Modelo chega às lojas custando entre R$ 99 mil e R$ 179 mil.

Recentemente a Ford divulgou os preços referentes a versão diesel da seu novíssima Ranger 2017, agora foi a vez da empresa divulgar os demais preços da versão 2017 de sua picape, com preços que podem variar em R$ 80.400.

Custando R$ 99.500 em seu lançamento está a Ranger XLS 2.5 Flex e manual 4×2 de cabine dupla. Por R$ 109.900 temos a Ranger XLT 2.5 flex manual 4×2 com cabine dupla. No meio da tabela ainda temos dois modelos com preços mais elevados, por R$ 129.900 e R$ 142.900 respectivamente, trata-se do modelo Ranger XLS 2.2 turbodiesel manual 4×4 com cabine dupla e o Ranger XLS 2.2 turbodiesel A/T 4×4 com cabine dupla.

Fechando a lista como os mais caros da linha Ranger 2017, temos o XLT 3.2 turbodiesel A/T 4×4 por R$ 166.900 e o Limited 3.2 turbodiesel A/T 4×4 com cabine dupla, saindo pelo exorbitante preço de R$ 179.900. Porém, a Ford promete compensar aqueles que comprarem a picape mesmo com o alto valor, visto que a empresa mencionou que a versão 2017 da Ranger é a melhor já feita, pelas melhorias na estrutura e na segurança do automóvel.

Todos os modelos contam com satisfatórios 5 anos de garantia, bem como sete airbags, freios com ABS, ganchos isofix, encostos de cabeça, cinto de segurança e ainda um sistema eletrônico para garantir a tração e a estabilidade da picape.

Aqueles que desejam contar com a versão mais cara e completa da picape, a Limited, contaram com funções exclusivas na série, como alerta de colisão frontal, piloto automático podendo acelerar e frear por meio da distância entre sua picape e o veículo a frente, bem como um sistema para avisar o motorista quando o carro muda de faixa de forma involuntária, vibrando o volante. A versão Limited ainda conta com monitoramento da pressão nos pneus da picape, garantindo segurança máxima para o motorista.

Na motorização da picape não tivemos mudanças, continuando com o bloco 2.5 litros flex, sendo capaz de desenvolver 168/173 cv para gasolina/etanol, o que não deve receber tanta atenção dos consumidores. Quanto aos propulsores turbodiesel, a caixa manual e automática está disponível, em seis velocidade e com a tração 4×4.

Ainda contaremos com mudanças visuais na série, principalmente na grade frontal, que agora conta com um formato de escudo, bem como os faróis, menores. Na versão mais cara, as rodas possuem um novo desenho e a Ford irá oferecer a cor metálica vermelho Toscana nas picapes.

O painel do automóvel também sofreu alterações, visto que as entradas de ar estão diferentes, bem como as 8 polegadas da central multimídia SYNC, novidades nos comandos do ar condicionado da picape e no desenho do volante, que sofreu alterações em comparação às versões anteriores.

Laisa Silva


Já começaram as vendas da Nova Ford Ranger, a primeira versão da picape com motor flex. O lançamento ocorreu em Salta (na Argentina) e agora a fabricante anunciou o início das vendas. Assim, a Ranger Flex será oferecida com cabine simples ou dupla e chegará ao mercado brasileiro custando a partir de R$ 61.900.

Além de ser Flex, a nova Ranger ainda conta com grande potência, pois é equipada com motor Duratec 2.5 16v, capaz de desenvolver até 173 cavalos de potência e 24,8 kgfm de torque. Para aqueles que gostam da tecnologia de câmbio automático, essa é a desvantagem desse carro, que só possui a opção de câmbio manual de 5 ou 6 marchas.

Entre os atrativos da nova Ranger estão: comandos de áudio e piloto automático no volante, ar condicionado, faróis de neblina, desembaçador do vidro traseiro, direção hidráulica, rodas de liga leve de 17 polegadas, chave tipo canivete, freios ABS com EBD, airbags, travas e retrovisores elétricos, computador de bordo e CD player com Bluetooth.

Para aqueles que gostam de mais detalhes, também é possível acrescentar bancos com ajuste de altura e lombar, airbags duplos, estribos laterais, itens cromados e ar condicionado digital de dupla zona.

Para obter mais informações sobre o veículo, acesse o site www.ford.com.br.

Por Camila Caetano


A segunda geração da Ford Ranger foi apresentada neste último domingo (1º de julho) em Salta, cidade da Argentina. Com o passar dos anos, desde o lançamento do 1º modelo, a Ford vem atualizando o seu design e a sua tecnologia, resultando em um veículo cada vez mais moderno e reestilizado.

Nesta nova geração da Ranger, a montadora optou por incluir a novidade do motor flex Duratec 2.5 16V, capaz de gerar até mesmo 173 cv de potência no álcool e 168 cv na gasolina. Há também a opção com o motor a diesel Duratorq 3.2 20V, que rende até 200 cv de potência.

Em uma das versões, a XLS, a picape conta com algumas especificações técnicas de série, tais como ar condicionado, direção hidráulica, CD Player com MP3, computador de bordo e freios ABS com EBD. O veículo está disponível também nas versões XLT e Limited.

A Ford Ranger 2013 está inclusa na estratégia adotada pela empresa, a chamada One Ford, que consiste em comercializar o mesmo veículo mundialmente, sem alteração de características para determinados países.

De acordo com as informações obtidas, a picape será vendida em 180 países. No Brasil, os preços já foram divulgados, sendo de R$ 61,9 mil na versão XLS 2.5 flex CS, de R$ 106,9 mil na versão XLS 3.2 diesel CD e de R$ 87,5 mil na versão Limited 2.5 flex CD.

Por Anne A. Matioli Dias





CONTINUE NAVEGANDO: