Porsche e Audi aumentam as Vendas da Volkswagen no 3º Trimestre de 2013

  

A Volkswagen informou recentemente que a companhia obteve um aumento de 20% em relação ao lucro operacional do terceiro trimestre deste ano. De acordo com as informações da companhia, essa “subida” nos lucros se deu devido às vendas dos modelos de luxo Porsche e Audi, que tiveram até mesmo marcas recordes. De quebra, a montadora ainda conseguiu com isso se manter no caminho certo para atingir as metas estabelecidas para este ano.

O maior grupo automotivo do continente europeu teve seu lucro operacional alavancado para 2,78 bilhões de euros (US$ 3,8 bilhões). Para uma melhor comparação, vale lembrar que um ano antes esse lucro foi de 2,32 bilhões de euros. A empresa parece estar na linha certa do mercado, já que esses números estão de acordo com as estimativas apresentadas por 14 analistas por meio de uma pesquisa da Reuters.

A Volkswagen voltou ainda a reafirmar que não se esqueceu da meta de atingir o recorde de lucro operacional que foi registrado no ano passado, sendo que este foi de 11,5 bilhões de dólares. A companhia também não abandonou o objetivo de elevar as vendas e entregas para níveis recordes ainda antes do fim deste ano. Mesmo sendo otimista, a Volkswagen não apenas sabe, mas disse estar consciente de que tais metas são "muito ambiciosa dada a forte dificuldade do ambiente econômico".

A companhia tem voltado suas atenções em dois pontos fundamentais para empresa no momento, que são a disciplina de custos e o gerenciamento de investimentos. Isso, de acordo com os comentários feitos pelo vice-presidente financeiro da empresa, Hans Dieter Poetsch.


Poetsch acrescenta ainda que nesse momento "Isso é particularmente importante, dado que o ambiente econômico não deve melhorar no curto prazo".

Porém, de acordo com alguns analistas do setor, a nova plataforma de veículos “MQB” que foi desenvolvida pela auxiliar no corte de custos e no aceleramento da linha de montagem de veículos, deverá ainda continuar pesando sobre o lucro da companhia. Consequentemente, as reduções de custos poderão ficar bem abaixo das metas apresentadas pela empresa.

Por Denisson Soares

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *