Todo o estabelecimento público e/ou privado tem que promover acessos especiais para portadores de necessidades especiais, isso é um direito deles, assegurado pela lei, no entanto não é exatamente isso o que ocorre. Presenciamos inúmeros casos de pessoas portadoras que são desrespeitadas e humilhadas, vítimas de preconceitos por estarem na situação em que se encontram, vários são os exemplos desses casos, como roubo de vagas destinadas a deficientes, e falta de incentivo por parte dos familiares.

Na novela Viver a Vida de autoria de Manoel Carlos, da Rede Globo de televisão, há o exemplo da personagem Luciana (Aline Moraes) que apesar de ter sofrido um grave acidente, mantém sua auto estima e quer a todo custo viver a vida. os portadores de necessidades podem fazer muitas coisas, inclusive dirigir veículos automotores, a direção não é exclusividade das pessoas sem necessidade, pelo contrário o trânsito é composto por pessoas diversificadas que são de toda a parte do nosso país.

Portador não seja vítima de nenhum constrangiemento, denuncie, é um direito seu.

Por MS


Não é novidade alguma, que as pessoas (principalmente os homens) sonham em ter um automóvel, no entanto esse sonho pode ser realizado por um deficiente físico? É claro que pode, ninguém é melhor ou pior do que o outro só porque possui uma deficiência física, pelo menos é isso o que deveria acontecer, mas não ocorre.

Além das inúmeras falas negativas de "amigos" também há o problema da venda de carros para portadores de necessidades especiais. Pela determinação da lei o deficiente físico tem direito de comprar o automóvel com desconto de ICMS e IPI, no entanto as concessionárias criam tantas dificuldades, que os portadores preferem não "querer" esse desconto.

Não querem o desconto porque querem evitar a tremenda burocracia que lhes é imposta (às vezes propositalmente). O Brasil precisa mudar as suas atitudes e realmente reconhecer que todos somos iguais.

Por MS





CONTINUE NAVEGANDO: