A nova Ford Ranger traz especificações atraentes, contando com um generoso pacote de itens de segurança.

Uma das maiores indústrias automobilísticos em todo o mundo fez estrear há um ano atrás, janeiro de 2018, um novo modelo: o Ford Ranger, vazado em novo design, inteiramente renovado para o mercado americano, além do novo Mustang Bullit.

Esta New Picape está aparelhada com motor tipo 2.3 turbo, próprio do Mustang e de câmbio em 10 marchas, ao passo que o clássico veículo esportivo recebeu um câmbio manual de seis marchas.

A companhia Ford fez estrear, em janeiro de 2018, a sua novidade no famoso Salão de Detroit, que constituiu uma grande feira de automóveis. Junto do modelo Edge, anteriormente apresentado, a empresa também fez revelar, na ocasião, o modelo Ranger 2019.

Este picape está prestes a ser comercializada novamente nos Estados Unidos, após um hiato na produção desde o ano de 2011. O veículo foi quase inteiramente atualizado, no visual, em comparação com o modelo já vendido no Brasil.

De acordo com uma nota publicada, naquela ocasião, pelo vice-presidente da Ford do Brasil, esta nova Ranger foi elaborada e produzida diretamente para o mercado norte-americano, para o mercado brasileiro e muitos outros mercados, de modo a manter o modelo estável, que é a sua última versão. Ambos os modelos são produzidos sobre as mesmas bases e configurações.

A sua produção, conforme a informação dos especialistas, iniciou no Estado de Michigan no final do ano de 2018. Assim, a Ranger americana tornou-se um veículo equipado com um motor tipo 2.3 EcoBoost e mais câmbio automático em 10 marchas, como foi citado.

Em realidade, trata-se do mesmo que equipa o clássico Mustang, o qual apresenta desempenho de 317 CV. Entretanto, a companhia Ford não havia publicado os números de escala de potência e de torque de que a Ranger está carregada.

Entre as suas especificações está a tração de 4 por 2 ou 4 por 4, e há, ainda, três versões que são: a XL; a XLT e a Lariat.

Outros atributos que preenchem este grande veículo são:

A presença de um generoso pacote contendo itens de segurança, em que está incluída a função de correção de mudança involuntária sobre faixa; a função de frenagem automática e a função de detecção de ponto cego. Observação: a função de frenagem automática está disponível em todas as versões top de linha comercializadas no Brasil.

Deste modo, o retorno da Picape Ranger ao mercado automobilístico americano consiste em um primeiro passo para uma nova tendência naquele país, ou seja, na aquisição de picapes menores, todas consideradas de médio porte, sendo que no Brasil, este mesmo modelo é considerado de grande porte, tal como a versão Honda Ridgeline e a própria Chevrolet Colorado.

Sobre o Mustang Bullit é um capítulo à parte:

Este clássico e super atraente automóvel foi atualizado pela Ford, que fez apresentar, na mesma ocasião, a reedição do modelo Mustang Bullit. Esta apresentação foi realizada pela bela Molly McQueen, a neta do famoso ator Steve McQueen.

Em um clássico do cinema, estreado no ano de 1968, ou seja, há 50 anos, o então ator e dublê guiava uma versão modificada do clássico Mustang, a qual se tornou popularmente conhecida como o Bullit.

Nesta repaginação, realizada décadas depois, o new Bullit está equipado com motor V8 5.0 e desempenho de 480 CV, além do câmbio manual em seis marchas. De acordo com os engenheiros da Ford, p novo Bullit atinge a velocidade de 262 km/h.

Portanto, há um ano, a companhia Ford fez exibir no Salão do automóvel de Detroit a unidade original, utilizada no clássico filme Bullit. Este mesmo modelo, sendo um GT, estava, até então, desaparecido.

No continente europeu, este SUV será produzido em versões como a Vignale, ST-Line; a Titanium e a Trend, já lançadas no final do ano de 2018.

Por Paulo Henrique dos Santos

Ford Ranger 2019

Ford Ranger 2019


Modelo traz novo design e mudanças significativas ao mercado brasileiro.

Para ter o prazer de dirigir a nova RAM 2500 precisa ser portador da CNH para dirigir caminhões, o modelo é tão potente que reboca com facilidade até 71 toneladas. A cabine tem design avançado e moderno.

Quando entramos na RAM 2500, a impressão é a de estar numa Picape de luxo, muito embora a legislação diga que de fato é um caminhão. Tudo por conta da versão ‘Laramie’, que esteve ausente do nosso mercado brasileiro por cerca de dois anos e agora retorna com força total.

A RAM 2500 compete em pé de igualdade com as médias mais bem equipadas que existem no mercado. Com seus 6 metros de comprimento, 1,97 m de altura e entre-eixo do tamanho do Fiat Uno, dá para desfrutar de um espaço maior, com mais potência e tecnologia.

Mas se alguém quiser levar essa “gigante de luxo” para casa, terá que sacar do banco nada menos que CR$ 249.900 – um numerário bastante expressivo, mas vai valer a pena afinal são só 117 litros de gasolina para completar o tanque.

A intenção da picape/Caminhão, que faz parte do grupo Fiat Chrysler (FCA) é tentar ganhar o titulo de “limusine do campo” e ficar aguardando os fazendeiros colocarem suas botinas engraxadas em seu carpete, de 1 mil unidades até o final de 2016.

Quando chegou ao Brasil em 2005 a RAM ainda pertencia à linha Dodge, mas em 2009 se desligaram sob a estratégia de um plano, encerrando a exportação 3 anos depois. Passados 4 anos ela volta remodelada com design avançado e muito mais conforto.

Força Bruta:

O motor Cummins de 6,7 litros e 24 válvulas é a maior diferença apresentada pela nova picape/caminhão, grande aliado ao câmbio automático de 6 marchas e tração 4×4 com opção reduzida.

Conforto de SUV:

Todos vão se render quando conhecerem a cabine. O acabamento é muito parecido ao SUVs de luxo, os revestimentos dos bancos são em couro macio, chão acarpetado e ar-condicionado.

O vidro da parte de trás pode ser acionado eletronicamente, bem como bancos da frente e retrovisores, mas para que tivesse mais conforto o banco que antes levava 3 pessoas agora só comporta 2, separadas por uma divisão bem elegante.

A direção da RAM é suave e sai com facilidade sem trancos. O controle eletrônico dá total tranquilidade ao motorista.

Por Ruth Galvão

RAM 2500

Foto: Divulgação

 

 


Novo modelo foi apresentado na Europa com duas opções de motores, um de 2.4 litros e outro de 2.8 litros D-4D. O destaque fica por conta do interior mais espaçoso e confortável.

A nova geração da Toyota Hilux foi apresentada na Europa. O modelo europeu não traz grandes mudanças em relação à versão apresenta ao mercado tailandês e outros mercados da Ásia – Pacífico. A nova picape foi melhorada em diferentes aspectos, seis para ser mais preciso: visual, conforto, segurança, durabilidade, capacidade e custo de propriedade.

O destaque fica por conta do interior mais espaçoso e confortável, em relação ao modelo anterior. Trata-se de uma picape que alia a praticidade e funcionalidade de um Crossover com vibração de um carro de passeio. A nova Hilux é uma picape que apresenta uma estrutura de alta resistência, bonita e que oferece uma linha de itens de série de impressionar. Entre eles estão os freios ABS e EBD, o controle de oscilação de trailer, central multimídia e outros.

A Toyota apostou em reforços na estrutura, no aumento das dimensões e também na capacidade de carga que passou a 1.240 kg na caçamba e 3.200 kg rebocados. A picape se comporta bem em diferentes terrenos, principalmente os acidentados, por conta do controle ativo de tração, que ajuda em decidas e subidas. O assistente de partida é ideal para superfícies inclinadas.

O modelo se assemelha às capacidades 4×4 do Land Cruiser, sobretudo por conta do novo chassi. Já o interior é mais amplo, sofisticado e apresenta mais recursos. O destaque fica por conta da tela central sensível ao toque, que apresenta diferentes recursos multimídia e a segunda tela de LCD, disposta no painel de instrumentos, tem a unção de computador de bordo.

Entre as opções de motores para o mercado europeu estão um de 2.4 litros e outro de 2.8 litros D-4D. Os dois são turbodiesel e considerados os mais econômicos do segmento categoria, de acordo com a marca. O de 2.4 rende até 150 cavalos e 40,8 kgfm e o segundo 177 cavalos e 45,9 kgfm. O lançamento deve chegar ao Brasil em 2016, mas importado. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Nova Hilux

Nova Hilux

Nova Hilux

Fotos: Divulgação


As mudanças apresentadas pelo Fiat Strada são poucas, mesmo assim o preço subiu. Já a comemoração da montadora fica por conta de ter chegado a 1 milhão de unidades fabricadas desde seu lançamento em 1998.

Na lista que conta com os dez carros mais vendidos no Brasil o Fiat Strada é única picape a aparecer. O modelo chega à sua linha 2015 e um detalhe chama a atenção logo de cara: o carro ficou mais caro. Os preços partem de R$ 36.120. Só para fazer uma comparação, quando a linha 2014 foi anunciada os preços começavam em R$ 33.750.

Mesmo subindo o preço do modelo a montadora da picape não fez muitas mudanças e as poucas que foram feitas não chegam a ser consideradas tão significativas. Um exemplo é a versão Trekking, o modelo intermediário da picape, que agora já vem de série com chave canivete, com o banco do motorista com regulagem de altura e predisposição para rádio. A versão topo de linha, Adventure, também trará integrada a preparação para rádio.

Quando o assunto são os itens opcionais a Fiat oferece alguns kits. Um é chamado de Kit Dark, que está sendo disponibilizado para a versão Trekking de cabine dupla. Vem com CD MP3/WMA (com Bluetooth e também entrada USB) integrado ao painel, faróis com máscara negra, rodas feitas de liga leve e que trazem uma pintura exclusiva. Também vamos encontrar nesse kit a capota marítima, os comandos de rádio no volante em couro e os retrovisores externos elétricos. O preço do tal kit é de R$ 3.160. Para a versão Adventure tanto de cabine dupla quanto estendida, o mesmo pacote vai custar ao bolso dos interessados R$ 2.395.

Outra “novidade” divulgada pela montadora no último dia 23 foi o fato de que o modelo, lançado nos idos anos de 1998 chegou a marca de 1 milhão de unidades fabricadas. Abaixo listamos os preços de todas as versões da linha 2015. Confira:

– Strada Adventure cabine dupla e com três portas – R$ 58.480;

– Strada Adventure cabine estendida – R$ 52.990;

– Strada Trekking cabine dupla com três portas – R$ 51.750;

– Strada Working cabine dupla três portas – R$ 45.310;

– Strada Working cabine estendida – R$ 39.330;

– Strada Working cabine simples – R$ 36.120.

Por Denisson Soares

Fiat Strada 2015

Foto Divulgação


Se você prefere não comprar uma moto ou um computador novo, você pode gastar entre R$ 2.559 mil  R$ 3.499 mil nos novos kits lançados pela Peugeot, fabricados exclusivamente para a picape Hoggar. Trata-se de três linhas de kit.

O Kit Estilo tem um protetor de caçamba, capota marítima e redes de retenção de objetos que são instalados atrás dos bancos. Já o Kit Aventura oferece breaklight, grade protetora para o vídeo traseiro, protetor de caçamba, barras no teto e soleira de alumínio. Para finalizar, o Kit Aventura II vem com estribo lateral, protetor de pára-choque dianteiro, santantonio e protetor de caçamba.

Por Jeferson Vainer.





CONTINUE NAVEGANDO: