Crédito para compra de automóveis apresentou queda

  

Recuo foi de 6,6% nos últimos 12 meses até maio. O valor total dos recursos para a aquisição de veículos por pessoa física ficou em R$ 175,705 bilhões em maio.

De acordo com o Banco Central (BC), o crédito para compra de automóveis no Brasil apresentou um recuo considerável nos últimos 12 meses.

O estoque de operações de crédito para que os consumidores possam comprar veículos recuou cerca de 1% de abril para maio deste ano. Sendo assim, o valor total dos recursos para a aquisição de veículos por pessoa física ficou em R$ 175,705 bilhões em maio. No mês de abril este número foi de R$ 177,552 bilhões.   

Ao analisar os cinco primeiros meses de 2015, a queda foi considerável relacionada a este tipo de crédito. O recuo foi de 4,6%. Já nos últimos 12 meses até maio, o recuo foi de 6,6%.   

Vale a pena ressaltar que o recuo no crédito para aquisição de carros fez com que o número de veículos novos adquiridos também apresentasse uma queda. De acordo com o Fenabrave, as vendas de veículos novos no Brasil obtiveram cinco quedas mensais seguidas. A aquisição de veículos novo, comerciais leves, caminhões e ônibus caíram em maio 3,04% ante abril. Ao comparar com maio de 2014, a queda nas vendas chega a 27,5%.   


O crédito concedido acumulado em maio para o financiamento de automóveis para pessoas físicas somaram R$ 6,402 bilhões. Isso representa uma queda de 2,1%, comparado a abril. De janeiro a maio, a queda foi de 9,5%.   

Já o setor de habitação teve suas operações de crédito para pessoas físicas expandidas em 1% de abril para maio. Segundo o Banco Central, as operações de crédito somaram R$ 465,122 bilhões. De janeiro a maio, o aumento foi de 7,8% e, nos últimos doze meses até maio, houve um crescimento de 24,5%. Do volume total as operações de créditos habitacionais, R$ 403,455 bilhões se referem a taxas reguladas. Os outros R$ 61,667 bilhões, segundo o BC, referem-se a empréstimos de taxas de mercado. Sendo assim, as operações de taxas reguladas conseguiram avançar 1,2% ante o mês anterior. No ano houve um aumento de 8,2% e, nos últimos 12 meses até maio, 25,4%.

Os financiamentos com taxas de mercado apresentaram um recuo de 0,1% no mês. No acumulado do ano houve uma alta de 4,4% e, nos últimos 12 meses até maio, 18,8%.

Por William Nascimento

Crédito para compra de automóveis

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *