A Hyundai-CAOA, agora sob o comando de Antônio Maciel Neto (ex-Presidente da Ford), começa a tomar novos rumos no Brasil. E para iniciar esse ciclo, a CAOA anunciou a suspensão da importação do Veloster com motor 1.6 aspirado de 128 cv.

Segundo o executivo do Grupo CAOA, a atual versão do Veloster deixa o portfólio da marca e para atender a demanda do segmento, a fabricante estuda qual versão passará a importar: o verdadeiro 1.6 GDi de 140 cv, o 1.8 16V de 150 cv (o mesmo motor do i30) ou ainda a versão 1.6 Turbo de 204 cv. A interrupção da importação é fruto da baixa procura do modelo, que ainda possui um considerável estoque da linha 2013 nas revendas. Com motor não compatível com o nome do carro, o coupé de três portas pode ser negociado com até R$ 7 mil de desconto no seu preço final.

Antonio Maciel Neto, Presidente do Grupo CAOA, disse que a suspensão na importação não é definitiva, já que o Grupo já estuda a importação de outras versões do Veloster, porém, foi algo necessário. "Estamos inclusive avaliando a importação das versões turbo e GDi do Veloster", afirmou o executivo. Maciel completou afirmando que a decisão deverá ser tomada nos próximos dias e a expectativa é que o Grupo opte pela importação do modelo com bloco turbo, que chegará até o fim do ano. A confirmação da CAOA poderia dificultar a tarefa de vender com descontos a versão antiga que ainda está no estoque das concessionárias.

Vale lembrar da confusão quando o Hyundai Veloster chegou ao mercado brasileiro. O carro de três portas foi lançado na versão 1.6 com injeção eletrônica e 128 cv, bem diferente dos 140 cv alegados, mesma potência da versão 1.6 GDi aspirado e com injeção direta de combustível. Sem dúvida nenhuma o propulsor turbo, que oferece consideráveis 204 cv, daria mais força (literalmente) para que o modelo competisse no nicho premium de maneira mais competitiva, além de tentar apagar o fiasco do bloco atual. Caso o veículo turbo não venha, a versão 1.6 GDi deve ser a opção.

O Presidente da CAOA ainda afirmou que a importação do Sonata, que tinha versões a partir dos R$ 107 mil, também foi paralisada, já que o posicionamento entre o Elantra (R$ 81.990) e Azera (R$ 124 mil) não estava adequada. Ainda não há previsão para que a CAOA volte a vender o sedan no mercado nacional, contudo, a decisão é até compreensível, já que o Azera, mais potente e melhor equipado, tem preço inicial muito próximo dos valores do Sonata.


Durante o Salão de Chicago, nos Estados Unidos, o novo carro da empresa sul-coreana, Hyundai, foi apresentado: o Veloster RE Flex. O carro (que é uma nova versão do Veloster) será limitado em sua produção por apenas 3 mil veículos feitos, foi criado para o público que “quer se destacar na multidão” de acordo com seus fabricantes.

O carro não possui um motor flexivel (o que se deduz com o tal nome), porém, há alterações do antigo motor para o dessa nova versão, sendo que o mesmo é 1.6 e pode chegar a 134 cavalos de potência quando movido a gasolina e tem 16,5 kgfm de torque. O carro tem câmbio automatizado com seis velocidades e dupla embreagem.

As mudanças externas são diversas, começando pela quantidade de detalhes como no capô (os faróis são formados por LED) e nas maçanetas. As rodas de liga-leve possuem 18 polegadas cromadas. A cabine agora possui soleiras nas portas com iluminação, pedaleiras em alumínio, apliques em plástico preto brilhante e um novo sistema de som. Há o opcional no banco de ser revestidos com couro em preto ou vermelho.

Apesar disso tudo, o preço do veículo ainda não foi divulgado, mas o Veloster em sua versão “original” custa R$ 75 mil. O desempenho do carro na cidade chega a ser de 11,9 litros a cada 100 quilometros e de 15,3 litros a cada 100 quilometros rodados em estradas.

Já tem algumas fotos de divulgação na internet, no qual, mostra parte do interior do carro (que está um tanto quanto bonito). Não há divulgação nos itens de série, mas ao que parece, o carro já sairá de fábrica com vidros e travas elétricas, ar condicionado dentre outras coisas, o que pode aumentar o suposto preço deduzido por algumas entidades que especulam o valor do veículo entre R$ 80 mil.

Por Mariana Caetano

Foto: divulgação


A Hyundai já havia apresentado o novo modelo do Veloster no Salão de Detroit, no mês de janeiro deste ano. De acordo com as informações divulgadas pela montadora, o veículo deve chegar ainda este mês nos Estados Unidos, mas ainda sem previsão de chegada ao Brasil.

O automóvel se diferencia do modelo tradicional por ser um pouco mais alto, possuir grade frontal simplificada e faróis redesenhados. Não bastasse isso, o veículo também possui bancos em couro com aquecimento, volante esportivo e aro de 18 polegadas nas rodas.

As especificações técnicas do veículo incluem um motor 1.6 de 4 cilindros em linha com turbocharger. No entanto, a melhor notícia é que o carro é bastante econômico, fazendo 11,05 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada, segundo a Hyundai.

Os interessados em adquirir um Veloster Turbo devem saber que o valor apresentado em dólar sai por volta de R$ 4.000,00 a mais que o modelo tradicional, portanto, totalizando hoje R$ 44.624,00. Além disso, o comprador terá que pagar o custo do frete, correspondente a R$ 1.552,00.

Por Anne A. Matioli Dias





CONTINUE NAVEGANDO: