Volkswagen Golf Sportsvan teve o início de sua produção na Alemanha

  

Apresentada pela Volkswagen em setembro do ano passado, durante a realização do Salão de Frankfurt, a versão monovolume da nova geração do VW Golf segue as características atuais de design da marca e já começou a ser produzida na planta fabril de Wolfsburg, na Alemanha. Até então denominada como Golf Plus, a marca alemã resolveu alterar seu nome e o modelo recebeu nesta geração o sobrenome Sportsvan.

Trazendo um visual totalmente redesenhado, em sintonia com os mais recentes lançamentos da marca, o Volkswagen Golf Sportsvan chega ao mercado europeu e terá como principais rivais o Ford B-Max, o Opel Meriva e o Renault Scenic. 

Dotado de 4,338 metros de comprimento, 1,807 metros de largura, 1,578 metros de altura e 2,685 metros de distância entre-eixos (dimensões diferentes do hatchback), o estilo do monovolume fica nítido pelo teto mais alto (a minivan é 12,6 centímetros mais alta que o Golf hatchback), bem como pelo maior distância entre-eixos (4,8 centímetro a mais longo), proporcionando um espaço interno mais generoso. 

De acordo com marca alemã, o Golf Sportsvan oferece um porta-malas com 498 litros de capacidade. Os bancos traseiros possuem disposição 60:40 e podem deslizar para frente ou para trás, ampliando as medidas do porta malas em até 87 litros, além de serem totalmente rebatíveis.


Mecanicamente, a Volkswagen irá disponibilizar uma grande quantidade de opções, composta por propulsores movidos a diesel e a gasolina, sendo que todas as configurações serão equipadas com sistema Start&Stop, o que faz com que esses motores sejam até 19% mais eficientes em termos de consumo de combustível se comparado às versões anteriores.

Haverá quatro opções de blocos TSI com injeção direta de gasolina, com potências de 85 cv, 110 cv, 125 cv e 150 cv. O modelo poderá trazer também dois motores TDI a diesel, com 110 cv ou 150 cv de potência. Todas as opções, com exceção do propulsor a diesel menos potente, poderão ser equipados opcionalmente com transmissão automática DSG de dupla embreagem e seis velocidades, no entanto, o câmbio manual de seis marchas será o padrão.

Segundo a fabricante, a versão mais econômica é a equipada com motor 1.6 TDI de 110 cv, com autonomia de média de 27 km/L, com emissões de apenas 95 g de CO2/km. De acordo com a Volkswagen, esta é a melhor média entre os principais concorrentes.

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *