Recall do Toyota Corolla – Informações



Veja aqui todos os detalhes sobre o Recall do Toyota Corolla.

Quem é proprietário de um veículo do modelo Corolla deve estar atento, pois a Toyota acaba de anunciar um recall duplo no modelo. Segundo a marca, o modelo Corolla terá que passar por dois reparos. Os proprietários de veículos envolvidos devem fazer o agendamento por meio de um telefone e os reparos terão início no dia 16 do mês de abril.

Infelizmente essa não é a primeira vez que a Toyota anuncia um recall para o modelo Corolla. Aliás, desde o ano de 2013 mais de seis convocações foram realizadas para o modelo. Esse ano é a primeira vez que acontece.



O primeiro recall do Corolla está associado a um problema no airbag do passageiro, sendo que este problema já se repetiu em outros recalls do modelo.

O recall foi anunciado nesta terça-feira, dia 03 do mês de abril, e o defeito mais grave, de acordo com a fabricante, está nos denominados “airbags mortais”. O outro defeito está localizado no câmbio CVT.

Quem possui carros com os chassis descritos abaixo deve fazer o agendamento do reparo por meio de um telefone disponibilizado pela fabricante. São quase 120 mil unidades a serem vistoriadas, um número considerável alto.



“Em relação ao problema dos airbags mortais”. O defeito na realidade está no acessório do passageiro do veículo. Assim, em caso de algum acidente ou colisão em que o acessório precisar ser acionado, este, por apresentar um defeito na carcaça de seu insuflador, pode chegar a romper e assim projetar objetos cortantes e metálicos nos ocupantes do veículo, levando a danos graves físicos e até mesmo fatais.

No Brasil não foi registrado nenhum acidente em decorrência deste problema. Porém, no exterior a situação é outra, pois já foram registradas 22 mortes relacionadas a esse problema no airbag.

Dessa forma, aos proprietários de veículos envolvidos no recall, é indispensável a apresentação do veículo a uma concessionária autorizada da marca Toyota. Serão 53.635 veículos a terem o airbag do passageiro substituído. Todos os veículos são do modelo Corolla fabricados no ano de 2013.

Já o segundo recall do Corolla está relacionado ao câmbio CVT. Trata-se na realidade de um defeito presente no controle eletrônico do câmbio CVT, que está na Unidade de Controle Eletrônico que tem a finalidade de controlar a transmissão. Desse modo, o defeito leva ao aparecimento no painel de instrumentos de uma luz de advertência, que ao ser acesa pelo sistema leva imediatamente a limitação da velocidade do veículo em até 60 km por hora. Embora esse problema não seja tão grave ele também pode colocar em risco a integridade física e avida de seus ocupantes, como por exemplo em uma rodovia com um elevado tráfego de veículos a uma velocidade superior a 60 km por hora, ao ter a sua velocidade diminuída, p veículo pode ocasionar colisões. De acordo com a fabricante, serão 65.963 unidades do Corolla modelo GLi 1.8 a passar pelo reparo.

No total, serão 119.598 unidades do Corolla a serem reparadas. Para isso, basta telefonar para o número 0800-7030206 e fazer o agendamento. A marca não informou quanto tempo irá durar cada reparo, mas quando o proprietário ligar para agendar ele receberá todas as informações necessárias sobre o recall.

Não existe tempo determinado para a realização dos reparos. Ou seja, enquanto as 119.598 unidades não forem reparadas o recall será mantido. Porém, a recomendação principal é de que os proprietários de veículos Corolla cuja fabricação se deu entre os anos de 2013 e 2017 procurem apresentar seus veículos o mais rápido possível, uma vez que um dos defeitos que o carro pode conter é bem sério, podendo colocar em risco a vida de seus ocupantes.

Ligue para o SAC informado acima e saiba de todas as informações sobre o Recall Toyota Corolla 2018.

Sirlene Montes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *