Fiat altera tabela de preços do Fiat Mobi.

O Mobi, modelo de entrada da Fiat disponível desde abril, teve sua tabela de preços reajustada pela primeira vez desde o lançamento neste mês de outubro. Depois de meses com boas vendas em agosto e setembro, inclusive batendo os números de seu rival, o Volkswagen Up!, o compacto de apelo urbano sofreu aumento de preços variando entre 1,49% e 1,51%, dependendo da versão.

O modelo mais básico, o Mobi Easy, que vem com motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, com potência máxima de 73 CV (gasolina) / 75 CV (etanol) a 6.250 rpm, câmbio manual de cinco velocidades, rodas de 13 polegadas com calota, para-choques pintados na cor da carroceria, banco traseiro bipartido e rebatível, sistemas Drive by Wire, Lane Change e ESS, espelhos retrovisores com comando mecânico interno e para-sol com espelho para o passageiro, airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD, subiu de R$ 31.900,00 para R$ 32.380,00.

Uma das versões intermediárias, o Mobi Like, traz motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, com potência máxima de 73 CV (gasolina) / 75 CV (etanol) a 6.250 rpm, câmbio manual de cinco velocidades, rodas de 14 polegadas com calota, para-choques, retrovisores externos e maçanetas das portas pintados na cor da carroceria, grade dianteira pintada em preto brilhante, volante com regulagem de altura, banco traseiro bipartido e rebatível, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas nas quatro portas, alarme antifurto, ar condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, desembaçador do vidro traseiro, sistemas Drive by Wire, Lane Change e ESS, comandos internos para abertura do bocal de combustível e do porta-malas, espelhos retrovisores com comando mecânico interno, para-sol com espelho para o passageiro, airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD. Seu preço subiu de R$37.900,00 para R$ 38.470,00.

A versão mais incrementada, o Mobi Way On, passou de R$ 43.800,00 para R$ 44.460,00. Ela vem com motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, com potência máxima de 73 CV (gasolina) / 75 CV (etanol) a 6.250 rpm, câmbio manual de cinco velocidades, suspensão elevada, rodas de 14 polegadas de liga leve e desenho próprio, para-choques, retrovisores externos e maçanetas das portas pintados na cor da carroceria, grade dianteira pintada em preto brilhante, volante com regulagem de altura, banco traseiro bipartido e rebatível, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas nas quatro portas, alarme antifurto, ar condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, desembaçador do vidro traseiro, sistemas Drive by Wire, Lane Change e ESS, comandos internos para abertura do bocal de combustível e do porta-malas, espelhos retrovisores com comando elétrico Tilt-Down, sensores para estacionamento, barras longitudinais de teto, para-sol com espelho para o passageiro, faróis de neblina, airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD.

Veja a lista completa de modelos e as alterações de preço que eles sofreram (sem adicionais):

  • Mobi Easy: Era R$ 31.900, foi para R$32.380
  • Mobi Easy On:- Era R$ 35.800, foi para R$36.340
  • Mobi Like: Era R$ 37.900, foi para R$38.470
  • Mobi Like On:Era R$ 42.300, foi para R$42.930
  • Mobi Way: Era R$ 39.300, foi para R$39.890
  • Mobi Way On: Era R$ 43.800, foi para R$44.460

Jaqueline Wanessa Freitas Melo


Novo modelo está à venda no mercado norte-americano por US$ 63.900

A Mercedes-Benz divulgou que o novo C63 AMG, disponibilizado atualmente, é recebido no mercado norte-americano com o valor de US$ 63.900. O modelo estará presente para comercializações a partir de abril, e procura competir com o BMW M3, que possui o preço de US$ 1.900 inferior.

O novo C63 AMG tem faróis de LED, rodas de liga leve de 18 polegadas e bancos aquecidos. O motor biturbo V8 4.0 litros possibilita 469 cavalos e 66,08 mkgf de torque. Com câmbio automático de seis marchas, o veículo alcança 100 km/h em 4 segundos, tendo velocidade máxima de 249 km/h.

A versão C63 S AMG, por sua vez, apontada como de elite, possui 503 cavalos e 71,18 mkgf. A performance é de forma básica praticamente idêntica, sendo de 100 km/h em 3,9 segundos, entretanto, a velocidade máxima é aumentada para 289 km/h. Outras distinções se tratam das pinças de freios na cor vermelha, rodas de liga leve de 19 polegadas, volante com pacote AMG Performance e bancos em couro Nappa. Devido a isto, ele tem o valor de US$ 71.900.

A Mercedes-Benz também anunciou recentemente o novo GLE, nova denominação fornecida para a linha Classe M. Com a alteração, a empresa tem o objetivo de reforçar os aspectos de conforto e sofisticação do veículo, que já é famoso por seu porte.

O veículo permanece o estilo idêntico da versão antecedente, entretanto, o para-choque se tornou mais atrativo e ganhou tecnologia de LED. O GLE recebeu rodas de liga leve de 20 polegadas, linhas no capô, difusor traseiro, rack de teto e saída de escapamento. O interior do modelo possuiu o acabamento interno alterado com novas cores nos tons de cinza, preto, bege e marrom e especificações em fibra de carbono e alumínio. O modelo possui um novo volante multifunção e o console tem visor touchscreen de sete polegadas. A BMW X5, os modelos Range Rover e o Audi Q7 serão os grandes concorrentes.

Por Felipe Couto de Oliveira

Mercedes-Benz C63 AMG

Mercedes-Benz C63 AMG

Fotos: Divulgação


O novo Ford Ka será apresentado ao mercado nacional com inovações que trouxeram maior desempenho ao funcionamento em movimento do carro e redução de gastos. Referente ao motor 1.0 três cilindros de 85 cavalos, trará aos brasileiros uma economia significativa de combustível, sendo considerado um dos carros com expressiva diminuição de gastos.

De acordo com dados especificados pelo PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular), do Inmetro, o modelo proposto aos consumidores que foi denominado com distinção aos demais, ou seja, Ka 5 portas foi designado com nota A e certificado com  o selo Conpet de Eficiência Energética.                             

Os testes realizados respectivamente com etanol e gasolina, propiciaram ao modelo consumos distintos de combustível. O etanol alcançou uma média de 8,9 km/l na cidade e na estrada 10,4 km/l. Concernente a gasolina, o proveito do carro no trajeto urbano foi de 13 km/l e 15,1 km/l no rodoviário.

O motor do novo modelo de acordo com a Ford demonstra aos consumidores um ótimo desempenho enquanto estiver ativado a percorrer o fluxo em alta velocidade e em quinta marcha, não proporcionando ascensão na rotação ou desconforto em relação aos demais passageiros que estiverem no carro.

A potência do Ka se resume em 85 cavalos e 10,7kgfm de torque, o novo propulsor é considerado o 1.0 mais veloz e com maior torque em relação aos outros tipos correspondentes a mesma produção de motor, que estão propagados e são comercializados no Brasil. A produção designada especificamente ao veículo implica em um duplo comando de válvulas que altera a ativação de admissão e escapamento independente, além de abdicar o tanque de gasolina para partidas a frio.

Foi feito com alumínio o cabeçote do carro, que integra um tipo de correia feito especialmente para compor o motor do novo Ford Ka, apresentando lubrificação permanente o que fornece maior durabilidade, que as demais existentes no mercado.

O veículo por ser advindo de um processo de produção diferente aos que compõe a linha e foram produzidos anteriormente, propõe equipamentos de grande tecnologia e o que faz estar na faixa inicial de R$ 32 mil a R$ 35 mil. A divulgação está próxima, foi decido que o lançamento será após o fim da Copa do Mundo.

Por Lorena de Oliveira

Ford Ka

Foto: Divulgação


Muitos consumidores ainda se perguntam qual é o carro mais barato do Brasil. Com o lançamento do Up!, da Volkswagen, os rumores era que o modelo de duas portas da marca alemã seria o carro mais barato do Brasil, contudo o seu preço base está em R$ 26.900.

Como o carro mais barato ainda está na primeira posição o Fiat Palio Fire, depois da aposentadoria do Mille. O veículo segue, na sua forma mais simples, com um motor Fire 1.0 8V com quase nenhum equipamento de série por R$ 23.990 de duas portas.

Além do Up!, a briga (mesmo que pouco acirrada) também conta com o Clio, da Renault, que começa no valor de R$ 24.690, o March da Nissan, por R$ 27.990 e o chinês Chery QQ por R$ 24.490.

Para chegar nesses valores, as marcas não oferecem nenhum conforto. O Palio Fire equipa de série apenas os obrigatórios airbags dianteiros e freios ABS, além de apoios de cabeça dianteiros com regulagem de altura, banco traseiro rebatível, bancos com assento anti-submarining, bancos dianteiros reclináveis, barra de proteção nas portas e brake light. Sob o capô, a Fiat resolveu não fazer nenhuma alteração. O carro segue com um motor 1.0 8V Fire que rende 73 cv com gasolina e 77 cv com etanol, sempre a 6.250 rpm. O torque é de 9,5/9,9 kgfm com gasolina ou etanol no tanque, respectivamente. A transmissão é manual de cinco marchas e velocidade máxima de 164 km/h.

Na hora de comprar um Palio Fire, o básico não é tão facilmente encontrado. A versão mais vista nas concessionárias é o que vem com direção hidráulica, ar condicionado, rádio e vidros dianteiros elétricos. Nessa modalidade, o carro sai por R$ 32.334, e aí não fica tão econômico assim.

Detalhes do Palio Fire:

A potência baixa do carro é de se esperar, com um motor 1.0 o carro faz o que pretende. São longos 15,2 segundos para fazer 0 a 100 km/h. No quesito estabilidade, o Palio consegue ser fiel nas curvas e manobras. Para quem quer economizar, o veículo é mesmo o ideal. O modelo obteve duas notas "A", em um teste do InMetro tanto na classificação do segmento quanto no geral. As médias que garantiram o resultado foram de 8,8 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada com etanol e 12,3 km/l no trajeto urbano e 15 km/l na estrada quando abastecido com gasolina.

Por Carolina Miranda

Fiat Palio Fire

Foto: Divulgação


Ter carro ainda é luxo para muitos brasileiros, para outros é uma necessidade, mas porque eles ainda são tão caros? Mais do que uma carga tributária elevada, os carros, principalmente os importados possuem uma taxação de impostos superior a outros países e ainda não possuem incentivos para modelos que poluem menos.

Os valores chegam a ser 50% superiores aos mesmos modelos vendidos em países desenvolvidos, onde os salários são maiores e a compra de um veículo não pesa tanto no bolso. Um exemplo é Range Rover Evoque que é vendido a 39 mil Euros em países como a Alemanha e no Brasil não custa menos de 200 mil Reais.

O modelo também é taxado com o IPI, um imposto sobre produtos importados que ainda é mais violento quando se trata de veículos produzidos em outros países.

Muitas pessoas se endividam com modelos populares, que foram adquiridos em parcelas a perder de vista e juros abusivos por parte dos bancos. Em alguns casos, os automóveis tem um acréscimo no seu valor de mais da metade do valor que seria pago à vista.

Os juros, quando abusivos podem ser reajustados quando os proprietários recorrem em juízo, ou seja, entram na justiça contra a concessionária e os bancos, contudo, são ameaçados de perder seus veículos e o que já pagaram por ele. Por essa razão é necessário buscar um advogado experiente na causa, que irá impedir que o bem seja retirado do proprietário.  

Algumas pessoas costumam dizer que ter o carro é como ter um filho, tendo em vista os valores pagos pela manutenção e combustível. É caro comprar um veículo e também mantê-lo, sobretudo nas grandes cidades, onde a segurança pede que os donos contratem um serviço de seguro de autos, com valores exorbitantes. O que se opõe com a política do presidente Juscelino Kubistchek, que viabilizou a instalação das montadoras de veículos e construiu uma gama de estradas. 

Por Robson Quirino de Moraes

Foto: divulgação


Quando paramos para pensar no preço de um carro, jamais levaríamos em conta que todos os encargos embutidos na compra estão relacionados não só à marca, mas também a outros fatores. Podemos citar o Volkswagen Golf Highline como um breve exemplo para este relato, no qual o valor se encaixa aos de rivais como Ford Focus e Hyundai i30.

Na verdade, o assunto se refere a uma reportagem feita sobre o futuro Golf Variant (ex-Jetta Variant). Nela, foram citados os valores do novo modelo Golf Highline, que custarão de R$ 67.990 a R$ 74.990 (com câmbio DSG) no Brasil e de 24.475 a 26.400 euros na Europa. Na conversão da moeda euro para o real (que gira em torno de 1 para 3), dá entre os valores de R$ 73 mil e R$ 78.800 no Velho Continente, sem contar as outras taxas de importação. Totalizando esta conversão, a diferença é de R$ 3.810 a R$ 5.010 acima dos preços estimados por aqui. Ou seja, o modelo Golf alemão estaria muito mais barato no nosso país, porque falta ainda considerar as taxas.

Com o registro feito, será preciso lembrar que a nova especulação sobre os preços de carros lá e cá surgiu logo depois que o presidente da Hyundai-CAOA, Antônio Maciel, determinou que todos os descontos de até 15% para o i30 e Elantra, realizados após o encalhe dos dois modelos, ultrapassou a margem de lucro da empresa, “que já era de porte pequena”.

Este tema foi tocado em duas notas da coluna da reportagem publicada ainda neste mês de novembro pela mídia online. Mas de fato não é isso que importa para o consumidor. O que realmente mais importa ao consumidor é a acessibilidade ao veículo, sendo ele popular ou não.

Por Daniela Almeida da Silva


Volks Golf - Nova versãoPara os fãs do Golf, uma ótima notícia foi divulgada pela Volkswagen: o Novo Golf será lançado em setembro, no Salão de Frankfurt, Alemanha, e chegará ao Brasil no mesmo mês.

O novo modelo será o mais veloz das gerações Golf, com motor 2.0 turbo, 300 cv de potência além de outras inovações, como novas molas, modificações nas válvulas de exaustão e melhoras na transmissão, fazendo o carro ir de 0 a 100 km/h em apenas 5 segundos.

O visual também não fica por menos. O hatch terá novos para-choques, spoiler traseiro, quatro saídas de escapamento e rodas de liga leve aro 18.

Os bancos são esportivos com tecido especial, as lanternas e os faróis estão mais escuros e sua suspensão estará mais rebaixada, do tipo MacPherson na dianteira e multilink na traseira, o que melhora sua estabilidade.

O novo Golf terá duas versões: Highline, com câmbio manual; e GTI, com transmissão automática.

Outras novidades do tão esperado modelo são sete airbags vindos de fábrica, controle de estabilidade, CD Player com tela sensível ao toque, freio de estacionamento Auto Hold e sistema Start Stop para ligar e desligar o veículo. O novo Golf no Brasil custará cerca de R$ 70 mil

Por Nathalia Henderson


Novo GolEstá pensando em comprar um carro novo? O site da Volkswagen está com uma oferta imperdível para os amantes do bom e velho Gol, e é do ano 2014.

O carro mais vendido do Brasil agora pode ser seu por R$ 30 mil. Os benefícios são o baixo custo de manutenção, novo motor TEC, 1.0 total flex, com até 76 cv, economia de combustível e desempenho alto, transmissão manual de cinco velocidades e direção hidráulica. Além desses detalhes ainda conta com acionamento elétrico dos vidros dianteiros, travas automáticas e acionamento interno do porta-malas. O modelo ainda vem com três anos de garantia.

O Gol vem com o título de "Automóvel Mercosul 2013", além de já vir na liderança dos carros mais vendidos do Brasil há 26 anos completos, ainda no topo da lista. No ano de 2013 também é o vencedor da 15ª Eleição dos Melhores Carros, na categoria Melhor Hatch Pequeno, depois de ficar o ano passado em segundo lugar.

Para ver de perto o modelo, basta entrar no site ofertas.vw.com.br e procurar pela concessionária mais próxima de você. Confira também mais ofertas da montadora e não deixe de pesquisar o melhor carro para você.

Por Fábio G. Santos


Novo Fiat Bravo WolverineNa última sexta-feira, dia 12 de julho, a Fiat anunciou a mais nova versão do Bravo: o Bravo Wolverine.

O novo hatch é uma edição especial que foi criada junto com a Fox Film, aproveitando o momento da chegada do último filme do mutante Wolverine, dos X-Men, aos cinemas.

A base para criação do Bravo Wolverine foi a versão Essence e, assim, a nova edição especial traz como item de série o Blue & Me, que permite a realização de algumas tarefas sem a necessidade de se tirar as mãos do volante, como fazer ligações e ler mensagens de texto.

Além disso, o Bravo Wolverine virá com sensor para estacionamento, suspensão igual a das versões T-Jet e Sporting, junto do kit High Tech, que traz o conjunto de retrovisor eletrocrômico, sensor crepuscular e sensor de chuva.

Em questão do design, a nova edição especial do Bravo vem com o logotipo do filme nas faixas laterais, lanternas com máscara negra, minissaias nos lados do carro, bancos da frente com o logo do filme, spoiler esportivo na parte de trás, soleiras em todas as portas, rodas liga leve com 17 polegadas e o logo “Wolverine – Imortal” bordado nos tapetes.

O preço do novo automóvel deve iniciar em R$ 57.640.

Por Guilherme Marcon


Com uma certa dificuldade para penetrar no mercado dos modelos Flex, a Hyundai começou a exportar para o Brasil o modelo Elantra, com motor compatível com a nova tendência do mercado, objetivando desta forma, entrar de fato na briga dos sedans médios contra as marcas japonesas.

O propulsor 2.0 16v da família Nu passa a desenvolver 178 cv de potência e 21,5 kgfm de torque máximo com álcool e 169 cv e 19,9 kgfm com gasolina – só com o derivado do petróleo eram 160 cv.

O Elantra Flex é vendido em duas versões, sempre com câmbio automático de seis marchas.

O Elantra continua figurando entre os mais completos da montadora. Sua lista inclui central multimídia com GPS e tela de sete polegadas sensível ao toque, câmera de ré, sensores de chuva e de obstáculos dianteiros, e ar condicionado automático.

O ponto negativo é que o salgado valor de R$ 96.376 não é um atrativo, e está um pouco acima do preço encontrado no mercado, em outros modelos top das concorrentes. Assim como toda a linha da Hyundai, o modelo tem cinco anos de garantia sem limite de quilometragem.


Mais um modelo popular vai sair de circulação em pouco tempo. Desta vez estamos falando do modelo Lada Samara que terá sua produção finalizada no final de 2013.

Para substituir este tradicional modelo serão lançados pela Granta novos carros mais modernos e com características adequadas à demanda atual do mercado automotivo.

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado de veículos do tipo sedã ganhou em dezembro mais um componente, pois a Jaguar apresentou o XFR-S.

Este veículo vem com um motor V8 5.0 litros acoplado em um câmbio automático de oito marchas e com capacidade de executar um torque de até 69,4 kgfm e uma potência máxima de 550 cavalos, sendo que este desempenho é oferecido graças a modificações feitas no compressor XFR presente no carro.

Além disso, o Jaguar XFR-S tem um visual impactante com rodas com 20 polegadas, novos para-choques, grande aerofólio na parte traseira e design com linhas e pinturas muito fortes.

Em seu interior o novo carro da Jaguar conta com muito conforto com bancos revestidos em couro, sistema de entretenimento, porta-objeto espalhados, ar-condicionado, freios ABS e outros.

Agora basta aguardar o início das vendas desta nova máquina e o anúncio de seus valores comerciais que até o momento não foram informados pela montadora.

Por Ana Camila Neves Morais


A nova edição do Ford Fusion está chegando com mudanças incríveis que tornaram a sua aparência mais clássica, requintada e elegante, apresentando um estilo que lembra o europeu. Além disso, a paleta de cores surge vibrante, com sete novos tons, incluindo o azul e vermelho.

Em termos de motorização, o carro possuirá um motor EcoBoost com 2 litros, movido a gasolina e capaz de entregar 240 cavalos de potência. Como se não bastasse, o modelo contará com câmbio automático de 6 velocidades, porém com a possibilidade de fazer a transmissão manualmente.

O novo Fusion será lançado com várias versões e a mais luxuosa e completa delas será a Titanium AWD, equipada com volante vibratório para a manutenção de faixa, auxílio ativo de estacionamento adequando as manobras e controle adaptativo de cruzeiro, que breca e acelera o carro conforme as situações de condução. Além disso, o sistema de GPS, que na última edição falhou no quesito personalização, deverá ser adaptado para o português, corrigindo tal erro.

Segundo fontes ligadas à montadora Ford, o carrão custará aproximadamente R$ 112.900,00.

Os apaixonados por beleza, velocidade e estilo não perdem por esperar!

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Audi, uma das grandes produtoras de carros em todo o mundo, alterou o preço do seu modelo Q3, colocando-o em um valor mais baixo do que os seus principais rivais, como a Land Rover Evoque.

Este carro no modelo crossover possui três versões: a Attraction (que custa R$ 144.900), a Ambiente (que custa R$ 159.900) e a Ambition (que custa R$ 179.900).

Todos os modelos do Q3 possuem motor 2.0 TFSI, com um câmbio S-Tronic de sete marchas. A sua potência varia de 170 cavalos (nas versões Attraction e Ambiente) a 211 cavalos (na versão Ambition). Com relação à velocidade, a Audi informou que este automóvel faz de 0 a 100 km/h em 7,8 segundos. O Audi Q3 pode atingir a velocidade máxima de 212 km/h.

No seu aspecto interno, o Audi Q3 possui bancos em couro, direção elétrica, ar condicionado digital, sistema de som com Bluetooth e entrada para dispositivos USB, faróis bi-xenon, airbags e controle de estabilidade. Além destes itens de série, este modelo possui como opcionais um sistema multimídia MI Plus, GPS e assistente de estacionamento com câmera de ré.

Por Ana Camila Neves Morais


As medidas de estímulo ao consumo, anunciadas pelo Ministro da Fazenda na última semana de maio, permanecem interferindo no dia a dia das montadoras. Afinal, um dos pedidos do Governo é referente à readequação das tabelas de preços dos veículos, devido à redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Na última quarta-feira, dia 06 de junho, a Mercedes-Benz divulgou a nova tabela de preços para seus automóveis.

Em destaque está o sedã C 180 Turbo, que ficou R$ 9.000,00 mais barato (passando de R$ 134.900,00 para R$ 125.900,00).

A redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) varia de 6,5% a 7%, dependendo dos motores dos carros.

Os preços reajustados vão até 31 de agosto.

Confira abaixo a tabela de preços divulgada pela Mercedes-Benz:

Mercedes-Benz:

  • E 250 Avantgarde Sport: R$ 238.900
  • E 250 Avantgarde: R$ 233.900
  • C 180 Turbo Coupé: R$ 135.500
  • C 180 Turbo Touring: R$ 140.500
  • C 180 Turbo: R$ 125.900
  • C 200 Turbo Avantgarde: R$ 154.500
  • SLK 250 Turbo: R$ 233.900
  • C 250 Turbo Sport: R$ 205.900
  • E 250 CGI Coupé: R$ 261.900

Smart:

  • Smart Fortwo 84cv Turbo Cabrio Tritop: R$ 72.900 (modelo 2012/2012)
  • Smart Fortwo 84cv Turbo Cabrio Tritop: R$ 72.700 (modelo 2011/2012)
  • Smart Fortwo 71cv mhd Coupé: R$ 52.500 (modelo 2012/2012)
  • Smart Fortwo 71cv mhd Coupé: R$ 49.900 (modelo 2011/2012)
  • Smart Fortwo 84cv Turbo Cabrio: R$ 72.500 (modelo 2012/2012)
  • Smart Fortwo 84cv Turbo Cabrio: R$ 71.900 (modelo 2011/2012)
  • Smart Fortwo 84cv Turbo Coupé: R$ 68.500 (modelo 2012/2012)
  • Smart Fortwo 84cv Turbo Coupé: R$ 64.900 (modelo 2011/2012)

Fonte: Automotive Business

Por Rafaela Fusieger


Depois de ter seu lançamento adiado por conta da alta do IPI em 2011, finalmente o Optima, antigo Magentis, já pode ser encontrado em algumas concessionárias da Kia.

Com preço a partir de R$ 96.900, o sedã sul-coreano veio para competir com o Chevrolet Malibu (R$ 99.900), o Honda Accord (R$ 99.800) e o Ford Fusion, o mais barato dos quatro: R$ 84.500.

Algumas características do modelo, são: motor Theta II quatro cilindros na versão 2,4 litros com 180 cv de potência e 23,6 de torque, câmbio automático sequencial de seis marchas com opção de troca manual, modo de condução econômico, seis airbags, suspensão independente nas 4 rodas, ajuste elétrico para o banco do passageiro, ar condicionado com saída para a traseira, entre outras.

O visual está diferente também. Existem Leds nas lanternas traseiras e nos faróis dianteiros. Os destaques ficam para o acabamento refinado e para a saída dupla de escape, o que ajuda a minimizar os ruídos.

Segundo a matéria do jornal O Estado de São Paulo de 1º de abril de 2012, faltam, no entanto, alguns detalhes, como faróis de xenônio e ajuste elétrico para o banco de passageiro.

Por Christiane Suplicy Curioni


Surgiu uma boa notícia para quem está querendo comprar o novo cupê RCZ, da Peugeot. É que a montadora francesa reduziu o preço do modelo, lançado recentemente no Brasil, devido ao adiamento da aplicação da nova alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os carros importados, que passa a valer a partir do dia 15 de dezembro.

Se na sua chegada o RCZ custava R$ 139.900, agora ele está custando R$ 129.900 (valor sugerido), conforme consta no site da Peugeot.

O cupê, importado da Áustria, vem de série com 2 airbags frontais e 2 nas laterais; faróis direcionais de xenon com lavador; direção eletro-hidráulica; piloto automático; rodas de liga leve; sistema detector da pressão dos pneus; bancos esportivos e aquecidos; detalhes cromados no volante, câmbio e painel; e ar condicionado automático de duas zonas. Outro destaque é o sistema de áudio Hi-Fi JBL, com 6 alto-falantes, MP3, CD, Bluetooth, entrada para iPod e USB.

O motor é o THP 16V, de 1.6 litro, movido a gasolina, que desenvolve 165 cv de potência e torque de 24,5 kgfm, capaz de gerar velocidade máxima de 213 km/h, enquanto a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,4 segundos, de acordo com a Peugeot. A parte mecânica é completada por controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, freios ABS, além do câmbio automático sequencial de 6 velocidades.

São 5 opções de cores disponíveis, e em caso de escolha pela branca nacré, é preciso acrescentar R$ 2.000 ao preço final.

Por André Gonçalves


Prestes a ser lançado no Brasil, o Range Rover Evoque já teve o seu preço definido. O modelo deve desembarcar nas terras brasileiras custando menos de R$180 Mil (como tinha sido divulgado pela montadora no mês de agosto).

A dúvida sobre o preço do modelo surgiu após o governo brasileiro resolver aumentar o IPI de carros importados.

De acordo com Flávio Padovan, presidente da Land Rover no Brasil, a marca ainda estuda os valores que cobrará pelas outras versões do veículo no Brasil. Apesar disso, o certo é que o seu modelo de entrada terá o seu preço estipulado mantido.

Padovan afirmou ainda que a Land Rover ainda tem esperança que o governo brasileiro seja mais flexível com esta medida.

Comentando agora um pouco sobre o carro, ele chegará ao mercado em 3 versões: Pure, Prestige e Dynamic. O veículo possuirá (em todas as versões) o motor 2.0 turbo (de 240 cv de potência), capaz de alcançar a marcar de 100 km/h em apenas 7,6 segundos.


A Renault divulgou os detalhes finais e também os preços do Duster, novo utilitário esportivo que chega às revendedoras da marca em todo o país, para concorrer diretamente com o Ford EcoSport, Hyundai Tucson, Mitsubishi Pajero, entre outros modelos do segmento vendidos no Brasil.

Estarão à disposição dos consumidores seis versões, sendo três delas equipadas com o motor 1.6 flex, de 16 válvulas, que entrega 115 cv de potência e 15,5 kgfm de torque, desempenho obtido quando abastecido com álcool.

O modelo de entrada, associado ao câmbio manual de 5 velocidades, tem preço sugerido a partir de R$ 50.900, e conta ainda com tração 4×2, rodas aro 16, ar condicionado, vidros e travas elétricas e direção hidráulica. A versão Expression custa R$ 53.200, acrescentada de duplo airbag, barras no teto, entre outros itens, enquanto a Dynamique 1.6, com rodas de liga leve, faróis de neblina, freios ABS e computador de bordo, sai a R$ 56.900.

Já na linha que traz sob o capô o motor Hi-Flex 2.0 16V, de 142 cv de potência (com etanol), a versão Dynamique manual (caixa de 6 marchas) e tração 4×2, custa a partir de R$ 60.600. Há ainda o Duster Dynamique 2.0 com transmissão automática de quatro velocidades e tração 4×2, vendido por R$ 64.600, mesmo valor que será praticado no Duster Dynamique 2.0, equipado com câmbio manual, tração 4×4, rodas de liga leve na cor preta, faróis de neblina com máscara negra, entre outros diferenciais.

Fonte: Renault

Por André Gonçalves


Chega ao Brasil o primeiro carro da Audi custando abaixo de R$ 100 mil. Com o valor de R$ 89.900, o A1 deverá representar 40% do faturamento da empresa no país. O carro chega para conquistar o público brasileiro com seu design progressivo, charme e personalidade esportiva.

O A1 possui faróis de xênon plus com ajuste automático e luzes diurnas em LED, tecnologia existente em modelos maiores da empresa; além de o mesmo estilo de iluminação estar presente nas portas, teto, na luz de leitura, pés e maquiagem.

Seu compartimento de bagagem é mais baixo para facilitar o carregamento e o descarregamento e comporta 267 litros. O Audi A1 pode conquistar também pelos itens customizados, como arco do teto com pintura contrastante e cores nas saídas de ar internas. Ele também oferece o sistema start-stop, para auxiliar na economia de combustível e redução na emissão de CO2.

O motor do A1 tem 122 cavalos e injeção direta de combustível, sua aceleração de 0 a 100 km/hora é feita em 8,9 segundos e chega até 203 km/hora. Ele é econômico e possui consumo médio de 18,8 km/litro; além de possuir tecnologia inteligente, ou seja, ele recupera a energia da frenagem para ativá-la quando o carro voltar a acelerar.

O A1 também vem equipado com airbags frontais, laterais e cortinas de proteção para a cabeça. Possui BLUETOOTH e o Audi Music Interface, que permite a conexão e reprodução de iPod e celulares.

Outras informações sobre o veículo podem ser encontradas no site www.audi.com.br.

Por Danielle Vieira


De olho no mercado consumidor da Classe C brasileira, a montadora chinesa Chery lançou o seu modelo QQ, no Rio de Janeiro, no dia 28 de abril.

O carro vai ser vendido em apenas uma versão com oito cores opcionais e vem todo equipado com itens de série, como regulagem de altura do farol, airbags, ar-condicionado, freios ABS, direção hidráulica e trio elétrico (travas,  vidros e espelhos elétricos).

O carro é movido a gasolina (tanque de 190 litros), com motor 1.1 de 68 cv e torque máximo de 9,1 Kgfm a 4.000 rpm.

O modelo será comercializado por R$ 22.990, o que faz do QQ o carro mais em conta do Brasil. A fabricante trouxe o veículo para concorrer com modelos de outras marcas, como o Fiat Uno, Celta da GM e o Effa M100, que custam entre R$ 23.220,00 e R$ 26.115,00.

Até os preços das revisões são econômicos, ficando por volta de R$ 99 (a primeira de 2.500 km) e por R$199, a de 40.000 km.

A Chery pretender vender, ainda em 2011, cerca de 12 mil unidades do seu novo compacto mo país.

Por Andrea Gomes


Um carro forte e resistente, que tem no seu DNA a Mitsubishi, e que já alcançou nada menos do que doze vitórias no perigoso e radical Rally Dakar, a aventura como essência, e ainda alia o conforto e belos itens tecnológicos de série em sua linha 2012, estará à venda ainda este mês no Brasil.

Fabricado em terras brasileiras o Pajero Dakar 2012 mantém esteticamente as linhas fortes e marcantes, a imponência da frente sóbria e a harmonia de um visual enxuto e moderno. Quanto à motorização, que também não foi modificada, a performance é mantida pelo propulsor 3.2 l 16V movido a diesel e que ainda possui itens como turbo e injeção eletrônica direta que o fazem render 165 CV de potência, trabalhando em conjunto com a transmissão automática de quatro velocidades e que conta também com a opção de trocas de marchas manuais na opção Sports Mode.

De série, entre outros itens, o SUV da Mitsubishi agora entrega sensor de chuva, sistema Keyless, sistema de GPS com mais de 1.000 cidades listadas e faróis com acendimento automático. Para completar a linha 2012, que incorporou ao nome do modelo a sigla HPE, High Performance Equipament, o Pajero Dakar 2012 conta com um sistema de tração que permite oferecer 16 combinações de marcha e tração chamado Super Select 4WD.

A nova linha 2012 chega às lojas com preço a partir de R$ 147.950.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


A Mitsubishi lançará no Brasil em abril o Outlander 2.0L, agora com mais equipamentos de série e nova motorização. Ele é reconhecido porque tem esportividade, conforto e segurança. Os itens que garantirão a segurança do motorista e dos passageiros são os airbags duplos, laterais e de cortina e os faróis de LED, que deixam o carro mais visível.

O Outlander vem com equipamentos de série para deixá-lo ainda mais bonito: rack de teto, bancos de couro e ponteira cromada do escapamento. E em termos tecnológicos, os itens são: sensores automáticos de luz e chuva, ajuste elétrico no banco do motorista e sistema viva-voz com Bluetooth.

O motor está ainda mais forte. É o Mivec movido a gasolina, que alcança 160 Cv a 6.000 rpm e torque de 20,1 kgf.m a 4.200 rpm. O novo crossover ter tração 4×2 e câmbio INVECS-III CVT automático equipado com Paddle Shiftters e Sports Mode sequencial de 6 marchas. As rodas de liga leve do modelo japonês têm aro 18” com desenho exclusivo e a sua parte traseira tem aerofólio e brake light integrado. O preço sugerido é de R$99.990,00.

Por Flávia Yoshitani


A Honda, fabricante mundial de automóveis e motos, revelou há alguns dias, o design do compacto Brio na Tailândia. O seu motor é 1.2 i-VTEC de 90 cv, com 5 marchas manual ou automática CVT.

O Brio é mais alto que o Fiat Uno e mais largo que o Ford Ka. As linhas frontais do veículo apresentam um design suave e agradável, entretanto, a parte traseira não parece ser muito bonita, e sim, até um pouco desajeitada.

O preço ainda não foi definido para o Brasil, mas dizem que poderá custar mais de R$ 30 mil, enquanto na Tailândia, custará por volta de R$ 20 mil, com alguns itens de série, inclusive air-bag e tecnologia EBD, recurso do sistema ABS, que distribui a pressão de frenagem nas rodas.

A fabricação inicial, no Brasil, será em Sumaré (SP) até 2013.

Confira o vídeo do modelo:

Por Gilvani de Oliveira


A Ford vai realizar nos dias 25 e 26 de fevereiro o “Feirão Mega Oferta Ford”, que vai oferecer os modelos Fiesta RoCam e Ka em preços e condições especiais de pagamento. A promoção vai acontecer nos distribuidores da marca em todo o Estado do Paraná e também nas regiões norte e oeste de Santa Catarina.

Segundo a montadora, a versão 1.0 do Fiesta RoCam Hatch, com ar condicionado e direção hidráulica, vai sair por R$ 32.500, e se o comprador adquirir o seguro total pelo período de um ano paga mais R$ 399. Para a versão 1.6 Sedã o preço é R$ 37.500. O modelo tem botão localizador, controle remoto das portas e alarme perimétrico.

Já o Ka 1.0, com motor flex, estará custando R$ 23.990 no feirão. Ele vem equipado com conta-giros, desligamento automático dos faróis, travamento automático das portas e travas elétricas.  

Outras informações no site www.ford.com.br

Por André Gonçalves


A Volkswagen está de olho no mercado de carros populares para o público jovem e já divulgou no, dia 18 de fevereiro, que vai lançar um automóvel mais barato que o seu tradicional Gol.

A montadora está focada em um projeto cujo objetivo é fabricar um veículo de baixo custo, ideal para os jovens que vão comprar o primeiro carro, afirmou o presidente da Volkswagem do Brasil, Thomas Schmall.

A fabricante vai ampliar a sua capacidade de produção para algo em torno de 5% a 6% na unidade que fica em Taubaté, em São Paulo. A data de lançamento do novo veículo ainda não foi informada pela Volkswagen.

Por Andrea Gomes


O novo modelo do Passat, o CC R-Line, já está em processo de encaminhamento às concessionárias da Volkswagen no Brasil. O carro apresenta vários itens de série especiais que proporcionam ao sedã uma aparência mais esportiva, como rodas de liga leve de 18 polegadas e spoilers nas laterais e na parte frontal.

O modelo foi fabricado pela Volkswagen R Gmbh, subsidiária da Volkswagen e especializada em produzir veículos esporte e com características que os tornam únicos e particulares. Segundo o blog da montadora, o volante do novo Passat tem acabamento em couro e algumas funções podem ser acionadas a partir dele, como a mudança de marcha.

Outro atrativo são os bancos de couro que podem ser ajustados de forma elétrica e não manualmente, como na maioria dos carros. Entre outros recursos, a máquina possui visor que exibe quando o pneu do carro está precisando ser calibrado, e ainda, seis airbags, sensor de chuva, câmbio automático, entre outras mordomias. Para adquirir o Passat CC R-Line, o consumidor deverá pagar em torno de R$ 189.130,00.

Por Andrea Gomes


Estamos apenas no segundo mês do ano de 2011 e a indústria do automóvel parece estar sempre um passo a frente. Talvez por isso a onda de antecipações dos modelos 2012 esteja tão em voga.

E para não fugir da tendência a Volkswagen já antecipou a linha 2012, na Europa, do seu utilitário esportivo, o SUV Tiguan, que passou por uma reestilização e cuja nova versão tem apresentação marcada para o Salão do Automóvel de Genebra no mês que vem.

Grande sucesso na Europa, o SUV compacto Tiguan é um carro de linhas fortes, plataforma robusta, desenho moderno e dono de um visual esportivo e resistente e com boa agilidade urbana. Talvez seu grande mérito seja aliar as características de um bom utilitário com a esportividade de um modelo confortável e compacto. Reestilizado, o Tiguan ganhou aprimoramentos estéticos e funcionais que o tornam além de bonito mais confortável e refinado.

De acordo com sites especializados a montadora não divulgou nenhuma informação técnica quanto à motorização da linha 2012. Sabe-se apenas que a pré-venda já começou e que na Alemanha e seu preço parte do equivalente a R$ 54.827 sem os impostos e taxas de importação praticados no Brasil.

Por Mauro Câmara


Foi lançado no Brasil o novo modelo do automóvel da Citroën, trata-se da versão Adventure chamada AirCross. Já a versão não aventureira, o C3 Picasso, chegará ao mercado em breve, provavelmente em abril, e a produção em Porto Real (RJ) já está em processo inicial.

O valor do AirCross é a partir de R$ 53.900,00 e tem diversos recursos como painel contendo bússola e dois inclinômetros, além de GPS integrado e kit viva-voz  Bluetooth com comandos no volante e porta USB. Outro atrativo é o computador de bordo e o piloto automático com regulador e limitador de velocidade, sensor de chuva e muito mais.

Veja mais informações sobre o automóvel no site www.citroen.com.br/aircross e confira o seu vídeo promocional.  

Por Andrea Gomes


Se você gosta de carros especiais, daqueles que possuem uma alma além de sofisticada, aventureira e agressivamente esportiva e também dispõe da módica quantia de R$ 390.000 (preço sem as taxas para importação e os impostos cobrados no Brasil), pode se interessar pelo novo superesportivo da MacLaren. Basta também ter um pouco de paciência para aguardar na fila de espera para receber a máquina, cujas primeiras unidades deverão ser entregues aos felizardos a partir de 2013.

Brincadeiras a parte, o novo superesportivo da fabricante inglesa, o MP4-12C, é um desses carros dos sonhos, que figuram na brilhante e cara constelação dos esportivos de luxo, que esvaziam os bolsos, inflam o ego e enchem a alma, além é claro de conferir o devido status àqueles que podem comprar uma máquina dessas.

Além do DNA da MacLaren o modelo tem um design arrojado de linhas que remetem aos carros de competição. De fato o visual aerodinamicamente agressivo e o desenho insinuante parecem trazer para a pista de corrida uma elegância esportiva e jovial.

A motorização também encanta. O propulsor 3.8 V8 gera 600 Cv de potência, o que leva esta máquina ao arranque de 0 a 100 Km/h em somente quase três segundos.

Foto: My Car Heaven

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


A Mini, fabricante inglesa de carros compactos, que levam ao pé da letra o significado do nome da empresa, e que fabrica talvez o compacto de maior sucesso na Europa, está se especializando também em reduzir o tamanho do preço de seus modelos.

Em uma estratégia visando uma maior fatia do mercado brasileiro combatendo concorrentes em potencial, a Mini já lançou no país uma versão mais barata do seu simpático, otimizado e funcional carrinho, o Mini Cooper.

Chamado de Cooper Salt, este compacto vendido no mercado nacional vai custar cerca de R$ 80.750. Em comparação com outras versões do modelo, uma economia aproximada de R$ 15.000. E o melhor, a redução do preço não reduziu as qualidades do simpático modelo.

Apesar de pequeno o seu motor 1.6 pode render 120 CV de potência impulsionando um carro de aspecto ágil, linhas retas e equilibradas, e dono de uma frente um tanto nostálgica, que lembra carrinhos das décadas de 50 e 60. E aí talvez resida boa parte do charme do modelo que tem na otimização do espaço interno uma de suas maiores qualidades.

E mesmo nesta versão mais barata, de um modelo atual e perfeitamente adaptado as necessidades do trânsito das grandes cidades, a maioria de seus equipamentos de série permanece aliando conforto, desempenho com tamanho e preço reduzido.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


Um dos mais notórios modelos disponibilizados recentemente no mercado brasileiro, o Kia Soul chama a atenção pelo seu design, à primeira vista. Com o sucesso, a Kia Motors já iniciou a entrega das primeiras unidades da versão flex às concessionárias. O exemplar conta com dois airbags, ar-condicionado e revestimento em couro – tanto no volante como nos bancos – além de outras características.

Informações divulgadas pelo veículo de comunicação Car Magazine apontam que o modelo flex do Soul é aprovisionado com motor 1.6 litro, quatro cilindros e 16 válvulas capazes de gerar 130 cavalos de potência quando municiado com etanol e 126 cavalos de potência quando o motorista opta pela gasolina. O preço sugerido para a versão flex do Soul é de R$ 52,9 mil.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Para quem gosta de um carro aventureiro, o Citroën Aircross é um pedido especial. Ele conta com uma bússola e dois inclinômetros no painel, além de um sistema de navegação MyWay exclusivo com GPS integrado. O Citroën Aircross também conta com um sistema de som com MP3 e WMA, viva voz Bluetooth com comandos no volante e entrada USB e entrada iPod, computador de bordo, sensor de chuva, faróis de acendimento automático e piloto automático.

No estilo, o Aircross é um esportivo com rodas aro 16 polegadas diamantadas em preto brilhante, com pneus de uso misto que garante maior segurança em qualquer terreno. Com barras de alumínio longitudinais no teto e chevrons inéditos cromados na grade frontal que realçam seu estilo off-road.

O Aircross está disponível em três versões, que são, todas, com motor 1.6 Flex de 16 válvulas, sendo que a versão GL custa R$ 53.900,00, a versão GLX custa R$ 56.400,00 e a versão Exclusive R$ 61.900,00.

Por Gerson de Morais


O novo lançamento da Fiat, o Palio Fire Economy 2011, chega com novidades no visual que realçam o design, grade frontal na cor do veículo, lanternas fumês e novo acabamento para o revestimento interno dos bancos e das portas.

No painel, uma das novidades é o econômetro, e entre os opcionais, o Celebration 11, um kit composto por ar-condicionado, travas elétricas e vidros elétricos dianteiros, além de direção hidráulica, desembaçador com ar quente, pneus extra série, air bag frontal duplo, freios ABS, sistema de som, apoios de cabeça nos bancos dianteiros, retrovisores externos com controle interno mecânico, cintos de segurança laterais traseiros retráteis de três pontos, limpador e lavador do vidro traseiro, além do desembaçador do vidro traseiro.

Nos itens de série, o Palio Fire Economy 2011 tem banco traseiro rebatível, bancos com assentamento anti-submarining, calotas integrais, brake light, capô retrátil e barra de proteção nas portas, tudo isso por R$ 26.070,00.

Por Gerson de Morais


Em várias ocasiões se comentou sobre o fator exercido pela exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) ao segmento de veículos automotores, principalmente se for considerado o primeiro trimestre de 2010 e o mês de agosto (meses recordes). As concessionárias procuraram oferecer descontos aos consumidores após o término do benefício, adoção que surtiu, dependendo da óptica, bons resultados.

Já preparados para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade do Veículo Automotor (IPVA) no início de 2011, eis que os consumidores recebem boas e más notícias. A boa é que esse tributo terá diminuição de valor, e a má é que o valor dos automóveis caiu pelo segundo mês seguido em agosto. Por ser um patrimônio, desvalorização é sinônimo de prejuízo.

Informações divulgadas pelo portal R7 com base na Agência AutoInforme indicaram que o valor do carro zero-quilômetro decresceu 0,13% no mês passado, acompanhado, portanto, do baque de 0,96% de setembro. A pesquisa prevê que a tendência de queda, ou desvalorização do veículo, deverá continuar pelos próximos dois meses.

Embora essa segunda queda em dois meses possa preocupar, o preço do carro cresceu 1,59% entre janeiro e outubro.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A fabricante chinesa Chery quer alavancar suas vendas no Brasil, disputando mercado hoje liderado pela Volkswagen, com o modelo Fox, mas também tem outros rivais de peso, como os compactos da Ford, o Fiesta, e da GM (Agile) bem como o Sandero, da Renault.

Para tanto preparou o lançamento do Chery Face, que timidamente parece convencer o consumidor brasileiro: em setembro o modelo foi adquirido por quase 500 consumidores, que deixaram o preconceito de lado e compraram um carro chinês.

Mas será que o carro convence? O principal diferencial é o preço: por R$ 31.900,00 o carro, oferecido em uma única versão, já vem com motor 1.3 (não é flex, só roda à gasolina), trio elétrico, direção hidráulica, ar condicionado, freios ABS, rodas de liga leve e CP com MP3 palyer.

Para ser ter uma ideia de preço, o Fox com todos dos itens do Chery Face teria preço que bateria nos 46 mil reais, uma diferença bastante significativa, sendo válida para todos os exemplares de compactos nacionais, na versão top de linha, que agrega todos os opcionais disponíveis no Face.

Como nem tudo é perfeito, o acabamento é pobre em algumas peças, e também no revestimento dos assentos, que apresenta falhas nas costuras e material de baixa qualidade e problemas ainda mais sérios enfrentados por consumidores do modelo, relatando falhas nos primeiros quilômetros de uso. Resta saber se o desempenho do carro é tão bom quanto sua lista de acessórios, e se o famoso ditado "o barato sai caro" vai ou não se aplicar ao compacto chinês.

Para ver fotos do carro clique aqui

Por Cris Keller





CONTINUE NAVEGANDO: