Toyota Prius terá recall no Brasil – Problemas

  

O recall mundial anunciado pela Toyota recentemente, para o seu famoso automóvel híbrido, o Prius, envolvendo 1,9 milhão de unidades do carro que combina o motor a combustão, movido a gasolina, com um propulsor elétrico, fabricado entre os anos de 2009 e 2014, também será realizado no Brasil.

O chamado da montadora japonesa deve-se a um problema detectado no sistema híbrido do carro, que pode provocar a paralisação do veículo, na pior das hipóteses, enquanto ele estiver sendo dirigido. Segundo a Toyota, a origem da falha está no programa do módulo de controle do inversor do sistema híbrido.

Ainda de acordo com a nota oficial da marca asiática, divulgada em seu site oficial, quando o software é bastante exigido, ele pode superaquecer, ser reinicializado e fazer com que o Prius entre no modo de segurança, diminuindo a potência disponível e a velocidade do veículo, aumentando os riscos de acidentes, dependendo do local em que o automóvel estiver circulando. Apesar disso, a Toyota afirma que nenhum acidente causado pela falha foi registrado até o momento.

O recall do Toyota Prius no Brasil envolve os híbridos fabricados entre os dias 16 de julho de 2012 e 14 de junho de 2013, modelos ZVW30L-AHXEBW, código alfanumérico JTDKN36U** e últimos sete dígitos do chassi de 1579250 a 1698866.


Os proprietários desses modelos devem levá-los à concessionária Toyota mais próxima para que seja feito o reparo no componente afetado. A reprogramação do módulo do inversor do sistema híbrido do carro, que elimina o defeito citado, é totalmente gratuita, mas precisa ser agendada com antecedência.

Outros detalhes sobre o reparo podem ser encontrados no site www.toyota.com.br e também através do Serviço de Assistência ao Cliente Toyota, que funciona no telefone 0800-703-0206 (ligação gratuita) e atende de segundas a sextas-feiras, entre as 8h e as 17h. Nesses canais de contato é possível verificar o endereço da rede autorizada da marca em todo o Brasil.

Recall Toyota Prius

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *