Mais um modelo de veículo terá modificações em suas características e desta vez as novidades vem para o Volvo XC90 2013.

Este automóvel será fabricado na plataforma SPA da Volvo com um design arrojado e moderno.

Até o momento poucas informações foram veiculadas sobre este modelo, mas o que se sabe é que ele terá motores VEA (Arquitetura Ambiental Volvo) com quatro cilindros sendo, portanto, mais potente e econômico atendendo às demandas cada vez mais freqüentes de proteção ao meio ambiente.

Além disso, especula-se se o novo XC90 será um substituto do modelo atual ou uma nova geração na sua linha de carros.

Para descobrir estas e outras dúvidas será preciso esperar o ano de 2014 que é o momento em que este crossover será lançado no mercado automotivo mundial.

Por Ana Camila Neves Morais


A Citroen mostrou pela primeira vez, de forma oficial, fotos do seu novo veículo: o C4L.

Este seda irá entrar no lugar do C4 Pallas no mercado automotivo brasileiro tem como grande concorrente o Peugeot 408.

Com relação às suas características, este modelo possui um motor do tipo THP 1.6 litros com câmbio automático de seis marchas que alcança uma potência de até 163 cavalos.

No seu interior o carro vai contar com muito conforto com bancos revestidos em couro, ar-condicionado, painel de instrumentos com tela sensível ao toque e GPS integrado, porta-malas com até 440 litros de capacidade, sistema de entretenimento com som do tipo JBL, bluetooth, USB e outros.

Fonte: Carevos.com

 

Já em seu exterior, o Citroen C4L possui um visual bonito e mais esportivo com faróis de xenônio, controlador de velocidade, sensor de pressão dos pneus e câmera de ré.

Esta novidade começará a ser produzida na China no final do mês de dezembro, irá chegar ao Brasil para ser comercializado apenas a partir de julho de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


Após o término do benefício redutor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em março último, o segmento de veículos automotores começou a registrar queda de emplacamentos já em abril, de acordo com informações divulgadas pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) nas últimas semanas.

Os carros importados, embora em menor número de vendas, também sentiu os efeitos do término da redução do IPI. Segundo Luiz Gandini, presidente da Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automores (Abeiva), pondera que a queda de 13,98% em abril ante março já era aguardada, embora se configure menor em relação à diminuição de 22,3% assinalada no mercado em sua totalidade.

Gandini avalia, também, conforme reportagem confeccionada pelo portal de notícias G1, que a alta procura por automóveis importados, em março, acabou por prejudicar a comercialização de várias unidades em abril, provocando a redução dos estoques. Além disso, relata, há dificuldades entre o momento em que o cliente compra um carro e a entrega pela concessionária, processo que demora, aproximadamente e em média, quatro meses.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: G1.


Uma fonte não relacionada pelo portal de economia Terra revela que o segmento automobilístico do país conquistou alta recorde de vendas em março em relação aos meses anteriores, decorrente, obviamente, dos últimos dias de vigência do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A reportagem relata que no mês passado 337,5 mil unidades entre automóveis e comerciais leves foram vendidas, 29,3% além do contabilizado em março de 2009 e 59,6% acima do reportado em fevereiro de 2010. Somente nos primeiros três meses deste ano a alta foi de 17% em comparação ao período igual do ano passado.

As propagandas veiculadas em jornais, revista, internet, em ruas ou na própria televisão surtiram efeito, justamente por terem como grande percussor as palavras proferidas pelo governo brasileiro. A média diária de vendas em março, para efeito exemplificativo, foi de quase 14,7 mil carros; somente no último dia do mês mais de 30,5 mil unidades foram comercializadas.

As principais montadoras estabelecidas no país se beneficiaram do poder redutivo do IPI. Fiat, Volkswagen, General Motors, Ford, entre outras apuraram dados significativos. Caso continuem a incentivar o cidadão, daqui em diante por meio de promoções, em breve a frota brasileira estará equipada com carros zerinho.

Clique aqui e confira percentuais de venda de cada montadora.

Por Luiz Felipe T. Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: