Queda nas vendas de automóveis em janeiro de 2015




A ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) divulgou na última quinta-feira, dia 5 de fevereiro de 2015, que no mês de janeiro de 2015, as vendas de automóveis, caminhões e ônibus caíram 18,8% em relação ao mesmo período de 2014 e 31,4% em comparação a dezembro do ano de 2014. Foram emplacadas no mês de janeiro de 2015 apenas 253.803 unidades em todo o país, um número muito inferior às expectativas.

Considerando-se automóveis e carros comerciais leves, as vendas de janeiro totalizaram-se em 244.253 unidades, ou seja, 18,6% de retrocesso em relação a janeiro de 2014 e 31% de queda em relação a dezembro deste mesmo ano. De forma mais específica, foram vendidos em janeiro 206.112 automóveis e 38.141 carros comerciais leves.


Já as vendas de caminhões atingiram apenas 7.675 unidades no mês de janeiro, isto é, 28,8% a menos que o mês de janeiro de 2014 e 44% a menos em relação a dezembro de 2014. Por fim, foram vendidas 1.875 unidade de ônibus no primeiro mês do corrente ano, que representa uma queda de 8,1% em relação a janeiro de 2014 e de 19%, se comparado a dezembro de 2014.

Como podemos observar, o setor automotivo tem vivido tempos difíceis, em especial nos últimos meses. Apesar dos incentivos do Governo Federal nos últimos anos para manter aquecido o comércio automobilístico, ao criar políticas de desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), as vendas continuam caindo. A intenção do Governo Federal com estas políticas através de acordos de não demissão com as montadoras é incentivar o consumo e, consequentemente, garantir os níveis de emprego.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a produção industrial brasileira decresceu 3,2% em 2014 e o setor automobilístico é um dos principais representantes desta estatística geral, uma vez que somente este setor sofreu queda de 16,8% no referido ano. Em razão disso, segundo a ANFAVEA, 2014 teve uma queda de 8,9% de empregos na indústria automobilística do país. Em números reais, a ANFAVEA anunciou que o setor fechou o ano de 2013 com 158.733 postos de empregos e encerrou 2014 com 144.623, o que representa a demissão de 14.110 pessoas.


Por Allan Carlos Marques

Vendas de carros

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *