bom papel na economia em 2010, o segmento de automóveis não deve repetir os bons números em 2011, tanto no quesito compra como despesas para mantê-los. Informações divulgadas pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio) assinalam que o custo para comprar um veículo ou motocicleta novos avançou 0,81% e 0,68%, respectivamente, entre dezembro e janeiro. De acordo com o Índice de Preços no Varejo (IPV), a alta se deve à chegada dos novos modelos nas concessionárias.

Ao transitar pelas ruas com carro novo, seminovo ou usado, acidentes de trânsito são quase uma tendência. Diz o senso comum que veículo zero atrai colisões. Independente dessas citações, o valor para refazer pintura ou desamassar alguma parte do utilitário subiu 1,44% de dezembro para janeiro, índice parecido com a alta exercida sobre os preços dos acessórios: 1,67%.

Enquanto os pontos de vista anteriores passam a rondar o bolso dos consumidores, outro fator que tem exercido papel negativo é o etanol, pois desde o ano passado sua rentabilidade perante a gasolina tem caído. De janeiro a dezembro, por exemplo, o custo do derivado da cana-de-açúcar cresceu 3,77% nos postos, incidindo também na alta da gasolina, que em sua composição abrange 20% do álcool.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A JAC Motors, grande montadora chinesa, chega ao Brasil nesse ano pronta para arrebentar no crescente mercado de automóveis no país. Ela pretende fazer do Brasil o segundo maior mercado da fábrica, somente após a China. Para isso, ela fez 242 modificações no seu primeiro modelo a ser vendido no país, o J3, nas versões hatch e sedã, para que ficasse ao gosto do público brasileiro.

O automóvel possui design italiano, motor 1.4VVT e 16V. É equipado com volante hidráulico, airbag duplo, suspensão traseira independente e freios ABS. A montadora ainda oferece 3 anos de garantia.

A próxima mudança da fábrica será implantar o motor flex no J3. As vendas do carro no país começam no dia 18 de março nas 46 revendedoras distribuídas em pontos estratégicos. O modelo hatch será vendido a R$37.990,00 e o sedã, a R$39.990,00.

Por Flávia Yoshitani


Entre lançamentos, reestilizações e versões especiais as montadoras aquecem a briga nos diversos segmentos do mercado de automóveis. E no nicho dos sedãs a briga promete ser boa em 2011 com a chegada do Peugeot 408 e a futura reestilização do Toyota Corolla prevista ainda para este ano.

E a Honda, dona do segundo colocado no ranking de vendas, o Honda Civic, também tem seus trunfos e está lançando no mercado brasileiro uma série especial chamada Honda Civic LXL SE. Mantendo a elegância e fluência das linhas do design original do sedã, que em seu visual nesta edição especial, não sofreu qualquer tipo de mudança, a série especial lançada agora prima por mais equipamentos interessantes compondo o conjunto de um carro moderno, confortável e que alia a estas características, além de beleza, muita classe.

Alguns dos itens presentes nesta série são sensores de estacionamento, direção com assistência elétrica, freios tipo ABS com EBD, retrovisores elétricos, entre outros itens de funcionalidade e beleza que aumentam o luxo e o requinte do modelo.

O motor permanece o mesmo, um 1.8 Litros 16V tipo flex que pode produzir 140 Cv de potência quando alimentado com álcool e 138 Cv quando o combustível for gasolina.

Os valores partem de R$ 67.430 na versão com transmissão manual de cinco velocidades e tecido no revestimento. Com a transmissão automática o preço vai a R$ 72.165. Já na versão com o opcional revestimento interno em couro a configuração com câmbio manual custa R$ 69.085 e a com transmissão automática fica por R$ 73.885.

Por Mauro Câmara

Fonte: Honda


Elegante no desenho e cheio de classe no estilo, como é hábito dos modelos  da Peugeot, o novo sedã 408 teve confirmado para os últimos quinze dias do próximo mês de Março o início de suas vendas no Brasil e também os valores que serão praticados para sua aquisição. E reside justamente neste item um diferencial da marca para aumentar suas vendas neste segmento de automóveis.

Mais barato que seus concorrentes diretos, o 408 tem seu preço mais baixo na versão Allure com câmbio manual partindo de R$ 59.500. Valor abaixo do atual líder da categoria, o Toyota Corolla. Mas a montadora não quer proporcionar apenas um preço mais competitivo, quer também oferecer itens que sejam diferenciais e que pesarão a favor do seu modelo, entre os quais estão: maior conforto e espaço interno, e maior capacidade no porta-malas com 526 litros, além de equipamentos de série interessantes como freios ABS e ESP.

Quanto à motorização o propulsor será um 2.0 Litros versão flex 16V, que pode gerar 151 Cv de potência quando movido a etanol e poderá agregar tanto uma transmissão automática de cinco velocidades quanto vir na configuração de câmbio automático AT8.

Para os últimos seis meses deste ano a montadora prevê que a versão top de linha já estará equipada com um motor 1.6 Litros turbo high pressure, que em conjunto com um câmbio sequencial de seis marchas poderá atingir até 165 Cv de potência. Dividido em três versões o novo 408, como já dito, parte de R$ 59.500 na versão Allure e tem seu preço mais alto na versão Griffe automático que custa R$ 79.900.

Por Mauro Câmara


Foi exibido no dia 31 de janeiro, na cidade de Porto Alegre, os modelos 2012 dos veículos Celta e Prisma da General Motors. Segundo a revista eletrônica Auto Esporte, foram feitas poucas mudanças se comparado à linha 2011 e o maior destaque fica por conta do espaço interno.

Os valores do Celta 2012 giram em torno de R$ 26.115 (básico de 2 portas) a R$ 29.364 (completo e com 4 portas); já os valores do Prisma 2012 são: R$ 31.344 para o modelo 1.0 e a versão 1.4 sai por R$ 32.150.

Os modelos 2012 já vêm com o novo símbolo da GM que atualmente pode ser conferido no Vectra e Agile. Confira as fotos no twitter da Chevrolet Brasil.

Por Andrea Gomes


Um carro elegante, robusto, que como quase todos os modelos da montadora norte-americana Chrysler conferem status ao seu proprietário. Esse é o novo modelo 300C que deverá chegar ao mercado brasileiro no final deste ano.

Tradicional e famosa por fabricar modelos luxuosos, neste novo 300C a montadora mantém seu estilo clássico e requintado fabricando um carro de desenho sóbrio, equilibrado e acima de tudo elegante. Mas enquanto o Chrysler 300C não chega aqui no Brasil é provável que ele faça suas primeiras aparições públicas no Salão do Automóvel de Detroit que se iniciou no dia 10 e vai até o dia 23 de Janeiro. E para o mercado norte-americano a montadora já divulgou as versões e preços que serão praticados.

O novo Chrysler terá quatro versões e dois tipos de motorização. A versão de entrada contará com propulsor Pentastar V6 e transmissão automática de cinco velocidades, partindo de US$ 27.995. Além da boa potência de 242 CV vários bons itens de série lhe dão bons níveis de segurança e conforto. A segunda versão, o 300 limited utiliza a mesma motorização da anterior e parte de US$ 31.995, contando com outros itens de série que não entram na primeira versão.

Compondo as duas versões finais a diferença está nos motores que nestas versões utilizam conjuntos 5.7 V8 HEMI que geram generosos 363 Cv de potência e podem vir com tração traseira ou integral. O modelo com tração integral sai por US$ 41.145 e com tração traseira US$ 38.995. Os itens de série destas duas versões são os mesmos de um pacote de opcionais, o Luxury Group, que também podem equipar a última versão dos modelos que utilizam o motor Pentastar V6.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


A nova Montana veio para surpreender e conquistar com design moderno e robusto, tecnologia e conforto que só a pickup Montana poderia oferecer. Com maior espaço interno, proporciona maior conforto, e, no exterior, maior capacidade de carga com a nova suspensão e maior altura livre do solo.

A Montana está disponível em duas versões, a LS e a Sport. A LS, muito forte e voltada para o trabalho é equipada com acelerador eletrônico, barras de proteção laterais nas portas, brake light, rodas de aço aro 14 ou 15 polegadas e para-choques na cor do veículo, sai por R$ 31.990,00.

A Sport, também muito robusta, tem design esportivo e motor 1.4, vidros e travas elétricas, rodas de alumínio de 15 polegadas, freios ABS, airbag duplo e computador de bordo, e sai por R$ 44.040,00.

Por Gerson de Morais


A alta no preço do etanol tem tornado o combustível desvantajoso em várias unidades federativas brasileiras. Atualmente são cerca de 6 estados com rentabilidade para o primeiro, situação que ainda pode se agravar caso algumas tendências sejam mantidas. Outra plataforma de abastecimento do veículo automotor é o Gás Natural Veicular (GNV), que ao surgir no país motivou condutores a converterem seus carros devido à rentabilidade financeira, mesmo com perda de potência.

Em breve os preços do GNV deverão ficar mais baratos nos postos de 17 cidades do interior do Estado de São Paulo, pois a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de SP (Arsesp) publicou na última sexta-feira (10 de dezembro) uma diretriz para amenizar as tarifas do setor na esfera de concessão da Gás Natural São Paulo Sul.

Com a publicação, de acordo com o portal de Economia UOL, as concessionárias estão liberadas para comprar parcela dos volumes voltados ao setor em leilões, permitindo, portanto, o trabalho sob novas tarifas ao Gás Natural Veicular.

Apesar disso, a Arsesp não tem a possibilidade de regular o repasse do decréscimo no valor ao usuário final. Caberá aos postos, pois, regular a diferença de maneira a tornar o GNV mais competitivo perante os outros combustíveis.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Já apresentado e comentado como o substituto do Mégane, o Renault Fluence agora tem seus preços revelados pela montadora, de acordo com matéria do site Carros IG.

Ele estará a venda a partir de Fevereiro no Brasil mas os interessados em um sedã médio de estilo moderno, linhas levemente arredondadas que lhe conferem um desenho moderno e aerodinâmico, sem deixar de lado a elegância, já podem ir avaliando os equipamentos e os preços de suas duas versões.

O Fluence Dynamique que vem de série com seis airbags, sistema de freios ABS, sensor de chuva, farol de neblina e ar condicionado dual zone entre outros itens tem seu preço em R$ 59.990. Adquirindo o modelo com câmbio CVT, o preço passa a ser de R$ 64.990. E esta versão conta ainda com opcionais como teto solar e bancos de couro.

A segunda verão do modelo, a top de linha Privilége conta com mais itens de série como controle de estabilidade (ESP), controle de tração (ASR), GPS integrado, sensor de estacionamento e som Premium. Assim como o Mégane, estas duas versões do Fluence possuem cartão para acionamento do motor. E isto pode ser feito agora até mesmo do bolso do condutor, pois funciona remotamente.

O propulsor é um 2.0 Flex de 140/142 CV que garante boa potência ao modelo. Segundo a matéria citada este lançamento é uma das grandes expectativas da marca francesa, que espera conseguir uma fatia de 12% do mercado nacional com este belo sedã.

Por Mauro Câmara


Para quem gosta de carros com desenho forte, estética agressiva, esportividade a flor da lataria os novos modelos da Subaru que já estão à venda no mercado brasileiro podem ser ótimas opções.

De acordo com matéria do site G1, que apurou os preços dos novos modelos, os mais novos carros da marca já se encontram à venda, sendo que o modelo esportivo, versão sedã do Impreza WRX STI pode ser encomendado com preço a partir de R$228 mil. O Impreza XV tem seu valor começando a partir de R$75.900, a versão com câmbio manual. Já quando equipado com transmissão automática o preço vai para R$79.900.

Tanto o Impreza XV quanto o Impreza WRX STI são carros que impressionam pela estética elegante, bem acabada de traços retilíneos e alongados que aumentam a sensação de imponência, com todo o conjunto transmitindo um bela imagem de força e potência. E falando em potência os motores que sustentam estes modelos também são bastante interessantes. A motorização do Impreza XV é feita com um propulsor 2.0 16V que produz significativos 160CV de potência.

Já o WRX STI, esportivo que marca presença, principalmente por seu aerofólio de dimensões bastante generosas, tem motor de 2.5 com capacidade de 310 CV de potência que trabalha com uma transmissão de cinco velocidades que vem com opção de marchas manualmente através de borboletas atrás do volante.

Por Mauro Câmara


A chinesa Chana apresenta para 2011, a versão mais compacta do Benni. O Benni Mini tem apenas 3,52 metros de comprimento, 1,57 metros de largura e 1,49 metros de altura. Equipado com motor 1.0 a gasolina de 69 cavalos de potência, o pequeno tem de série ar condicionado, vidros e travas elétricas, airbag duplo, freios ABS e rádio com CD player e MP3.

Os modelos serão importados pela Districar, importadora especializada da Chana, a qual irá vender os modelos a um preço médio de R$ 29.000,00. O motor deste pequeno, um quatro cilindros em linha de 999 centímetros cúbicos, é capaz de gerar um torque de 9,18 kgfm, e, com um câmbio manual de cinco marchas, faz o carrinho chegar aos 158 km/h.

Por Gerson de Morais


No Brasil, o Cerato Hatch será oferecido com motor 1.6 e 2.0 bicombustível de 16 válvulas. O motor, que é um quatro cilindros em linha, desenvolve uma potência de 126 cavalos, no motor 1.6, e 156 cavalos no motor 2.0, o que é um fator muito considerável, em relação aos carros 1.0, que apresentam uma potência média de apenas cerca de 75 cavalos.

O câmbio de seis marchas pode ser manual ou automático sequencial. O modelo foi apresentado em abril deste ano no Salão de Nova York, mas só agora em dezembro ou janeiro é que o Cerato Hatch será lançado no Brasil.

O Cerato Hatch, que deverá ser um valor entre 55.000 a 65.000 reais, terá como principal concorrente o I30 da Hyundai, além do Fiat Punto, que custa de 58.000 a 62.000 reais.

Por Gerson de Morais


O novo Fiesta Hatch 2011 já está a venda nas concessionárias. Com inúmeras mudanças estéticas na dianteira e com um novo design, mas conservando a traseira e as laterais quase inalteradas, o novo Fiesta Hatch surpreende. Suas linhas modernas com visual inovador ainda assim não difere muito das versões anteriores, o que serve para continuar a agradar os fãs do modelo.

Disponível em duas versões, a básica, com motor 1.0, limpador e desembaçador traseiro, sistema de som, alarme, ar quente e localizador, está sendo vendida a R$ 29.000,00. A outra versão disponível tem motor 1.6, que custa R$ 34.000,00. Como opcional, a montadora oferece o pacote Ford Class, que inclui direção hidráulica, trio elétrico, freios ABS, ar condicionado e airbags frontais, por um preço total de R$ 41.250,00.

Nas revendedoras, preços e fotos de inúmeras unidades estão a disposição para satisfazer os mais diversos gostos. Confira!

Por Gerson de Morais


Mostrarei a seguir alguns modelos de lançamentos de 2011 no mercado brasileiro para pessoas que estão à procura de seu carro perfeito. Os modelos e as cores estão incríveis.

Confira abaixo os lançamentos de 2011 no mercado brasileiro:

Carro: Ford New Fiesta Hatch

Previsão: 1° semestre 2011

Modelo: Esportivo

Valor previsto: R$ 49.900

Este modelo chegará ao Brasil na mesma versão produzida México. A versão não apresenta piloto automático e volante multifuncional.

Carro: Kia Cadenza

Modelo: Sofisticado

Previsão: 2° semestre de 2010

Valor previsto: R$ 90.000

Este belíssimo carro entrará no lugar do Opirus/Amanti, tem a opção de 6 marchas sequencial e transmissão automática.

Carro: Audi A1

Previsão: Março 2011

Modelo: Superesportivo

Valor previsto: R$ 89.900

O novo Audi chega ao mercado com mais conforto e sofisticação. Este modelo é compacto capaz de gerar 122cv de potência, possui câmbio automatizado e sete velocidades.  

Por Aline Medeiros da Silva


Em várias ocasiões se comentou sobre o fator exercido pela exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) ao segmento de veículos automotores, principalmente se for considerado o primeiro trimestre de 2010 e o mês de agosto (meses recordes). As concessionárias procuraram oferecer descontos aos consumidores após o término do benefício, adoção que surtiu, dependendo da óptica, bons resultados.

Já preparados para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade do Veículo Automotor (IPVA) no início de 2011, eis que os consumidores recebem boas e más notícias. A boa é que esse tributo terá diminuição de valor, e a má é que o valor dos automóveis caiu pelo segundo mês seguido em agosto. Por ser um patrimônio, desvalorização é sinônimo de prejuízo.

Informações divulgadas pelo portal R7 com base na Agência AutoInforme indicaram que o valor do carro zero-quilômetro decresceu 0,13% no mês passado, acompanhado, portanto, do baque de 0,96% de setembro. A pesquisa prevê que a tendência de queda, ou desvalorização do veículo, deverá continuar pelos próximos dois meses.

Embora essa segunda queda em dois meses possa preocupar, o preço do carro cresceu 1,59% entre janeiro e outubro.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A Kia lançou neste mês uma promoção que oferece descontos de até R$ 3 mil em três modelos da marca até o final de agosto. Participam da promoção especial os utilitários Kia Soul, Kia Cerato e Kia Picanto nos modelos de 2011.

O carro Cerato está sendo comercializado por R$ 49.900 nas concessionárias da marca. Seus ítens de série são: ar condicionado, computador de bordo, direção elétrica, entre outros. O top de linha do Cerato é vendido por R$ 61.900.

O utilitário Soul pode ser encontrado a partir de R$ 52.900, e vem com rodas de liga-leve, direção elétrica, ar condicionado, comando do rádio no volante, entre outros acessórios de fábrica.

O modelo Picanto 2011 tem preço promocional de R$ 32.900 até o final do mês. O utilitário possui motor 1.0 e ítens de série, como ar condicionado e rodas de liga-leve. A versão com câmbio automático custa R$ 37.900.

Por Luana Neves


Buscando acirrar o mercado e disputar espaço com a Palio Weekend a Volkswagen está lançando a nova versão do Spacefox.

A principal mudança no novo carro é o seu preço. A Volkswagen baixou o preço da “perua” e agora ele parte de R$48.790,00 (Modelo com motor 1.6, direção hidráulica, travas, retrovisor e vidros elétricos e ar condicionado.

O novo Spacefox terá opção de Câmbio Automático, mais itens de série e 4 opções de acabamento.

Apesar de um pouco mais caro que seus concorrentes, o Spacefox ganha em termos de requinte e acabamento.O seu acabamento possui peças emborrachadas, forração em um tecido melhor e painéis internos com um aspecto mais sofisticado.

Entre as mudanças exteriores podemos notar que o carro agora tem linhas mais horizontais, o que deixa o novo modelo mais elegante. Na parte dianteira, podemos notar ainda novos faróis e nova grade com filetes cromados. Na parte traseira vemos novas lanternas mais quadradas e novo para-choque.

Confira algumas fotos do carro:

Fotos: Divulgação

O novo carro lançado pela montadora japonesa Mitsubishi Lancer Evo X – vem esbanjando luxo e tecnologia, além de ser um veículo absurdamente caro, será vendido aqui no Brasil, ainda esse ano, por aproximadamente R$200 mil.

O modelo estará disponível em quatro cores: preto, prata, branco e vermelho. E, também conta com um sistema S-AWC (Super All Wheel Control) com capacidade para controlar a tração e frenagem de cada roda com ajuste para diferentes tipos de superfície: asfalto, neve e terra.

Além do design arrojado e versão esportiva, o Lancer Evo X possui câmbio automático de 5 marchas, dupla embreagem, rodas Enkei, bancos fabricados pela Recaro e um sistema de segurança para proteger o sistema de combustível e airbags frontais e laterais.

Por Aline Barbosa

Fonte:www.leftlanenews.com

Foto: Divulgação


Uma fonte não relacionada pelo portal de economia Terra revela que o segmento automobilístico do país conquistou alta recorde de vendas em março em relação aos meses anteriores, decorrente, obviamente, dos últimos dias de vigência do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A reportagem relata que no mês passado 337,5 mil unidades entre automóveis e comerciais leves foram vendidas, 29,3% além do contabilizado em março de 2009 e 59,6% acima do reportado em fevereiro de 2010. Somente nos primeiros três meses deste ano a alta foi de 17% em comparação ao período igual do ano passado.

As propagandas veiculadas em jornais, revista, internet, em ruas ou na própria televisão surtiram efeito, justamente por terem como grande percussor as palavras proferidas pelo governo brasileiro. A média diária de vendas em março, para efeito exemplificativo, foi de quase 14,7 mil carros; somente no último dia do mês mais de 30,5 mil unidades foram comercializadas.

As principais montadoras estabelecidas no país se beneficiaram do poder redutivo do IPI. Fiat, Volkswagen, General Motors, Ford, entre outras apuraram dados significativos. Caso continuem a incentivar o cidadão, daqui em diante por meio de promoções, em breve a frota brasileira estará equipada com carros zerinho.

Clique aqui e confira percentuais de venda de cada montadora.

Por Luiz Felipe T. Erdei


O novo Ecosport tem previsão de chegada às concessionárias em maio deste ano. Com a mesma mecânica do modelo anterior, o esportivo da Ford apresenta pequenas modificações no seu design tais como o nome do carro estampado no capô e farol com máscara cinza.

O interior conta com computador de bordo e controle do sistema de som no volante, não presentes na versão antiga. A versão básica do carro custará em torno de R$ 49.900,00 e a XLT 1.6 sai por R$ 58.190,00.

Já antes de ser lançado, o modelo vem sofrendo duras críticas por conta da falta de modificações e pelo preço superior ao dos concorrentes com características semelhantes.

Fonte: Auto esporte

Por: Teresa Almeida


Nova versão perua e sedã do Audi RS6 terá motor V10 que compactará 580 cavalos de potência e a aceleração vai de 0 a 100 quilômetros por hora em apenas 4,5 segundos.

A versão sedã terá o custo de aproximadamente R$ 539 mil e a versão perua Avant irá custar cerca de R$ 554.300.

As duas versões terão como grande diferencial motor 5.0, V10. A velocidade máxima atingida pelos modelos é de 250 km/h.

Com 4,92 metros de comprimento de pura sofisticação e 1,88 de largura o RS6 mantém o conforto e a segurança de um Audi.

Um veiculo para toda a família não poderia deixar de pensar no porta-malas e realmente a marca também pensou nisso e equipou o modelo com um porta malas que comporta 546 litros no sedã, já na perua são 565 litros de espaço.

Por José Alberi Fortes Junior.

Fotos: Divulgação

Se você quer comprar seu Peugeot 207 2010 a partir de R$27.490,00 ou linha 307 2010 a partir de R$47.900,00. Você deve visitar o site da Ago (www.ago.com.br) e verificar essa e outras opções de compra.

Conheça também a primeira oficina com padrão europeu, onde você pode agendar sua revisão programada, com peças e serviços em 3 vezes sem juros no cartão de crédito, tudo isso para você economizar bastante.

E tem mais: Você paga a primeira prestação só depois da Copa, que é para você aproveitar bastante, sem ter de se preocupar com prestação de carro.

Além de pronta entrega os preços são muitos bons. Acesse o site  e verifique se tem uma boa opção para seu orçamento.

Por Salete Dias


Com o aumento no valor dos veículos importados dos Estados Unidos, a venda aqui no Brasil deve ser atingida em três meses, conforme a Abeiva (Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores).

Esse aumento na alíquota vai de 35% para 50%, aumento este autorizado pela OMC (Organização Mundial do Comércio.

O receio das montadoras agora é do cancelamento das encomendas já feitas por causa do aumento que agora mantém os valores bem acima da média. Mas, de acordo com o PROCON –SP, os valores para os pedidos já realizados devem ser os mesmos, quando o cliente  já fez o pedido.

Quem mais perde com essa elevação de preços é o consumidor que foi pego de surpresa mas irá ter que pagar mais caro por um importado.

Por José Alberi Fortes Junior





CONTINUE NAVEGANDO: