Honda Fit 2018 – Especificações, Características

  

Novo modelo traz novidades em desempenho e tecnologia.

Dando uma primeira olhada para a linha 2018 do Fit, muito pouco mudou. Porém, para aqueles mais detalhistas, as novidades do carro são muito bem-vindas, principalmente em desempenho e tecnologia.

Com faróis em mesmo formato, há novos elementos internos que fazem a diferença na versão EXL. Em LED, os mesmos possuem uma luz diurna. Já na versão EX, a formação do DRL contém uma barra com quatro pontos distintos de LED, sempre ao lado de cada um dos faróis de neblina.

Na dianteira, a grade recebeu um retoque. Na parte baixa, a mudança tida como mais relevante foca no centro, invadido esse pelos faróis de neblina, dando a devida aposentadoria para o formato em trapezoidal.

Nas laterais do Fit, uma mudança somente no acabamento das rodas. Essas virão bicolores, porém somente nas versões EXL e EX. E atrás, muitas agradáveis notícias, pelas lanternas de LED e as extensões verticais, que antes eram meros refletores. Ainda, o para-choque reserva também uma distância segura entre ele e a tampa do porta-malas.

Mudanças esperadas

Apesar de serem poucas as mudanças apontadas, os pelo menos 500 mil proprietários do Fit já esperavam ansiosamente por elas há algum tempo. Desde o seu lançamento no Brasil, no ano de 2003, foram altas as incidências que o modelo sofreu nos choques em sua tampa traseira, posicionada muito rente ao ponto mais extremo do para-choque.

Com isso, em uma leve encostada do carro em um poste, parede ou pilastra, ou em manobras de ré, podia-se ter um indesejado amassado na tampa do porta-malas. É fácil perceber isso, basta observar o modelo nas ruas e constatar que muitos terão esse pedaço da lataria danificada.

E na cabine, as novidades são tão boas quanto o volumoso e redesenhado para-choque traseiro, que já foi aguardado para o Fit há muito tempo. E o ar-condicionado com a opção digital, falta sentida na edição de 2014 que trouxe a reformulação do veículo para a atual geração, chegou na linha 2018 na versão EXL.


Outra estreia fica por conta da central multimídia com um navegador GPS, também em oferta somente para a versão em topo de linha. E, finalizando, temos como equipamentos o controle para a estabilidade e a tração, agregado a uma partida em rampa. Esses estão disponíveis desde a versão mais simples até a mais completa na linha de 2018 do Fit.

Interior com mudanças discretas

Na parte interior do carro, as mudanças ainda são discretas, com destaque para a presença de um indicador para a temperatura externa localizada no painel. E, na cabine, temos o sistema Ultra, com rebatimento no banco traseiro, o que garante uma maneira fácil e muito rápida de mover o encosto e o assento em duas direções, de forma a facilitar a acomodação de objetos que ocupam um espaço maior, como vasos de plantas ou até mesmo uma prancha de surf.

Com sistema funcionando com auxílio elétrico na direção, sua sofisticação garante vantagens em relação àquelas com escovas, principalmente em relação à durabilidade e ruído no seu funcionamento.

Versões da linha 2018 do Fit

De uma maneira geral, o Fit segue sendo o mesmo, movido por um motor 1.5 flex com potência de 116/115 cavalos e gerenciamento por câmbio automático CVT de seis marchas já pré-programadas e com trocas no volante por borboleta. Com um porta-malas de 363 litros, são quatro as versões disponíveis, sendo a topo de linha a ELX, comercializada por R$ 80.900. Os itens que o compõe são: bancos de couro, airbags de cortina, multimídia com GPS, faróis de led e rebatimento em retrovisores externos.

As demais versões são: Fit EX, por R$ 75.600; Fit LX, por R$ 70.100; e Fit DX, por R$ 58.700.

Por Kellen Kunz

Honda Fit 2018

Honda Fit 2018

Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *