Novo modelo tem preços que partem de R$ 46.225.

Depois de algumas apresentações da série, chegou a vez do novo sedan Hyundai HB20S. Assim como os outros modelos desta série, o HB20S mostrou detalhes exclusivos cromados nos frisos dos vidros dos lados que percorrem até a coluna traseira e também uma nova grade dianteira juntamente com o conjunto ótico. O carro da marca coreana tem preço inicial de R$ 46.225, dotado de motor mil cilindradas.

O HB20S 2016 foi redesenhado com ‘Escultura Fluida 2.0’, um novo projeto da marca.

Somente as versões mais luxuosas, como Premium e Comfort Plus possuem lanternas traseiras das versões são do tipo clear Type, já os mais simples ainda possuem o mesmo conjunto antigo. Nessas versões top de linha também poderão ser vistos os novos faróis com projetores e com Light Guide em tecnologia LED. O custo de ambas as versões chegam a R$ 62.275.

O HB20S Premium será disponibilizado em dois pacotes diferentes. O primeiro, com bancos exclusivos na cor cinza Grey Leather e em couro e pode custar R$ 63.865. O segundo será comercializado com sistema blueMedia, o qual faz integração com seu aparelho celular, chegando ao preço de R$ 64.775. Somado o primeiro e o segundo pacote, a versão Premium do HB20S custará R$ 66.365.

A série 2016 do modelo terá um motor de quatro cilindros 1.6 Gamma, com um novo sistema de partida, conhecido com e-Start.

Estará disponível com transmissão automática e manual, contando com um ponto positivo, as seis marchas, pois o modelo automático anterior possuía apenas quatro marchas.

O motor 1,6 Gamma, com DOHC e 16 válvulas, CVVT pode atingir uma potência de até 128 cavalos com combustível etanol em 6.200 rotações com o torque de 16,5 kgf.m e 4.500 rpm. O modelo que conta com 3 cilindros, o Kappa 1.0 será composto de 4 válvulas por cilindro, com um capacidade de gerar até 80 cavalos de potência.

Por Filipe da Silva

Hyundai HB20S 2016

Hyundai HB20S 2016

Fotos: Divulgação


Nova plataforma, chamada CMA (Arquitetura Modular Compacta), visa cobrir a produção de novos veículos compactos.

A Volvo, fabricante de automóveis sueca, está planejando adentrar o ano de 2017 com muitas ideias novas. A marca revelou nos últimos dias que está desenvolvendo uma nova plataforma chamada de CMA.

A CMA, Arquitetura Modular Compacta, visa cobrir a produção de novos veículos compactos. A Volvo pretende, dentro dos próximos 4 anos, substituir todos os seus modelos por versões baseadas nessa nova plataforma.

A mudança permitirá que a montadora dobre seu volume de vendas e que aumente o faturamento. A nova plataforma proporciona que a produção possa ser acelerada e isso é essencial para que a marca fature mais, a diminuição do tempo de produção de 1 veículo irá permitir a produção de 800 mil carros no período de 1 ano.

A Volvo informou ainda que entre suas metas está o plano de evitar ao máximo, através de tecnologias inteligentes, acidentes com vítimas fatais ou ferimentos graves a partir do ano de 2020.

A marca não informou muitas informações a respeito de quais modelos serão produzidos com a nova tecnologia, mas vale lembrar que dois já foram anunciados: o Hatch V40 com cinco portas (próxima geração) e um novo veículo que foi batizado de XC40.  Existem boatos de que a plataforma será utilizada na produção de um S40 para bater de frente com seus principais concorrentes, mas por enquanto não há nada confirmado e a notícia é mera especulação.

A venda desses carros terá abrangência mundial e o local de fabricação será na Bélgica, a marca também avalia a possibilidade de utilizar a plataforma CMA na China.

De acordo com a Volvo, a nova plataforma possibilitará mudar a forma de produzir e fabricar carros, gerando a possibilidade de aumentar a variedade de veículos. Outra pretensão da marca é utilizar a tecnologia nos veículos elétricos, essa ideia faz parte do planejamento da empresa que pretende possuir 10% da produção mundial em híbridos e elétricos.

Por Beatriz 

CMA - Nova plataforma da Volvo

Foto: Divulgação


Novo modelo herdou o nome do antigo veículo da Fiat e irá tentar reviver o sucesso conquistado pelo mesmo na década de 90.

Foi anunciado pela renomada fabricante de veículos automotores Fiat que o conceito apresentado no Salão de Istambul, evento ocorrido no mês de maio deste ano, será batizado com o nome de Tipo.

Conforme foi revelado pela fabricante, este veículo será um sedan compacto que será comercializado em âmbito mundial, sendo que inicialmente ele será comercializado em 40 países da Europa e do Oriente Médio. Na Itália, a empresa já garantiu que as vendas irão iniciar no mês de dezembro ainda deste ano.

Como herdou este nome de sucesso, este novo veículo da Fiat irá tentar reviver o icônico sucesso conquistado pela primeira versão do Tipo comercializada na década de 90. A diferença entre estas duas versões é que no modelo da década de 90 o veículo era um hatch médio, contudo nesta nova versão 2015 ele será um sedan compacto, com porte similar ao do Linea.

Na Europa, este novo Tipo será comercializado com duas versões equipadas com propulsores turbodiesel e outras duas versões com propulsores movidos a gasolina, a potência máxima que estes motores irão oferecer ao carro irá ter uma variação entre 95 e 120 cavalos, por lá os consumidores poderão escolher a transmissão automática ou manual.

O mais curioso é que na Turquia a Fiat optou denominar este três-volumes, o qual possui 4,54 m de comprimento e 2,64 m de entre eixos, de Egea.

Após ser consultada a respeito da possibilidade dessa novidade ser comercializada aqui no mercado brasileiro, a Fiat deixou bastante claro que, até o presente momento, não possui nenhuma intenção de inseri-la no mercado nacional, o que é uma pena, haja vista que o Tipo da década de 90 foi um dos maiores sucessos de vendas da empresa nos anos 1990.

Então, neste primeiro momento, apesar da notícia não ser das melhores para os consumidores brasileiros, a expectativa é que a Fiat, no futuro, possa rever o seu posicionamento e inserir esta novidade também aqui no mercado nacional.

Por Adriano Oliveira

Fiat Tipo

Fiat Tipo

Fotos: Divulgação


Modelo terá versões sedan, hatch e perua produzidas.

Com produção prevista na Turquia, na fábrica de Bursa, o Fiat Aegea também será fabricado no Brasil a partir de 2017. Mais especificamente na unidade da Jeep em Goiana (PE). O modelo também deve ser produzido na Índia.

A informação sobre a produção começar a ser feita no Brasil partiu de dois sites europeus, o Auto Monitor de Portugal e o Just Auto da Inglaterra.

A vinda da produção do sedan médio da marca Fiat para o Brasil indica que a montadora italiana colocará um forte concorrente frente aos sedans japoneses da Honda e da Toyota.  O modelo sedan, que foi apresentado no Salão de Istambul na Turquia, tem um design elegante e tradicional, sem muitos detalhes ousados.

O modelo também deverá contar com uma versão hatch e uma versão perua. A versão hatch deve ser apresentada no Salão de Genebra apenas em 2016.

O Fiat Aegea começará a ser comercializado no final deste ano na Turquia e no primeiro semestre de 2016 no restante da Europa.

Os modelos Aegea hatch e sedan deverão substituir os modelos Bravo e Linea, respectivamente. A versão perua deve substituir a Marea Weekend futuramente.

Com medidas maiores, o Aegea sedan possui um porte mais encorpado, corrigindo a principal falha do Linea. O modelo estaria mais adequado para cinco passageiros, com seus 4,50 metros de comprimento, 1,78 metros de altura e 2,64 metros na distância entre eixos. O porta-malas possui uma capacidade de 510 litros.  

Para o velho continente, deverão estar disponíveis quatro opções de motorização, sendo duas a diesel e duas a gasolina. A potência varia entre 95 cv e 120 cv, com opções de câmbio manual e automático.

Apesar da Fiat do Brasil tratar o assunto como especulação, a disparada do dólar e as velozes e constantes mudanças de decisões do grupo reforçam a informação.

Por Jean Fretta Pereira

Fiat Aegea

Fiat Aegea

Fotos: Divulgação


Modelo terá versões que partem dos preços de R$ 209.900 a R$ 256.900 no Brasil. Vendas serão iniciadas ainda neste mês.

O Range Rover Evoque chega às concessionárias brasileiras da Land Rover ainda neste mês de outubro, com novas versões e também um visual remodelado. Os valores variam de R$ 209.900 a R$ 256.900.

Uma das novidades são as versões SE, SE Dynamic, HSE e HSE Dynamic. Em relação a mudanças externas podemos falar das novas lanternas, faróis e aerofólio traseiro e para-choque dianteiro com novos desenhos. O cliente também poderá escolher entre oito opções de cores do veículo e outras duas de teto.  

O Range Rover Evoque não tem alterações na parte mecânica, mas traz motor Si4 2.0 Turbo com 240 cavalos e transmissão ZA-9HP automática, com nove marchas.

Já internamente, os bancos de couro estão reformulados e com diferentes acabamentos como, por exemplo, costura em cor contrastante.

O sistema de entretenimento, que leva o nome de “In Control” também está com sua interface renovada e comandos intuitivos. Em relação à questão do som, ele pode chegar a 825W e até 17 alto-falantes.

O consumidor pode escolher entre os aros 18, 19 ou 20, em cada versão diferente, mas sempre de liga leve, nas cores preto, cinza ou prata.

A partir de 2016 este modelo será produzido na fábrica da marca em Itatiaia, no Rio de Janeiro. Desde que foi lançada, a Range Rover Evoque já vendeu mais de 20 mil SUV’s no País.

A fábrica brasileira da Jaguar Land Rover está na fase final de construção e receberá um investimento de R$ 750 milhões até 2020 com o objetivo de chegar a fabricar 24 mil unidades por ano.

Atualmente, a marca conta com 40 concessionárias no Brasil e deve unir as operações de Land Rover e Jaguar até março de 2016, fazendo com que as lojas atendam as duas marcas.

Por Kika Akita

Range Rover Evoque 2016

Range Rover Evoque 2016

Fotos: Divulgação


Montadoras Ford e Honda anunciaram alta nos preços de alguns de seus modelos.

Após um grande empurrão por parte da tão famosa crise, cerca de 74% das empresas afirmam que seu impacto ainda não foi superado. Grande parte da perca se relaciona à perda de investimentos, falta de demanda e acesso ao crédito.

A população em si consegue sentir na pele tal situação, em que 90% destes são ricos, escolarizados, e moradores de grandes cidades ou metrópoles.

A percepção populacional ocorre, segundo argumentos dos mesmos, devido ao aumento de preços de produtos e serviços, ou inflação, mencionado por 56%. E os demais se dividem entre argumentos que sugerem como culpada a corrupção, elevação de juros, falta de emprego, e aumento do preço do dólar.

Supera-se com grande luta, uma barreira implícita de 2 milhões de veículos vendidos este ano, causando pânico em boa parte desta área do mercado. De janeiro a setembro, foram registrados cerca de 1,95 milhão de automóveis, tanto comerciais leves, caminhões e ônibus, o que significa um decréscimo nas vendas de 22,6% em comparação com 2,5 milhões de unidades emplacadas nos mesmos nove meses de 2014.

Novidades na crise surgem com contraste em relação a outros mercados. Como já estamos acostumados com o sistema "Eu os ajudo a sair da crise que criei" devemos nos conter na hora de escolher privilégios, luxos e, é claro, marcas.

Os sites das empresas Ford e Honda divulgam preços de novos modelos de automóveis. E com todos os comércios abaixando seus preços, disponibilizando descontos, cortando taxas, nos deparamos com um leve, mas considerável aumento.

Com o susto (ou não), é explícito que existem empresas que agem como tanques de guerra, ignorando completamente a ausência de compras deste porte, ou provocando aqueles que não hesitam em investir em algo tão útil, ou importante como o ego, ou o carro mesmo.

Veja abaixo uma lista de preços feita pelo site Exame.com:

FORD:

– Ka:

  • SE 1.0 – R$ 40.590 (antes, R$ 39.390);
  • SE Plus 1.0 – R$ 42.690 (antes, R$ 41.390);
  • SEL 1.0 – R$ 46.290 (antes, R$ 44.490);
  • SE 1.5 – R$ 44.490 (antes, R$ 43.090);
  • SE Plus 1.5 – R$ 46.590 (antes, R$ 45.190);
  • SEL 1.5 – R$ 50.190 (antes, R$ 48.190).

– Ka+:

  • SE 1.0 – R$ 43.590 (antes, R$ 42.390);
  • SE Plus 1.0 – R$ 45.690 (antes, R$ 44.490);
  • SEL 1.0 – R$ 49.290 (antes, R$ 47.490);
  • SE 1.5 – R$ 47.490 (antes, R$ 46.090);
  • SE Plus 1.5 – R$ 49.590 (antes, R$ 48.190);
  • SEL 1.5 – R$ 53.190 (antes, R$ 51.190).

– Fiesta:

  • S 1.5 – R$ 47.990 (antes, R$ 46.790);
  • SE 1.5 – R$ 52.090 (antes, R$ 50.890);
  • SE 1.6 – R$ 55.090 (antes, R$ 53.890);
  • SE 1.6 Powershift – R$ 59.590 (antes, R$ 58.390);
  • Sport 1.6 – R$ 61.390 (antes, R$ 60.190);
  • Titanium 1.6 Powershift – R$ 66.490 (antes, R$ 65.290).

– Fiesta Sedan:

  • SE 1.6 – R$ 58.790 (antes, R$ 55.790);
  • SE 1.6 Powershift – R$ 63.290 (antes, R$ 62.290);
  • SE Plus 1.6 Powershift – R$ 64.990;
  • Titanium 1.6 Powershift – R$ 70.790 (antes, R$ 69.790);
  • Titanium Plus 1.6 Powershift – R$ 73.790.

– Focus:

  • SE 1.6 – R$ 69.900;
  • SE Plus 1.6 – R$ 73.900 (antes, R$ 71.900);
  • SE Plus 2.0 Powershift – R$ 80.900 (antes, R$ 78.900);
  • Titanium 2.0 Powershift – R$ 88.900 (antes, R$ 86.900);
  • Titanium Plus 2.0 Powershift – R$ 97.900 (antes, R$ 95.900).

– Focus Fastback:

  • SE 2.0 Powershift – R$ 81.900 (antes, R$ 77.900);
  • Titanium 2.0 Powershift – R$ 89.900 (antes, R$ 87.900);
  • Titanium Plus 2.0 Powershift – R$ 98.900 (antes, R$ 98.900).

HONDA:

– Fit:

  • DX manual – R$ 52.700 (antes, R$ 51.600);
  • DX CVT – R$ 57.900 (antes, R$ 56.600);
  • LX manual – R$ 57.700 (antes, R$ 55.900);
  • LX CVT – R$ 62.900 (antes, R$ 60.800);
  • EX CVT – R$ 67.900 (antes, R$ 65.900);
  • EXL CVT – R$ 70.900 (antes, R$ 68.900).

– City:

  • DX manual – R$ 55.300 (antes, R$ 53.900);
  • LX CVT – R$ 64.900 (antes, R$ 63.400);
  • EX CVT – R$ 69.000 (antes, R$ 67.700);
  • EXL CVT – R$ 72.700 (antes, R$ 70.900).

– Civic:

  • LXS manual – R$ 73.000 (antes, R$ 71.900);
  • LXS CVT – R$ 76.000 (antes, R$ 74.900);
  • LXR – R$ 80.700 (antes, R$ 79.400);
  • EXR – R$ 90.700 (antes, R$ 89.400).

– HR-V:

  • LX manual – R$ 73.700 (antes, R$ 71.900);
  • LX CVT – R$ 79.700 (antes, R$ 77.400);
  • EX CVT – R$ 84.700 (antes, R$ 82.400);
  • EXL CVT – R$ 92.900 (antes, R$ 90.700).

– CR-V:

  • EXL 4WD – R$ 136.900 (antes, R$ 134.900).

Por Caio Nunes Estima Magalhães

Ford Ka 2015

Honda Fit 2015

Fotos: Divulgação


Modelo renovado será vendido por R$ 204.900,00.

O Chrysler 300C foi anunciado nos últimos dias como um carro que passou por renovação e vai ser ofertado ao consumidor pelo valor de R$ 204.900,00.

Esse modelo chega ao mercado com as seguintes características:

  • Motor V6 com 3,6 litros e uma repaginada na sua programação eletrônica;
  • Potência de 296 cv e um torque de 36 kgfm, ou seja, são 10 cv e também 1,3 kgfm a mais do que o anterior (286 cv e 34,7 kgfm);
  • Realiza em 7,9 segundos um percurso de 0 a 100 km/h;
  • Apresenta uma velocidade máxima de exatamente 240 km/h;
  • Caixa de Câmbio Automática com 8 marchas;
  • Força do propulsor vai direto para as rodas traseiras;
  • Volante apresenta paddle-shifts;
  • Direção totalmente do tipo Elétrica e não mais como Eletro-hidráulica;
  • Para-choques redesenhados e com uma grade que denota uma projeção mais para a parte da frente;
  • Rodas de 20 polegadas totalmente redesenhadas;
  • Faróis principais que são de duplo xenônio e ainda contam com um nivelamento automático e com luzes que apresentam uma circulação diurna justamente de LED no formato da letra “C”, inicial da marca;
  • Faróis de Neblina que fica em uma faixa cromada que é abrigada em uma grade inferior;
  • Lanternas Traseiras que acompanharam a evolução da máquina e também foram redesenhadas;
  • Volante com um design renovado;
  • Tela de Multimídia localizada no centro do Painel, com 8,4 polegadas e que conta com algumas facilidades, que fazem com que o motorista comande de uma forma rápida o ar- condicionado que é apresentando em 2 zonas, juntamente com o GPS, o áudio e os bancos;
  • Computador de Bordo que apresenta uma tela multifuncional colorida do tipo TFT e possui exatamente 7 polegadas. Ele fica localizado entre o conta-giros e o velocímetro, tornando a navegação mais fácil e ainda mostrando com detalhes os demais dados de desempenho dessa máquina, com destaque para as informações a respeito da viagem como as coordenadas, a pressão exercida nos pneus, a temperatura do óleo do motor e também do câmbio, o telefone, etc;
  • Porta-malas com uma capacidade para 500 litros;
  • Acabamento inferior na cor preta;
  • Preço final na casa dos R$ 204.900,00.

Por Fernanda de Godoi

Chrysler 300C

Chrysler 300C

Fotos: Divulgação


Novo modelo será disponibilizado em 3 versões: Base, Plus e Exclaim.

A fabricante de veículos automotores Kia fez a revelação oficial, nos Estados Unidos, da versão 2016 do conhecido Kia Soul. Na versão 2016, o veículo será disponibilizado em três versões sendo estas as seguintes: Base, Plus e Exclaim.

Novos acessórios foram inseridos nesse novo modelo, porém a motorização da versão antiga foi mantida, sendo que o motor do modelo 2016 será o já conhecido 1.6 GDI dotado de injeção direta de combustível, o qual é capaz de produzir uma potência máxima de 130 cavalos, os consumidores terão como opção dois tipos de transmissão, a manual e a automática, sendo que nas duas configurações o veículo possui seis marchas.

Na versão mais simples denominada Base, o Kia Soul foi melhorado e ganhou um novo pacote de acessórios, pacote este que foi batizado com o nome de Convenience Package que disponibiliza para os proprietários deste veículo uma central multimídia totalmente sensível ao toque no tamanho 4,3 polegadas dotada de câmera de ré e rádio com funcionamento via satélite da marca SiriusXM.

Já a versão intermediária, a Plus, o veículo irá trazer algumas novidades, tais como, para-choques com acabamento feito na cor preto brilhante, câmera de ré e luzes de neblina, o pacote de acessórios dessa versão foi denominado Designer Collection e além de ofertar a carroceria em duas cores, ainda oferece ao consumidor duas opções na tonalidade da carroceria e rodas na cor preta no tamanho 18 polegadas e bancos totalmente revestidos em couro.

A versão topo de linha do modelo será a Exclaim que disponibiliza para o consumidor bancos totalmente revestidos em couro e um pacote exclusivo e inédito de acessórios de segurança chamado Premium Package que é dotado de alarme de colisão frontal e de alternância de faixa quando esta for realizada de forma involuntária pelo condutor e sistema de navegação. Outros acessórios que incrementaram a versão e fazem dela topo da linha são sistema de som mais elaborado do que nas outras versões, luzes internas de LED, bancos com sistema de ventilação com tecnologia de aquecimento e teto panorâmico.

Agora, só nos resta aguardar a chegada dessa novidade aqui no mercado brasileiro.  

Por Adriano Oliveira

Kia Soul 2016

Kia Soul 2016

Kia Soul 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo na linha 2016 foi lançado no Brasil em 3 versões, que partem pelo preço de R$ 85.990.

O início de agosto foi bastante agitado para o mercado automotivo brasileiro, haja vista os lançamentos que chegaram ao mercado. Dentre os principais destaques anunciados está a chegada do Hyundai i30 reestilizado que vem bastante forte em sua linha 2016. O automóvel dispõe de mudanças em seu visual e novidades que prometem agradar a todos os gostos. O modelo chega ao mercado brasileiro em três versões diferentes. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

Como foi citado acima, o Hyundai i30 chega em três versões. A versão de entrada possui preço sugerido de R$ 85.990 e seus principais itens de série são: teto solar panorâmico, volante de couro, ar-condicionado, piloto automático e rodas de 17 polegadas. Vale destacar que os principais concorrentes na mesma faixa de preço citada como, por exemplo, o Ford Focus e o Volkswagen Golf também contam com controles de tração e estabilidade, mais airbags, dentre outros itens. Portanto, essa pode ser uma desvantagem para a versão de entrada.

A versão intermediária, por sua vez, possui como preço inicial sugerido R$ 98.990. Além dos itens da versão de entrada, a versão intermediária também dispõe de: ar digital de duas zonas, controles de tração e estabilidade, airbags laterais e de cortina, bancos de couro, painel configurável em TFT além do sensor de chuva.

Já a opção completa, ou seja, a versão top de linha parte de R$ 105.990. Além disso, é importante destacar que, até o momento, essa versão é limitada e conta com apenas 40 unidades para venda. Além dos itens da versão de entrada e da versão intermediárias, a opção completa ainda dispõe de: acesso e partida sem chave, airbag de joelho para o motorista, retrovisor eletrocrômico, faróis de xenônio, bancos dianteiros elétricos com aquecimento e freio de mão eletrônico.

A parte mecânica do automóvel não apresenta mudanças se considerarmos cada versão citada nesta matéria. Dessa forma, todas possuem sob o seu capô o motor 1.8 de 150 de cavalos e 18,2 kgfm de torque, sendo o câmbio automático e de 6 direções.

Por Bruno Henrique

Hyundai i30 2016

Hyundai i30 2016

Hyundai i30 2016

Fotos: Divulgação


Foi registrada queda de 21,58% nas vendas de carros no mês de julho de 2015 se comparado ao mesmo período de 2014.

As vendas de carros no Brasil tiveram queda de 21,58% no mês de julho, se comparado a dados de 2014, de acordo com informações da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores).  A entidade classifica o índice como o pior para as montadoras desde julho de 2007. Vale ressaltar que no ano de 2015, o mercado de automóveis registrou venda de 1,5 milhão de carros. Esses índices, segundo a instituição, significam uma redução de 21%, quando se compara com os indicativos de 2014.  É possível consultar os índices econômicos do setor no portal da Fenabrave.

Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Automotores) avalia que os números apresentados têm ligação direta com a crise financeira. “O país passa por um cenário de baixa confiança dos investidores e consumidores, restrição ao crédito e expectativa pela conclusão dos ajustes na economia. Porém, acreditamos que os anúncios de algumas medidas, como o Plano Nacional de Exportações e o Plano Safra, são parte de uma agenda positiva”.

De certa forma, alguns setores esperam que o mês de agosto apresente melhores índices, como afirma Octávio Vallejo, presidente do Sincodiv-SP (Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado de São Paulo), em entrevista ao jornal “O Diário do Grande ABC”.  Vallejo também menciona na reportagem que os bancos e instituições financeiras estão ainda mais exigentes quanto às aprovações de financiamento, o que dificulta as vendas.  Ele destaca que na região do ABC, cerca de dez concessionárias foram fechadas.

Os carros mais vendidos:

Embora julho tenha registrado queda nas vendas, se comparado aos outros meses de 2015, houve aumento de 6,9%, relacionado aos emplacamentos até agora. Entre os carros mais vendidos está o Palio, que mantém a liderança desde o ano passado, segundo informações do site do “Quatro Rodas”. Foram cerca de 11.312 unidades vendidas até o mês de julho. O Chevrolet Onix obteve mais de 10.726 emplacamentos, de acordo com a publicação.

Por Letícia Veloso

Comprar carros

Foto: Divulgação


Novo modelo alia alta tecnologia e maior praticidade. Preço de venda está em torno de R$ 105 mil.

A Subaru está comercializando toda a linha 2015/2016 do Subaru XV, e o modelo está com novas e modernas adaptações, mais conforto e beleza. O carro está com o valor em torno de R$ 105.000,00 no mercado, pois vem com uma versão de alta tecnologia e maior praticidade.

Confira os detalhes:

O Subaru XV apresenta um novo layout localizado no quadro de instrumentos, conta giros, grafismo que facilita a leitura das informações que mostra a velocidade, confortável volante multifunção, moderno comando de rádio e viva-voz e sofisticado controle de velocidade e sistema SI drive.

A tela monocromática do modelo anterior foi substituída por uma tela colorida de LCD, que permite ao condutor ter o controle do nível de combustível do tanque, além da distancia percorrida e do controle de velocidade. O banco onde senta o motorista também passou por ajustes elétricos para controle da altura, do encosto e distancia.

O Subaru XV vem com motor 2.0, caixa de cambio com seis marchas simuladas do tipo CVT, está no tamanho 4,45 m e entre eixos de 2,64m e largura de 1,78m, altura de 1,62 e 1415 KG, porta-malas com 310L. Esse utilitário esportivo proporciona mais ergonomia e muitas vantagens para seguir em uma boa viagem a bordo.

Além do Subaru XV, a fabricante também resolveu inovar e fazer lançamento dos outros modelos, como o Subaru Impreza e o Subaru Forester. E todos os carros da linha sofreram modificações no modelo da chave, que tiveram suas dimensões redesenhadas com três botões, pois o objetivo é proporcionar maior segurança ao travar e abrir  a porta e o  porta-malas.

Portanto, as pessoas que estão interessadas em adquirir um dos carros da linha, em especial o Subaru XV, podem aproveitar o mês de julho, onde a fabricante está com o objetivo de aumentar a comercialização. Por isso, não percam a oportunidades de poder conferir todo o desempenho do carro, verificar todas as novas adaptações na estrutura que segundo a Subaru garante ser a maior e uma das melhores com boas condições de dirigibilidade, segurança e conforto. Além da beleza e sofisticação de todos os carros da linha.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

Subaru XV 2016

Subaru XV 2016

Subaru XV 2016

Fotos: Divulgação


Mercado brasileiro recebeu a versão EXL com tração nas quatro rodas e será vendido pelo preço inicial de R$ 134.900.

Foi anunciado pela fabricante de veículo automotores chinesa Honda, nesta terça-feira, dia 30 de junho de 2015, oficialmente, o lançamento do novo Honda CR-V aqui no Brasil. Além de contar com um visual totalmente novo, este SUV será trazido diretamente do México, porém só teremos por aqui a versão EXL que virá com tração nas quatro rodas.

Pelo o que pôde ser visto neste lançamento, os faróis destes veículos são de LED e ganharam um novo formato. Ambos os para-choques foram redesenhados, bem como a grade dianteira. Este novo CR-V virá com rodas confeccionadas em liga-leve e terão tamanho17 polegadas.

Na parte interna este carro também sofreu algumas modificações, uma vez que o console central foi totalmente renovado, sendo que foram inseridos detalhes cromados, ainda o proprietário terá novas opções para escolher qual será o tipo de revestimento que irá colocar no console do seu veículo.

Com relação aos itens de série a novidade mais significativa foi a inserção de uma central de multimídia de sete polegadas com tela sensível ao toque, a qual possui entrada auxiliar HDMI, Wi-Fi, GPS e Bluetooth.

Esse SUV chegará ao país com um motor 2.0 16V i-VTEC FlexOne, o qual terá a capacidade de produzir uma potência máxima de 150 cavalos a 6.300 rpm e um torque de 19,3Kgfm nas 4700 rpm. Este motor irá trabalhar juntamente com um câmbio automático de cinco velocidades.

Na realidade este carro virá recheado de itens de série, dentre estes acessórios estão controle de tração e de estabilidade, direção adaptiva elétrica, assistente para partida em rampa e o sistema de direção com modo ecológico de condução ECON.

No quesito segurança este novo Honda também não deixou a desejar, pois este carro possui seis airbags, sendo dois laterais, dois frontais, bem como outros dois do tipo cortina.

Os interessados em adquirir este veículo terão disponíveis cinco cores distintas, sendo que cinza metálico e vermelho perolizado são inéditas. O valor de comercialização deste carro será a partir de R$ 134.900, os consumidores que quiserem a pintura do carro metálica ou perolizada terão que desembolsar uma quantia a mais de R$ 1.200 no valor final.

Por Adriano Oliveira

Honda CR-V reestilizado

Honda CR-V reestilizado

Fotos: Divulgação


Novo modelo será comercializado no mercado indiano e está sendo analisada a possibilidade de ser vendido também no Brasil.

Apesar de já ser conhecido na China com o nome de iX25, o veículo compacto da Hyundai agora assumiu o nome de Creta, a fim de conquistar outros mercados, sendo que ele irá começar pelo mercado indiano. Segundo as notícias de bastidores, a fabricante do veículo, a Hyundai, vem analisando com bastante carinho a possibilidade de fazer a importação deste veículo também para o mercado brasileiro.

A escolha do nome Creta não foi por acaso, uma vez que este é o nome da maior ilha da Grécia, este veículo foi projetado com uma adaptação especial para destiná-lo ao mercado indiano, por lá esta novidade da Hyundai irá concorrer com outros veículos que já são velhos conhecidos por aqui, tais como, Renault Duster, Ford Eco Sport, exceção feita ao Nissan Terrano.

Esta versão do Creta lançada na Índia em suma não difere muito do modelo Chinês. Conforme a versão do Creta escolhida pelo cliente, este carro já vem de série com rodas no tamanho 17 polegadas, luzes diurnas de LED, central de multimídia com navegador no tamanho de cinco polegadas, bancos revestidos em couro com aquecimento, bem como seis airbags. Diante dessas especificações deu para perceber que este veículo é realmente recheado de acessórios.

O lançamento oficial deste veículo está marcado para ocorrer oficialmente no dia 21 de julho do ano de 2015. O Creta poderá ter como propulsor um motor 1.6 movido a gasolina, o qual terá a capacidade de desenvolver um potência de 123 cavalos, ainda este carro terá duas versões de motores movidos à Diesel, sendo uma aspirada 1.4 e a outra turbo 1.6, as quais terão a capacidade de desenvolver uma potência máxima de 128 cavalos. Exceto a versão com motor 1.6 movido a diesel que terá o câmbio automático com a presença de seis marchas, as demais versões deste veículo serão equipadas com um câmbio manual de seis marchas.

Para fazer a importação deste veículo aqui para o Brasil a Hyundai do Brasil quer primeiro ter certeza se irá ser vantajosa a ampliação da unidade da empresa que fica na cidade de Piracicaba (SP), a qual, atualmente, dedica-se na produção exclusiva da linha do conhecido HB20.  

Por Adriano Oliveira

Hyundai Creta

Hyundai Creta

Fotos: Divulgação


Novo modelo é mais moderno e está até 200 quilos mais leves que a versão atual.

A Opel revelou o novo Astra Geração K com características bem marcantes e revoluções técnicas surpreendentes. O corte clássico revela um modelo mais moderno, que agora está até 200 quilos mais leve que o modelo atual, de acordo com a motorização e equipamentos disponíveis. A média é de 120 quilos a menos em relação à versão anterior.

O modelo está mais moderno em virtude do uso de aço em diferentes densidades e tamanhos, os quais são mais resistentes e leves. Além da nova arquitetura dos pilares, responsável por diminuir o peso e melhorar o desempenho do veículo. Mesmo com a redução de peso, o chassi ganhou mais medidas, resultando em mais eficiência do ponto de vista da condução, da economia de combustível e maior durabilidade dos componentes.

O Astra Geração K será lançado oficialmente no Salão de Frankfurt, na Alemanha em setembro próximo. O modelo que está mais leve e compacto, uma vez que a distância entre-eixos diminuiu 2 cm. Apesar de encolher por fora, o carro cresceu por dentro. São quase 5 centímetros mais curto em relação a versão anterior (4,37 m), é 2,6 cm mais baixo. Entretanto cresceu em 35 mm no espaço para pernas no espaço reservado para os bancos dianteiros.

Há mais uma opção de motor, com potências que oscilam entre 95 cavalos e 2000 cavalos. A base dos motores a gasolina é o 1.0 ECOTEC turbo de 105 cv e três cilindros, que apresenta alguns dos componentes da versão 1.4 ECOTEC turbo de quatro cilindros. Além deles há opções a Diesel com o 1.6 CDTI de 95 cv e 1.6 turbo de 200 cv.

As mudanças também ocorreram na parte interna. O painel recebeu uma redução de botões no console central, poupando aproximadamente 20 quilos. A marca afirmou que os materiais empregados são mais leves e evoluíram, segundo a merca e apresentam um toque mais leve e agradável. Para saber mais sobre o modelo teremos que esperar até setembro. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Opel Astra Geração K

Opel Astra Geração K

Fotos: Divulgação


Nova linha do modelo 208 virá com a lista de itens de série aumentada. Os preços continuarão os mesmos do ano 2015.

A fabricante francesa de veículos automotores Peugeot está tentando mais uma vez atrair cada vez mais os consumidores aqui no Brasil, tendo em vista que a empresa, após o lançamento do crossover 2008, traçou uma estratégia para conseguir alavancar as suas vendas, esta estratégia consiste em oferecer aqui no país veículos cada vez mais completos. Essa nova estratégia da empresa foi confirmada com o lançamento da linha 2016 do Peugeot 208, pois este veículo teve a sua lista de itens de série aumentada, contudo os preços de comercialização dessa linha não foram alterados, os veículos serão comercializados com os mesmos valores de tabela do ano de 2015.

A nova linha do Peugeot 208 virá com bastantes itens de série sendo que os principais destaques são: rádio com entrada USB e conexão Bluetooth, ar-condicionado, direção elétrica, central de multimídia colorida com tela de sete polegadas e sensível ao toque, faróis com luzes diurnas e lanternas confeccionadas em LED, a versão mais básica, a Active, agora tem incorporada faróis de neblina, vidros elétricos agora também nas portas traseiras, retrovisores com ajustes totalmente elétricos, banco traseiro com a presença de encosto de cabeça inclusive para o passageiro central, alarme, bem como volante multifuncional.

Já a versão Active Pack do 208 traz como novidades o volante totalmente revestido em couro, airbags laterais e ar-condicionado digital com o sistema de duas zonas de climatização. Na versão Allure é a que possui teto panorâmico de vidro e vem agora com acrescida de regulador/limitador de velocidade e sensor de estacionamento na retaguarda.

Nessas três primeiras versões que foram citadas acima, o motor utilizado foi o 1.5 8V Flex o qual tem a capacidade de desenvolver uma potência máxima de 93cv e torque máximo quando abastecido com etanol de 139,2 Nm a 3.000 giros, sendo que o câmbio é o convencional manual de cinco marchas.

A versão Allure possui câmbio automático sequencial de quatro marchas. Na versão topo de linha que é a Griffe o 208 oferta um motor 1.6 16V o qual tem a capacidade de desenvolver uma potência máxima de 122cv e torque de 160,7 Nm quando abastecido com etanol e a 4.000 giros, nessa versão o consumidor encontra como acréscimo os seguintes acessórios: rodas de liga-leve tamanho aro 16 e diamantadas, sensores crepuscular e de chuva, airbags do modelo cortina com seis bolsas de proteção para as pessoas ocupantes do carro.

Por Adriano Oliveira

Peugeot 208 2016

Peugeot 208 2016

Peugeot 208 2016

Fotos: Divulgação


Número de emplacamentos em maio caiu 27,5%, registrando 212.713 unidades de automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões emplacados.

Como era de se esperar, o fraco desempenho da economia brasileira está afetando diretamente a indústria automotiva no país. De acordo com dados da Fenabrave, associação das concessionárias, o número de emplacamentos de veículos caiu 27,5% no mês de maio, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo a associação, foram 212.713 unidades de automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões emplacados. No mesmo período de 2014 este número foi de 293.344 veículos.  

Ao comparar com o mês anterior, abril deste ano, a queda foi significativamente menor, de 3%. No período, 219.371 veículos foram emplacados. Nos cinco primeiros meses de 2015 foram vendidos 1.106.476 veículos, contra 1.399.280 do mesmo período de 2014. Sendo assim, a queda é de 20,9%.   

No segmento de automóveis e comerciais leves, que representam a maior parcela do mercado, houve uma queda considerável de 26,2%, comparado a maio do ano passado (204.978 unidades contra 277.886).

O modelo líder no acumulado do ano é o Palio, da Fiat. Ele foi o único automóvel a conseguir superar a marca de 10 mil unidades emplacadas no mês. De acordo com a Fenabrave, foram vendidas 10.469 unidades. Na segunda posição aparece o HB20, com 8.848 unidades, seguido do Ford Ka, com 8.348 unidades vendidas.   

Já no segmento de caminhões e ônibus, o desempenho não foi nada animador. A queda foi ainda mais acentuada, registrando apenas 7.735 unidades vendidas em maio deste ano. Tal número representa uma queda de 50% comparado a maio de 2014, período que registrou 15.458 emplacamentos. Em relação ao acumulado, o segmento obteve uma queda de 38,8%.   

A queda entre as motos foi de 16,8%. Em maio deste ano foram emplacadas 105.472 unidades, enquanto que no ano passado o número foi de 126.704. Comparado a abril, mês que obteve 108.155 unidades emplacadas, o segmento registrou uma retração de 2,5%.  

O desempenho do mercado automotivo em 2015 deverá seguir em ritmo de retração, devido à crise financeira e à diminuição do crédito para aquisição de novos veículos.

Por William Nascimento

Venda carros

Foto: Divulgação


Versão GT350 custará US$ 48.870 e terá 100 unidades produzidas, e versão GT350R custará US$ 61.370 e terá apenas 37 unidades fabricadas.

Se você acompanha as novidades no mundo dos automóveis e esportivos deve estar sabendo do lançamento do novo Mustang, que contará, dentro outras novidades, com diversas inovações tecnológicas e no design, como o aumento no spoiler dianteiro, o que causará um aumento do downforce, um novo aerofólio de fibra de carbono, difusor agressivo, novas entradas no capô, aberturas nas caixas onde ficam localizadas as rodas dianteiras, e talvez a maior das novidades: as rodas serão em fibra de carbono, com o tamanho de 19 polegadas. A Ford é a primeira empresa a apresentar esse tipo de inovação em modelos de série. Todas essas inovações fazem com que o novo modelo seja considerado o mais poderoso já feito.

Se depois de saber todas essas novidades, você está tentando imaginar qual seria o preço,  temos uma boa notícia para você! Na última terça-feira, as duas novas versões, mais potentes do Mustang 2015, tiveram seus preços divulgados nos Estados Unidos.

O vazamento da informação diz que as versões chamadas de GT350 teriam seus preços em torno de US$ 47.870, sem incluir as taxas extras. O modelo GT350 será o modelo de entrada, com produção de apenas 100 unidades inicialmente.

A outra versão, a GT350R será a mais cara e contará inicialmente com apenas 37 unidades, e terá o preço inicial de US$ 61.370, sem incluir as taxas e possíveis acessórios. Os interessados em modificações nos modelos também terão vez. As opções de incrementos para os carros apresentam vários pacotes diferenciados, com modificações esportivas, tecnológicas ou somente visuais. Os preços variam desde US$ 3.000 até US$ 7.500, para todos os gostos e bolsos.

Vale lembrar, que o preço anunciado vale, por enquanto, somente para os Estados Unidos. Ainda temos que esperar o anúncio da versão do preço para os bolsos brasileiros, que  deverá ser conhecida em breve, e como estamos acostumados será adicionado de algumas taxas e impostos, como de costume no mercado brasileiro.

Por Patrícia Generoso

Mustang GT350

Mustang GT350R

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: