Fiat altera tabela de preços do Fiat Mobi.

O Mobi, modelo de entrada da Fiat disponível desde abril, teve sua tabela de preços reajustada pela primeira vez desde o lançamento neste mês de outubro. Depois de meses com boas vendas em agosto e setembro, inclusive batendo os números de seu rival, o Volkswagen Up!, o compacto de apelo urbano sofreu aumento de preços variando entre 1,49% e 1,51%, dependendo da versão.

O modelo mais básico, o Mobi Easy, que vem com motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, com potência máxima de 73 CV (gasolina) / 75 CV (etanol) a 6.250 rpm, câmbio manual de cinco velocidades, rodas de 13 polegadas com calota, para-choques pintados na cor da carroceria, banco traseiro bipartido e rebatível, sistemas Drive by Wire, Lane Change e ESS, espelhos retrovisores com comando mecânico interno e para-sol com espelho para o passageiro, airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD, subiu de R$ 31.900,00 para R$ 32.380,00.

Uma das versões intermediárias, o Mobi Like, traz motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, com potência máxima de 73 CV (gasolina) / 75 CV (etanol) a 6.250 rpm, câmbio manual de cinco velocidades, rodas de 14 polegadas com calota, para-choques, retrovisores externos e maçanetas das portas pintados na cor da carroceria, grade dianteira pintada em preto brilhante, volante com regulagem de altura, banco traseiro bipartido e rebatível, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas nas quatro portas, alarme antifurto, ar condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, desembaçador do vidro traseiro, sistemas Drive by Wire, Lane Change e ESS, comandos internos para abertura do bocal de combustível e do porta-malas, espelhos retrovisores com comando mecânico interno, para-sol com espelho para o passageiro, airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD. Seu preço subiu de R$37.900,00 para R$ 38.470,00.

A versão mais incrementada, o Mobi Way On, passou de R$ 43.800,00 para R$ 44.460,00. Ela vem com motor Fire 1.0 EVO 8V Flex, com potência máxima de 73 CV (gasolina) / 75 CV (etanol) a 6.250 rpm, câmbio manual de cinco velocidades, suspensão elevada, rodas de 14 polegadas de liga leve e desenho próprio, para-choques, retrovisores externos e maçanetas das portas pintados na cor da carroceria, grade dianteira pintada em preto brilhante, volante com regulagem de altura, banco traseiro bipartido e rebatível, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas nas quatro portas, alarme antifurto, ar condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, desembaçador do vidro traseiro, sistemas Drive by Wire, Lane Change e ESS, comandos internos para abertura do bocal de combustível e do porta-malas, espelhos retrovisores com comando elétrico Tilt-Down, sensores para estacionamento, barras longitudinais de teto, para-sol com espelho para o passageiro, faróis de neblina, airbag duplo (motorista e passageiro) e freios ABS com EBD.

Veja a lista completa de modelos e as alterações de preço que eles sofreram (sem adicionais):

  • Mobi Easy: Era R$ 31.900, foi para R$32.380
  • Mobi Easy On:- Era R$ 35.800, foi para R$36.340
  • Mobi Like: Era R$ 37.900, foi para R$38.470
  • Mobi Like On:Era R$ 42.300, foi para R$42.930
  • Mobi Way: Era R$ 39.300, foi para R$39.890
  • Mobi Way On: Era R$ 43.800, foi para R$44.460

Jaqueline Wanessa Freitas Melo


Fiat Palio 2017 chega às concessionárias custando a partir de R$ 42.410.

A montadora Fiat, na última quarta-feira, dia 3 de agosto, anunciou o novo modelo da marca italiana em sua linha 2017. A linha trocou de ano na mesma data em que o modelo italiano recebeu somente uma única estrela em um teste de colisão, o qual foi executado pelo Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe (Latin NCap), que realiza avaliações dos veículos no quesito segurança.

Abaixo é possível ver os preços das respectivas versões e seus motores:

  • Fiat Palio Attractive com motor 1.0: R$ 42.410,00
  • Fiat Palio Attractive com motor 1.4: R$ 45.990,00
  • Fiat Palio Essence com motor 1.6: R$ 50.890,00
  • Fiat Palio Sporting com motor 1.6: R$ 53.410,00

Desta vez a marca quer apostar em veículos mais equipados de fábrica, já que o modelo não tem muitas alterações que chamem atenção, nem no visual, nem no conjunto mecânico.

A linha 2017 do Palio conta agora com um painel central, com um acabamento único para cada uma das versões. Além de uma nova grafia para o quadro de instrumentos do modelo, parte interna mais escura e novos tecidos para o veículo.

O novo Palio conta, na parte externa, com uma cores novas para as rodas, que são de liga leve e também novas faixas laterais.

Versão Attractive 1.0

Em sua lista de itens de fábrica foram adicionados: banco do motorista com regulagem de altura, pré-disposição para rádio, Kit Comfort, que seria: apoia-pé para o motorista, 3° apoio de cabeça traseiro rebaixado, volante com regulagem de altura, revestimento interno da soleira das portas, porta-óculos e alças traseiras de segurança.

Como opcional possui: rádio Connect, retrovisores externos elétricos, vidros elétricos nas portas traseiras, além de volante com comandos de rádio.

Versão Essence 1.6

Conta com alarme, volante em couro com comandos de rádio e vidros elétricos nas portas traseiras. Como opcionais tem: spoiler na tampa traseira em cor idêntica do veículo, pneus 185/60 e kit parafusos antifurto das rodas, já com as rodas de liga leve 6.0 de aro 15.

Versão Attractive 1.4

É adicionado: pré-disposição para rádio, além de banco com regulagem de altura. Os opcionais são: rádio Connect, vidros elétricos nas portas traseiras, volante com comandos de rádio e retrovisores externos elétricos.

Sporting 1.6

Faixas laterais exclusivas, com rodas em liga leve de aro 16. Sem contar os vidros elétricos nas portas traseiras, também conta com kit parafusos antifurto nas rodas e alarme e volante em couro com comandos do rádio, sem opcionais.

FILIPE R SILVA


Modelo passou por mudanças visuais e ganhou nova identidade.

A Chevrolet divulgou na última semana os preços da nova linha do Onix 2017. O modelo chega com mudanças visuais e nova identidade, com preço renovado a partir de R$ 44.890 e missão de manter-se no patamar de carro mais vendido do Brasil.

Serão oferecidas diferentes versões do modelo para o ano de 2017, com motores 1.0 e 1.4, além da versão aventureira Onix Activ. De acordo com a marca, a versão de entrada, a Onix LT 1.0 ECO, tem como itens de série ar condicionado, travas e vidros elétricos, velocímetro digital, som com Bluetooth, entrada USB, chave canivete, além de airbag duplo, câmbio de 6 marchas e rodas de 14 polegadas. A versão mais barata custa R$ 44.890 ou R$ 46.290, caso o consumidor opte por incluir o sistema multimídia Mylink, com comandos de áudio e telefone no volante, além de outros opcionais disponíveis para esta versão.

Já a versão Onix LT 1.4 ECO acrescenta aos itens de série do veículo de entrada a coluna de direção com regulagem de altura, rodas de 15 polegadas com calotas e sensor de estacionamento traseiro, com valores que variam de R$ 49.590 (para a versão manual) a R$ 54.790 (na versão automática). A Chevrolet oferece, como opcionais, controlador de velocidade de cruzeiro e volante com revestimento diferenciado, considerado “Premium”.

O Onix 2017 também estará disponível nas versões LTZ 1.4 manual e LTZ 1.4 automático, que agregam ao modelo detalhes cromados de série, computador de bordo mais completo, retrovisores com ajuste elétrico, faróis de neblina e rodas de alumínio. O preço da versão manual é de R$ 54.490 e da versão automática R$ 59.790.

Além das versões tradicionais, a Chevrolet ainda oferece uma versão nova, direcionada ao público que busca modelos mais aventureiros. Trata-se do Onix Activ, que parte a partir de R$ 57.190 (com motor 1.4) e chega a R$ 62.290 (na versão mais completa).

Novidades e Reestilização

Entre as mudanças que a marca trouxe para o Onix 2017 estão novos equipamentos, como o sistema OnStar de série (tanto nas versões hatch quanto sedã), além do multimídia Mylink (que chega remodelado, em sua segunda geração). Por fora, a Chevrolet trouxe novidades na frente do modelo, que foi redesenhada e acompanha a nova identidade global da marca, assim como o modelo Cruze. Os faróis do modelo foram integrados à grade frontal bipartida e o para-choque também ganhou novos contornos, além de ter sido incluído o logotipo “ECO” no porta-malas traseiro, ressaltando a intenção da montadora em oferecer mais economia e melhor rendimento com os motores 1.0 e 1.4 do Onix.

 

André Barbirato


Volkswagen Fox 2017 chega com nova lista de equipamentos

A Volkswagen vem bastante forte para o mercado automobilístico em 2016. A montadora alemã acabou de lançar a linha 2017 do já conhecido Fox. Sem muitas novidades no visual, o grande destaque fica por conta das novidades em relação a itens de série em suas versões. Com preço inicial de R$ 44.690 (versão mais básica), o Fox 2017 chega bastante forte ao mercado brasileiro.

Uma novidade dessa linha 2017 do Fox é quanto aos pneus “verdes”, pois os mesmos passam a fazer parte de todas as versões. O mesmo é entregue nas medidas 195/55 R15, sendo que possui menor resistência à rolagem. Um diferencial está na versão Trendline, pois a mesma dispõe de rodas de aço com novas calotas Yatch.

A versão Comfortline é uma das mais interessantes da linha 2017. A mesma dispõe de volante multifuncional capaz de integrar os comandos do sistema de som e do computador de bordo, sendo que tal item passou a ser de série. Além disso, entre os opcionais da respectiva versão estão à câmera de ré que é um item de auxílio ao estacionamento além do novo conjunto de rodas de liga leve com 15 polegadas denominadas Turim.

A versão Highline, por sua vez, também conta com rodas de liga leve Turim em seus itens de série. Além disso, a mesma ainda possui como diferencial um novo interior totalmente escurecido que trás um tom bastante moderno ao automóvel. A versão Pepper apresenta faróis com friso vermelho entre seus adicionais além de dispor do novo conjunto de rodas Modena. Outra versão que também dispõe de novo conjunto de rodas de liga leve é o CrossFox, que conta com o conjunto Ancona que é acompanhado de pneus 205/60 R15.

Outra grande novidade deste lançamento é, sem sombra de dúvidas, o fato de os sistemas de Infotainment do Fox 2017 já estarem devidamente integrados com o Apple CarPLay, MirrorLink além do Android Auto.

Em relação à motorização, saiba que não houve mudanças neste quesito. Com isso, as versões Comfortline e Trendline permanecem com o 1.0 MPI de três cilindros que possui até 82 cv além do 1.6 MSI, de 8 válvulas, que entrega até 104 cv. Já as versões Fox Track e Fox BlueMotion contam com o motor 1.0 MPI. As versões Highline, Pepper e CrossFox são equipadas com o 1.6 MSI de 16 válvulas que é capaz de entregar até 120 cv através de câmbio manual de seis marchas.

Por Bruno Henrique


Projeto dobra a quantidade de carros para testes e deve agilizar o desenvolvimento da tecnologia

Foi fechado um acordo entre as empresas Google e Fiat Chrysler frente a uma parceria que tem como objetivo o desenvolvimento de 100 minivans que serão autônomas (não necessitam de motorista).

Essa é a primeira vez que o Google vai trabalhar de maneira direta com uma fabricante de automóveis que visando a integração do seu sistema de direção autônoma. Os veículos contarão com sensores e software da empresa gigante da internet.

A Fiat Chrysler foi na contramão de suas rivais como a Audi, Daimler e a BMW, e resolveu procurar uma empresa que é de fora do segmento automotivo para que seja desenvolvido o seu modelo de carro autônomo.

Atualmente, o grupo Fiat Chrysler conta com uma dívida líquida de mais de seis bilhões de euros. Segundo o presidente-executivo, Sergio Marchionne, houve algumas tentativas durante o período de mais de um ano para que fosse possível uma fusão com as rivais para que isso ajudasse na divisão de custos para esse desenvolvimento. Mas não houve sucesso.

A integração da tecnologia de direção autônoma nas minivans que serão desenvolvidas terá um trabalho conjunto dos engenheiros da Fiat Chrysler e do Google. Todo o trabalho será realizado em uma instalação em Michigan, local no qual a montadora conta com um centro de engenharia.

Esse acordo não vai excluir para que o Google ou a Fiat Chrysler deixem de assinarem acordos de cooperação frente a outras partes.

Com esses veículos da Fiat Chrysler, haverá um aumento de mais que o dobro da atual frota que o Google faz testes. Hoje, a empresa da internet conta com aproximadamente 70 automóveis esportivos que foram adquiridos da Lexus e outros pequenos protótipos que tiveram o desenho feito pelo Google. Todos estão sendo testados em quatro cidades dos Estados Unidos.

Carro do Google

Há dois anos o Google apresentou o seu primeiro protótipo de carro compacto que apresentava espaço apenas para duas pessoas. O seu funcionamento, em teoria, se dava apenas com as pessoas entrando no automóvel, quando apertar um botão e falar para onde queria ir era o suficiente para o mesmo começar a rodar. O trajeto era mostrado em uma tela no painel. A empresa mostra agora que aumenta a suas pretensões no segmento.

OSCAR ARIEL COLAÇO


Modelo chega às lojas custando entre R$ 99 mil e R$ 179 mil.

Recentemente a Ford divulgou os preços referentes a versão diesel da seu novíssima Ranger 2017, agora foi a vez da empresa divulgar os demais preços da versão 2017 de sua picape, com preços que podem variar em R$ 80.400.

Custando R$ 99.500 em seu lançamento está a Ranger XLS 2.5 Flex e manual 4×2 de cabine dupla. Por R$ 109.900 temos a Ranger XLT 2.5 flex manual 4×2 com cabine dupla. No meio da tabela ainda temos dois modelos com preços mais elevados, por R$ 129.900 e R$ 142.900 respectivamente, trata-se do modelo Ranger XLS 2.2 turbodiesel manual 4×4 com cabine dupla e o Ranger XLS 2.2 turbodiesel A/T 4×4 com cabine dupla.

Fechando a lista como os mais caros da linha Ranger 2017, temos o XLT 3.2 turbodiesel A/T 4×4 por R$ 166.900 e o Limited 3.2 turbodiesel A/T 4×4 com cabine dupla, saindo pelo exorbitante preço de R$ 179.900. Porém, a Ford promete compensar aqueles que comprarem a picape mesmo com o alto valor, visto que a empresa mencionou que a versão 2017 da Ranger é a melhor já feita, pelas melhorias na estrutura e na segurança do automóvel.

Todos os modelos contam com satisfatórios 5 anos de garantia, bem como sete airbags, freios com ABS, ganchos isofix, encostos de cabeça, cinto de segurança e ainda um sistema eletrônico para garantir a tração e a estabilidade da picape.

Aqueles que desejam contar com a versão mais cara e completa da picape, a Limited, contaram com funções exclusivas na série, como alerta de colisão frontal, piloto automático podendo acelerar e frear por meio da distância entre sua picape e o veículo a frente, bem como um sistema para avisar o motorista quando o carro muda de faixa de forma involuntária, vibrando o volante. A versão Limited ainda conta com monitoramento da pressão nos pneus da picape, garantindo segurança máxima para o motorista.

Na motorização da picape não tivemos mudanças, continuando com o bloco 2.5 litros flex, sendo capaz de desenvolver 168/173 cv para gasolina/etanol, o que não deve receber tanta atenção dos consumidores. Quanto aos propulsores turbodiesel, a caixa manual e automática está disponível, em seis velocidade e com a tração 4×4.

Ainda contaremos com mudanças visuais na série, principalmente na grade frontal, que agora conta com um formato de escudo, bem como os faróis, menores. Na versão mais cara, as rodas possuem um novo desenho e a Ford irá oferecer a cor metálica vermelho Toscana nas picapes.

O painel do automóvel também sofreu alterações, visto que as entradas de ar estão diferentes, bem como as 8 polegadas da central multimídia SYNC, novidades nos comandos do ar condicionado da picape e no desenho do volante, que sofreu alterações em comparação às versões anteriores.

Laisa Silva


Veículo parece uma versão mais curta do Polo e deverá ser lançado inicialmente na Índia.

A empresa alemã Volkswagen publicou a primeira foto oficial do novo lançamento da marca, o Volkswagen Ameo 2017, que agora tem seu nome confirmado. A companhia apresentou somente uma imagem, onde exibe apenas a lanterna traseira e o nome do novo veículo, que chegará com uma nova plataforma, a MQB, proveniente do VW Polo Europeu. O sedan, o qual terá sua estreia realizada na Índia, é um dos lançamentos mais aguardados no continente asiático e ocorrerá muito em breve. É provável que a apresentação ao público aconteça no mês de fevereiro deste ano, durante o Auto Expo 2016, caso isso não se concretize, tal fato dar-se-á até o final do primeiro semestre.

O futuro sedan chegou a receber o nome de Brezze, porém, o nome Ameo foi dado como definitivo pela Volkswagen nesta quarta-feira, dia 20 de janeiro. A montagem do carro será feita na cidade de Chakan, na região de Pune, Índia, ao lado do VW Polo.

Apesar de ainda não haver nenhuma informação oficial, o veículo foi flagrado e conclui-se que o modelo é basicamente uma versão encurtada do Pólo. O Ameo, que é o primeiro produto da Volkswagen focado no mercado indiano, terá 3,99 metros de comprimento para que assim seja enquadrado entre os compactos menores de 4 metros, pois na Índia veículos com metragem menor que esta possuem tributação mais favorável.

Embaixo do capô acredita-se que poderão ser dois motores, um deles é um com 1.2 litros de 3 cilindros (com 75 cavalos de potência e torque de 11,2 kgfm), o outro é um 1.5 Tdi movido a diesel (que gera uma potência de até 90 cv e 23,5 kgfm de torque), ambos com câmbio mecânico de cinco velocidades. Especula-se também o uso de um propulsor turbo 1.0 TSi.

Acredita-se que será um dos carros mais caros do segmento, rivalizando com Tata Zest, Honda Amaze, Maruti Swift Dzire, Hyundai Xcent e Ford Figo Aspire, que é uma versão mais curta do Ka+.

Nádia Neves


Toyota inova e incorpora acessórios dos carros de passeio em sua picape.

A nova Toyota Hilux veio para mostrar que cada vez mais a sua tendência é se equiparar aos carros de passeio. Se incorporando de vários itens comuns a essa linha de veículos, a Toyota vem investido em uma expansão e maior popularização de um de seus modelos mais aclamados.

Na parte de dentro do carro, poucos detalhes das versões mais antigas foram mantidos, valendo citar como um dos mais marcantes o pequeno relógio Casio no painel. De resto a maioria é novidade. Com destaque para um grande investimento em deixar o interior mais parecido com um carro de passeio de luxo. O acabamento ficou realmente muito bonito com detalhes de cromado e alguns outros com material similar ao couro (material esse também utilizado no Corolla).

A ergonomia do carro também foi melhorada, deixando o carro mais acessível e confortável. Pequenos detalhes como a mudança de local do comando de retrovisores, saindo do painel para as portas e a facilidade de acesso aos comandos do carro, grande parte encontrados no volante na versão SRX (versão mais completa), fazem grande diferença.

Para alguns a baixa potência de apenas 177 cv pode ser surpreendente tendo em vista que este carro tem como principal característica a força. Porém, o truque está no torque do carro, este sim digno de um veículo do tamanho da Hilux. Ostentando 45,9 kgfm (câmbio automático) de torque, pode ter certeza que a nova Hilux ainda tem a antiga força para escalar e passar por cima de qualquer obstáculo.

Em se tratando de conforto, alguns aspectos foram claramente melhorados, enquanto outros ainda pecam pela falta de espaço. Por exemplo, uma pessoa com mais de 1,80m pode se sentir um pouco apertada em relação à altura do carro, mas pode se sentir um pouco melhor se perceber o aumento do espaço para as pernas.

Resumidamente, a nova Hilux exibe novos detalhes que irão agradar a novos compradores e ainda mantém a mesma força de sempre para manter seus fiéis admiradores.

Por Pedro Bartras





CONTINUE NAVEGANDO: