Ford Ranger 2019 – Especificações, Características





A nova Ford Ranger traz especificações atraentes, contando com um generoso pacote de itens de segurança.

Uma das maiores indústrias automobilísticos em todo o mundo fez estrear há um ano atrás, janeiro de 2018, um novo modelo: o Ford Ranger, vazado em novo design, inteiramente renovado para o mercado americano, além do novo Mustang Bullit.

Esta New Picape está aparelhada com motor tipo 2.3 turbo, próprio do Mustang e de câmbio em 10 marchas, ao passo que o clássico veículo esportivo recebeu um câmbio manual de seis marchas.




A companhia Ford fez estrear, em janeiro de 2018, a sua novidade no famoso Salão de Detroit, que constituiu uma grande feira de automóveis. Junto do modelo Edge, anteriormente apresentado, a empresa também fez revelar, na ocasião, o modelo Ranger 2019.

Este picape está prestes a ser comercializada novamente nos Estados Unidos, após um hiato na produção desde o ano de 2011. O veículo foi quase inteiramente atualizado, no visual, em comparação com o modelo já vendido no Brasil.


De acordo com uma nota publicada, naquela ocasião, pelo vice-presidente da Ford do Brasil, esta nova Ranger foi elaborada e produzida diretamente para o mercado norte-americano, para o mercado brasileiro e muitos outros mercados, de modo a manter o modelo estável, que é a sua última versão. Ambos os modelos são produzidos sobre as mesmas bases e configurações.

A sua produção, conforme a informação dos especialistas, iniciou no Estado de Michigan no final do ano de 2018. Assim, a Ranger americana tornou-se um veículo equipado com um motor tipo 2.3 EcoBoost e mais câmbio automático em 10 marchas, como foi citado.

Em realidade, trata-se do mesmo que equipa o clássico Mustang, o qual apresenta desempenho de 317 CV. Entretanto, a companhia Ford não havia publicado os números de escala de potência e de torque de que a Ranger está carregada.

Entre as suas especificações está a tração de 4 por 2 ou 4 por 4, e há, ainda, três versões que são: a XL; a XLT e a Lariat.

Outros atributos que preenchem este grande veículo são:

A presença de um generoso pacote contendo itens de segurança, em que está incluída a função de correção de mudança involuntária sobre faixa; a função de frenagem automática e a função de detecção de ponto cego. Observação: a função de frenagem automática está disponível em todas as versões top de linha comercializadas no Brasil.

Deste modo, o retorno da Picape Ranger ao mercado automobilístico americano consiste em um primeiro passo para uma nova tendência naquele país, ou seja, na aquisição de picapes menores, todas consideradas de médio porte, sendo que no Brasil, este mesmo modelo é considerado de grande porte, tal como a versão Honda Ridgeline e a própria Chevrolet Colorado.

Sobre o Mustang Bullit é um capítulo à parte:

Este clássico e super atraente automóvel foi atualizado pela Ford, que fez apresentar, na mesma ocasião, a reedição do modelo Mustang Bullit. Esta apresentação foi realizada pela bela Molly McQueen, a neta do famoso ator Steve McQueen.

Em um clássico do cinema, estreado no ano de 1968, ou seja, há 50 anos, o então ator e dublê guiava uma versão modificada do clássico Mustang, a qual se tornou popularmente conhecida como o Bullit.

Nesta repaginação, realizada décadas depois, o new Bullit está equipado com motor V8 5.0 e desempenho de 480 CV, além do câmbio manual em seis marchas. De acordo com os engenheiros da Ford, p novo Bullit atinge a velocidade de 262 km/h.

Portanto, há um ano, a companhia Ford fez exibir no Salão do automóvel de Detroit a unidade original, utilizada no clássico filme Bullit. Este mesmo modelo, sendo um GT, estava, até então, desaparecido.

No continente europeu, este SUV será produzido em versões como a Vignale, ST-Line; a Titanium e a Trend, já lançadas no final do ano de 2018.

Por Paulo Henrique dos Santos

Ford Ranger 2019

Ford Ranger 2019

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *