A Europa é uma das regiões do mundo que possui grande demanda para a compra de carros novos. Este ano, análises revelam que as vendas de veículos 0km tiveram considerável crescimento.

Os países detentores dos maiores números de vendas de automóveis da Europa, como a Alemanha, França e Reino Unido, que são considerados os principais mercados da região, durante o mês de setembro registraram uma grande demanda por veículos novos.

A Associação Europeia de Montadoras (ACEA) calculou um aumento de 6,1% das vendas de carros durante o último mês.

Ano passado, 1.196 milhão carros foram emplacados em toda a União Europeia e Associação Europeia de Livre Comércio, contra 1.269 milhão emplacamentos deste ano. Estes dados refletem o crescimento do mercado de carros na Europa, que, após passar por uma crise no ano passado, vem se recuperando nos últimos meses, apesar da pouca confiança por parte de países como a Rússia.

A Alemanha é o berço das famosas montadoras de veículos Volkswagen, Daimler e BMW, e foi neste país que as vendas cresceram 5,2%, com um registro de 260.062 veículos vendidos. Já o Reino Unido teve aumento de 5,6% de suas vendas, seguido de 6,3% da França.

Os países que contaram com medidas mais rígidas durante a baixa do volume de vendas calculadas anteriormente, tiveram um crescimento de quase 30%, sendo alguns destes a Espanha, Grécia e Portugal.

Percebe-se nestes países um aumento da demanda por marcas de grande volume. A Volkswagen, por exemplo, teve suas vendas acrescidas de 7,5% do valor total anterior; a Ford apresentou aumento de 6,5%; e a divisão Opel da General Motors vendeu 6,2%  a mais do que antes.

De acordo a ACEA, o mês de setembro do ano passado contou com o cálculo de 9,367 milhões de vendas. Este ano, o mesmo período registrou um aumento de 5,8% nas vendas de carro em toda a Europa, subindo a média de 9,367 milhão, para 9,91 milhão de veículos.

Por Bruna Pereira

Foto: divulgação


Comprar carros zero hoje em dia não tem sido nada fácil, pelo contrário, é uma tarefa extremamente difícil. Visando o mercado em uma grande crise, os valores crescem e as condições de pagamento se tornam cada vez mais restritas devido ao alto valor dos carros aqui no Brasil. Em diversos países a compra é mais fácil, pois os carros têm valores muito mais baixos.

Na Índia, por exemplo, pode-se comprar  um carro novo pelo incrível valor de R$ 5.231,00. Não, eu não errei! É isso mesmo que você leu, o valor que geralmente pode ser dado na entrada em um financiamento aqui no Brasil, é o valor integral de um carro na Índia. E aí os brasileiros ficam de boca aberta e sonhando com isso.

Em outros países, os carros de modelos completos chegam a custar o mesmo valor de um carro sem acessórios aqui no Brasil, o Chevrolet Camaro, por exemplo, que é um carro almejado por muitos, aqui no Brasil custa cerca de R$ 222.000,00 e, acredite, com esse dinheiro dá para comprar imóvel. Nos EUA o mesmo carro custa R$ 86.702,00!

O Chevrolet Matiz, o qual não temos aqui no Brasil é 1.0 e tem 4 portas e sai por apenas R$ 16.267,00 no México. É uma versão que compete com o Celta que aqui sai por a partir de R$ 32.596,00.

Um absurdo, mas tem mais por aí. O Cherry IQ de 0.8 e 4 portas no Chile sai por apenas R$13.614,00 enquanto aqui no Brasil sai por R$ 25.990,00. Da marca Nissan, temos dois modelos que estão a “preço de banana” em outros países, como o Nissan Versa versão 1.6 4 portas nos Estados Unidos sai pelo valor de R$ 26.900,00 e aqui no nosso país? R$ 38.600,00. E o Nissan March versão 1.6 4 portas sai pelo valor de R$ 27.975,00 no Canadá e aqui no Brasil, R$ 32.590,00

Por Juliana Ghisi

Chevrolet Camaro

Chevrolet Camaro

Chevrolet Matiz

Chevrolet Matiz

Fotos: Divulgação


Com a produção encerrada no final de dezembro de 2013 modelos como o Volkswagen Gol G4 (geração antiga), Fiat Mille, Ford Ka, Kombi e Golf (geração antiga) ainda podem ser encontrados em algumas concessionárias. Como resultado do “fora de linha” o preço sofreu uma queda relativa. Alguns dos descontos praticados pelas lojas podem chegar ao valor de R$ 4.000.

As últimas unidades do Mille foram produzidas na unidade da Fiat em Betim, Minas Gerais, no mês de dezembro. Como até então não atendia as novas normas estabelecidas para o mercado que exige a obrigatoriedade de freios ABS e airbags, o modelo deixou de ser fabricado depois de trinta anos no mercado. Na maior parte das concessionárias que ainda tem o modelo no estoque é possível encontrar sua versão de despedida, a Grazie Mille (mais cara). Apesar de muitas lojas informarem que iriam cobrar o valor de R$ 31.200, que é o preço de tabela, em diversos Estados havia concessionárias já dando desconto como, por exemplo, em Brasília, Manaus e São Paulo.

Com relação ao Ford Ka, em algumas das concessionárias que ainda contavam com o modelo que saiu de produção os descontos estavam geralmente para as unidades mais completas. Em São Paulo  ainda era possível encontrar com o Ka com todos os opcionais pelo valor de R$ 27.000 e já com a pintura metálica. A título de curiosidade esse valor está cerca de R$ 1.900 abaixo da tabela.

Já o Gol G4 que também não atendia as novas normas de segurança além de sair de produção teve sua “aposentadoria” impulsionada devido ao lançamento de seu substituto, o Up! que deve chegar às revendedoras até o fim do mês.

No caso do Gol o menor desconto encontrado nas concessionárias que ainda dispunham do modelo foi de R$ 2.550 e o maior de R$ 3.060. De acordo com a tabela da Volkswagen o G4 custa R$ 26.050 de duas portas. Já o de 4 portas fica por R$ 28.130.

Muita gente tem encarado a redução de preço como uma boa oportunidade para adquirir um carro novo. Entretanto, o preço cobrado pela segurança maior também tem atraído muitos consumidores já que em muitos casos são tidos como “relativamente em conta”.

Volks Gol G4


Para os motoristas e apaixonados por emoção em automóveis, em pouco tempo estará sendo ofertado no mercado mais um modelo de veículo com função aventureira.

A novidade do momento vem da Jaguar a qual informou que está pretendendo inserir o sistema AWD (All-Wheel Drive) em seus próximos modelos.

Segundo a revista Auto Car, com esta inovação todos os veículos da Jaguar serão equipados com o motor V6 tendo, deste modo, tração integral.

A opção da marca de utilizar este tipo de motor para dar um ar mais robusto a seus veículos reside no fato de que a Jaguar considera mais caro adaptar outros tipos de motorização para colocar a tração integral.

Com isso, a empresa britânica de automóveis irá conseguir adeptos em mercados como o canadense e norte-americano que tem uma grande demanda por carros com tração total, mas irá – por outro lado – ter poucos compradores em mercados importantes como o do Reino Unido.

Por Ana Camila Neves Morais


 Mais um modelo de veículo terá modificações em suas características e desta vez as novidades vem para o Volvo XC90 2013.

Este automóvel será fabricado na plataforma SPA da Volvo com um design arrojado e moderno.

Até o momento poucas informações foram veiculadas sobre este modelo, mas o que se sabe é que ele terá motores VEA (Arquitetura Ambiental Volvo) com quatro cilindros sendo, portanto, mais potente e econômico atendendo às demandas cada vez mais freqüentes de proteção ao meio ambiente.

Além disso, especula-se se o novo XC90 será um substituto do modelo atual ou uma nova geração na sua linha de carros.

Para descobrir estas e outras dúvidas será preciso esperar o ano de 2014 que é o momento em que este crossover será lançado no mercado automotivo mundial.

Por Ana Camila Neves Morais


A Citroen mostrou pela primeira vez, de forma oficial, fotos do seu novo veículo: o C4L.

Este seda irá entrar no lugar do C4 Pallas no mercado automotivo brasileiro tem como grande concorrente o Peugeot 408.

Com relação às suas características, este modelo possui um motor do tipo THP 1.6 litros com câmbio automático de seis marchas que alcança uma potência de até 163 cavalos.

No seu interior o carro vai contar com muito conforto com bancos revestidos em couro, ar-condicionado, painel de instrumentos com tela sensível ao toque e GPS integrado, porta-malas com até 440 litros de capacidade, sistema de entretenimento com som do tipo JBL, bluetooth, USB e outros.

Fonte: Carevos.com

 

Já em seu exterior, o Citroen C4L possui um visual bonito e mais esportivo com faróis de xenônio, controlador de velocidade, sensor de pressão dos pneus e câmera de ré.

Esta novidade começará a ser produzida na China no final do mês de dezembro, irá chegar ao Brasil para ser comercializado apenas a partir de julho de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


A Audi divulgou uma informação que agradou aos consumidores, pois anunciou o desenvolvimento de um modelo de automóvel supereconômico que irá percorrer 100 km por litro de combustível gasto, segundo a montadora.

Este sonho de carro, de acordo com Wolfgang Durheimer chefe de desenvolvimento da Audi, terá como base o A1 e o seu design será parecido com o carro conceito Coupé Crosslane.

Foram divulgados poucos detalhes até o momento sobre este novo veículo, mas o que se sabe é que ele terá quatro lugares, com um motor de 2 cilindros e tudo isso com um preço acessível mas sem abrir mão do conforto para o acréscimo de economia anunciado.

No entanto, esta novidade deve demorar um pouco para chegar ao mercado já que a previsão da Audi é de que ele seja apresentado nos salões de automóveis em no mínimo 03 anos.

Fonte: Autocar

Por Ana Camila Neves Morais


O consumidor ensandecido por veículos automotores e que está a fim de adquirir um novo carro pode aproveitar o feirão de fábrica da General Motors (GM), em São Caetanodo Sul, nos dias 19 e 20 de março. A fabricante disporá aos interessados inúmeros modelos de sua linha de montagem e formas de pagamento com boas condições.

O Corsa hatchback na versão Maxx, ano e modelo 2011, pode ser encontrado com motorização 1.4 EconoFlex a R$ 29.990,00. A GM assinala que esse modelo conta com direção hidráulica como item de série. O Classic, tradicional exemplar da fabricante, é oferecido com motor 1.0 com valor a partir de R$ 25.990,00 (ano-modelo 2010/11).

Outro veículo muito visualizado nas ruas é o Meriva, que na versão Joy, com motorização 1.4, será vendido a partir de R$ 42.990,00.

O Agile, que tem tido boa saída no país, será ofertado na versão LT com motor 1.4 EconoFlex e direção hidráulica de série sob o valor de R$ 34.990,00 à vista. No ato da compra, segundo a GM, o adquirente leva para casa sistema de som MP3.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: General Motors


O Grupo Sorana realiza um Mega Feirão em suas três lojas: na rua Brás Leme, na rua do Tesouro e na avenida Pedroso de Morais. São inúmeras ofertas, entre elas o novo Gol 1.0, que sai a partir de R$28.190, o Fox 1.6 Trend com direção hidráulica, a partir de 33.990,00 e a Kombi Standard 2011, a partir de R$44.900,00.

Além dessas promoções, a família Fox tem condições especiais: taxa de 0,99% ao mês e o IPVA 2011 totalmente gratuito. A Spacefox 1.6 I-Motion com câmbio automático está a partir de R$49.390,00.

No feirão, você também poderá conferir os preços dos seminovos, que podem ser comprados em 60 vezes sem juros e sem entrada por preços imbatíveis. A Sorana ainda possui um consórcio simples, no qual as parcelas saem a partir de R$310,32 ao mês.

Para mais informações, acesse www.sorana.com.br.

Por Flávia Yoshitani


Exercendo bom papel na economia em 2010, o segmento de automóveis não deve repetir os bons números em 2011, tanto no quesito compra como despesas para mantê-los. Informações divulgadas pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio) assinalam que o custo para comprar um veículo ou motocicleta novos avançou 0,81% e 0,68%, respectivamente, entre dezembro e janeiro. De acordo com o Índice de Preços no Varejo (IPV), a alta se deve à chegada dos novos modelos nas concessionárias.

Ao transitar pelas ruas com carro novo, seminovo ou usado, acidentes de trânsito são quase uma tendência. Diz o senso comum que veículo zero atrai colisões. Independente dessas citações, o valor para refazer pintura ou desamassar alguma parte do utilitário subiu 1,44% de dezembro para janeiro, índice parecido com a alta exercida sobre os preços dos acessórios: 1,67%.

Enquanto os pontos de vista anteriores passam a rondar o bolso dos consumidores, outro fator que tem exercido papel negativo é o etanol, pois desde o ano passado sua rentabilidade perante a gasolina tem caído. De janeiro a dezembro, por exemplo, o custo do derivado da cana-de-açúcar cresceu 3,77% nos postos, incidindo também na alta da gasolina, que em sua composição abrange 20% do álcool.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A Volkswagen está de olho no mercado de carros populares para o público jovem e já divulgou no, dia 18 de fevereiro, que vai lançar um automóvel mais barato que o seu tradicional Gol.

A montadora está focada em um projeto cujo objetivo é fabricar um veículo de baixo custo, ideal para os jovens que vão comprar o primeiro carro, afirmou o presidente da Volkswagem do Brasil, Thomas Schmall.

A fabricante vai ampliar a sua capacidade de produção para algo em torno de 5% a 6% na unidade que fica em Taubaté, em São Paulo. A data de lançamento do novo veículo ainda não foi informada pela Volkswagen.

Por Andrea Gomes


Em várias ocasiões se comentou sobre o fator exercido pela exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) ao segmento de veículos automotores, principalmente se for considerado o primeiro trimestre de 2010 e o mês de agosto (meses recordes). As concessionárias procuraram oferecer descontos aos consumidores após o término do benefício, adoção que surtiu, dependendo da óptica, bons resultados.

Já preparados para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade do Veículo Automotor (IPVA) no início de 2011, eis que os consumidores recebem boas e más notícias. A boa é que esse tributo terá diminuição de valor, e a má é que o valor dos automóveis caiu pelo segundo mês seguido em agosto. Por ser um patrimônio, desvalorização é sinônimo de prejuízo.

Informações divulgadas pelo portal R7 com base na Agência AutoInforme indicaram que o valor do carro zero-quilômetro decresceu 0,13% no mês passado, acompanhado, portanto, do baque de 0,96% de setembro. A pesquisa prevê que a tendência de queda, ou desvalorização do veículo, deverá continuar pelos próximos dois meses.

Embora essa segunda queda em dois meses possa preocupar, o preço do carro cresceu 1,59% entre janeiro e outubro.

Por Luiz Felipe T. Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: